1. eiV to teloV en umnoiV tw dauid

2. eisakouson o qeoV thV dehsewV mou prosceV th proseuch mou

3. apo twn peratwn thV ghV proV se ekekraxa en tw akhdiasai thn kardian mou en petra uywsaV me

4. wdhghsaV me oti egenhqhV elpiV mou purgoV iscuoV apo proswpou ecqrou

5. paroikhsw en tw skhnwmati sou eiV touV aiwnaV skepasqhsomai en skeph twn pterugwn sou diayalma

6. oti su o qeoV eishkousaV twn eucwn mou edwkaV klhronomian toiV foboumenoiV to onoma sou

7. hmeraV ef' hmeraV basilewV prosqhseiV eth autou ewV hmeraV geneaV kai geneaV

8. diamenei eiV ton aiwna enwpion tou qeou eleoV kai alhqeian autou tiV ekzhthsei

9. outwV yalw tw onomati sou eiV ton aiwna tou aiwnoV tou apodounai me taV eucaV mou hmeran ex hmeraV





“Por que a tentação passada deixa na alma uma certa perturbação? perguntou um penitente a Padre Pio. Ele respondeu: “Você já presenciou um tremor de terra? Quando tudo estremece a sua volta, você também é sacudido; no entanto, não necessariamente fica enterrado nos destroços!” São Padre Pio de Pietrelcina