1. allhlouia episteusa dio elalhsa egw de etapeinwqhn sfodra

2. egw eipa en th ekstasei mou paV anqrwpoV yeusthV

3. ti antapodwsw tw kuriw peri pantwn wn antapedwken moi

4. pothrion swthriou lhmyomai kai to onoma kuriou epikalesomai

6. timioV enantion kuriou o qanatoV twn osiwn autou

7. w kurie egw douloV soV egw douloV soV kai uioV thV paidiskhV sou dierrhxaV touV desmouV mou

8. soi qusw qusian ainesewV

9. taV eucaV mou tw kuriw apodwsw enantion pantoV tou laou autou

10. en aulaiV oikou kuriou en mesw sou ierousalhm





“Não queremos aceitar o fato de que o sofrimento é necessário para nossa alma e de que a cruz deve ser o nosso pão cotidiano. Assim como o corpo precisa ser nutrido, também a alma precisa da cruz, dia a dia, para purificá-la e desapegá-la das coisas terrenas. Não queremos entender que Deus não quer e não pode salvar-nos nem santificar-nos sem a cruz. Quanto mais Ele chama uma alma a Si, mais a santifica por meio da cruz.” São Padre Pio de Pietrelcina