aaaaa

1. eiV to teloV yalmoV tw dauid epi tw kuriw pepoiqa paV ereite th yuch mou metanasteuou epi ta orh wV strouqion

2. oti idou oi amartwloi eneteinan toxon htoimasan belh eiV faretran tou katatoxeusai en skotomhnh touV euqeiV th kardia

3. oti a kathrtisw kaqeilon o de dikaioV ti epoihsen

4. kurioV en naw agiw autou kurioV en ouranw o qronoV autou oi ofqalmoi autou eiV ton penhta apoblepousin ta blefara autou exetazei touV uiouV twn anqrwpwn

5. kurioV exetazei ton dikaion kai ton asebh o de agapwn adikian misei thn eautou yuchn

6. epibrexei epi amartwlouV pagidaV pur kai qeion kai pneuma kataigidoV h meriV tou pothriou autwn

7. oti dikaioV kurioV kai dikaiosunaV hgaphsen euquthta eiden to proswpon autou




“Pobres e desafortunadas as almas que se envolvem no turbilhão de preocupações deste mundo. Quanto mais amam o mundo, mais suas paixões crescem, mais queimam de desejos, mais se tornam incapazes de atingir seus objetivos. E vêm, então, as inquietações, as impaciências e terríveis sofrimentos profundos, pois seus corações não palpitam com a caridade e o amor. Rezemos por essas almas desafortunadas e miseráveis, para que Jesus, em Sua infinita misericórdia, possa perdoá-las e conduzi-las a Ele.” São Padre Pio de Pietrelcina