aaaaa

1. wdh twn anabaqmwn oi pepoiqoteV epi kurion wV oroV siwn ou saleuqhsetai eiV ton aiwna o katoikwn ierousalhm

2. orh kuklw authV kai kurioV kuklw tou laou autou apo tou nun kai ewV tou aiwnoV

3. oti ouk afhsei thn rabdon twn amartwlwn epi ton klhron twn dikaiwn opwV an mh ekteinwsin oi dikaioi en anomia ceiraV autwn

4. agaqunon kurie toiV agaqoiV kai toiV euqesi th kardia

5. touV de ekklinontaV eiV taV straggaliaV apaxei kurioV meta twn ergazomenwn thn anomian eirhnh epi ton israhl




“Pobres e desafortunadas as almas que se envolvem no turbilhão de preocupações deste mundo. Quanto mais amam o mundo, mais suas paixões crescem, mais queimam de desejos, mais se tornam incapazes de atingir seus objetivos. E vêm, então, as inquietações, as impaciências e terríveis sofrimentos profundos, pois seus corações não palpitam com a caridade e o amor. Rezemos por essas almas desafortunadas e miseráveis, para que Jesus, em Sua infinita misericórdia, possa perdoá-las e conduzi-las a Ele.” São Padre Pio de Pietrelcina