7. kai eipen basileuV israhl proV iwsafat eti anhr eiV tou zhthsai ton kurion di' autou kai egw emishsa auton oti ouk estin profhteuwn peri emou eiV agaqa oti pasai ai hmerai autou eiV kaka outoV micaiaV uioV iemla kai eipen iwsafat mh laleitw o basileuV outwV





“Imitemos o coração de Jesus, especialmente na dor, e assim nos conformaremos cada vez mais e mais com este coração divino para que, um dia, lá em cima no Céu, também nós possamos glorificar o Pai celeste ao lado daquele que tanto sofreu”. São Padre Pio de Pietrelcina