1. Salmo. Cântico. Para o dia de sábado.

2. Bom é louvar o Senhor, cantar salmos ao teu nome, ó Altíssimo:

3. anunciar pela manhã a tua misericórdia, e a tua fidelidade durante a noite.

4. com o saltério de dez cordas e a lira, com cântico ao som da cítara.

5. Em realidade me alegras, Senhor, com as tuas obras, eu exulto com as obras das tuas mãos.

6. Quão magníficas são, Senhor, as tuas obras! Quão profundos são os teus pensamentos!

7. O homem insensato não conhece, e o néscio não compreende estas coisas.

8. Embora os ímpios floresçam como a erva, e brilhem todos os que fazem o mal, estão destinados a eterno extermínio;

9. ao contrário, tu, Senhor, és eternamente excelso.

10. Pois eis que os teus inimigos, Senhor, eis que os teus inimigos perecerão: serão dispersados todos os que praticam o mal.

11. Exaltaste a minha força como a de um búfalo; ungiste-me com azeite puríssimo.

12. E os meus olhos olharam com desprezo para os meus inimigos, e os meus ouvidos ouviram alegres novas, acerca dos malignos que se levantam contra mim.

13. O justo florescerá como a palma, como o cedro do Líbano crescerá.

14. Plantados (os justos) na casa do Senhor, florescerão nos átrios do nosso Deus. (ver nota)

15. Darão frutos mesmo na velhice, estarão cheios de selva e de vigor,

16. para anunciar quão recto é o Senhor, minha Rocha, e que não há nele iniquidade.





“O mal não se vence com o mal, mas com o bem, que tem em si uma força sobrenatural.” São Padre Pio de Pietrelcina