1. Conjuro-te diante de Deus e de Jesus Cristo, que há-de julgar os vivos e os mortos, pela sua vinda e pelo seu reino:

2. prega a palavra, insiste a tempo e fora de tempo, repreende, corrige, admoesta com toda a paciência e doutrina,

3. porque virá tempo em que (muitos) não suportarão a sã doutrina, mas acumularão mestres em volta de si, ao sabor das suas paixões, (levados) pelo prurido de ouvir.

4. Afastarão os ouvidos da verdade e os aplicarão às fábulas.

5. Tu, porém, vigia sobre todas as coisas, suporta os trabalhos, faze a obra de evangelista, cumpre o teu ministério.

6. Quanto a mim, estou já oferecido em libação (derramando o meu sangue), e o tempo da minha partida avizinha-se.

7. Combati, até ao fim, o bom combate, acabei a minha carreira, guardei a fé.

8. De resto, está-me preparada a coroa da justiça que o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia; porém não só a mim, mas também àqueles que esperam com amor a sua vinda.

9. Apressa-te a vir ter comigo. Demas abandonou-me, por amor deste século, e foi para Tessalonica;

10. Crescente (foi) para a Galácia, Tito para a Dalmácia.

11. Só Lucas está comigo. Toma contigo Marcos e traze-o, porque me é útil para o ministério (evangélico). (ver nota)

12. Tíquico enviei-o a Éfeso.

13. Quando vieres, traze contigo a capa que deixei em Trôade, em casa de Carpo, e os livros, principalmente os pergaminhos.

14. Alexandre, o latoeiro, fez-me muitos males; o Senhor lhe pagará segundo as suas obras. (ver nota)

15. Tu também guarda-te dele, porque opõe uma forte resistência às nossas palavras.

16. Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, mas todos me desampararam; que isto lhes não seja imputado.

17. O Senhor, porém, assistiu-me e confortou-me, para que fosse cumprida por mim a pregação, e a ouvissem todos os gentios, e, assim, fui livre da boca do leão. (ver nota)

18. O Senhor me livrará de toda a obra má e me salvará (fazendo-me entrar) no seu reino celestial: a ele seja dada glória pelos séculos dos séculos! Amen.

19. Saúda Prisca, Áquila e a família de Onesíforo.

20. Erasto ficou em Corinto. A Trófimo deixei-o doente, em Mileto.

21. Apressa-te a vir, antes do inverno. Saúdam-te Eubulo, Pudente. Lino, Cláudia e todos os irmãos (desta cidade).

22. O Senhor Jesus Cristo seja com o teu espírito. A graça seja convosco.





“Que Nossa Senhora nos obtenha o amor à cruz, aos sofrimentos e às dores.” São Padre Pio de Pietrelcina