1. Cântico. Salmo. Dos filhos de Coré.

2. Grande é o Senhor e muito digno de louvor, na cidade do nosso Deus. O seu monte santo,

3. colina insigne, é a alegria de toda a terra; o monte de Sião, nos confins do aquilão, é a cidade do grande rei,

4. Deus nas suas cidadelas mostrou-se seguro baluarte.

5. De facto, eis que os reis se coligaram, acometeram juntos (contra ela).

6. Logo que a viram ficaram atônitos, ficaram conturbados, fugiram.

7. O terror apoderou-se dele ali mesmo, (sentiram) dores como da mulher que está de parto,

8. como quando o vento do levante destroça as naus de Tarsis.

9. Como o ouvimos (de nossos pais), assim o vimos, na cidade do Senhor dos exércitos, na cidade do nosso Deus: Deus a consolida para sempre.

10. Comemoramos, ó Deus, a tua misericórdia, dentro do teu templo.

11. Como o teu nome, ó Deus, assim também o louvor se estende até aos confins da terra. A tua dextra está cheia de justiça:

12. alegre-se o monte de Sião, regozijem-se as cidades de Judá, por causa dos teus juízos.

13. visitai Sião, andai à sua volta, contai as suas torres.

14. Contemplai as suas defesas, percorrei as suas fortalezas, para que narreis às gerações vindouras

15. quão grande é Deus. E o nosso Deus, eternamente, para sempre: ele nos guiará.





“A maior alegria de um pai é que os filhos se amem, formem um só coração e uma só alma. Não fostes vós que me escolhestes, mas o pai celeste que, na minha primeira missa, me fez ver todos os filhos que me confiava”.(P.e Pio) São Padre Pio de Pietrelcina