1. Paulo, Silvano e Timóteo, à Igreja dos Tessalonicenses, em Deus nosso Pai e no Senhor Jesus Cristo.

2. Graça e paz vos sejam dadas, da parte de Deus, nosso Pai, e da do Senhor Jesus Cristo.

3. Nós devemos, irmãos, dar sempre graças a Deus por vós, como é justo, porque a vossa fé vai em grande aumento e abunda em cada um de vós a caridade mútua.

4. Também nós mesmos nos gloriamos de vós na igrejas de Deus, pela vossa paciência e fé, no meio de todas as perseguições e tribulações que sofreis.

5. Elas são prova do justo juízo de Deus, (que deste modo vos purifica) para que sejais tidos por dignos do reino de Deus, pelo qual padeceis. (ver nota)

6. Com efeito, é justo diante de Deus dar tribulação aqueles que vos atribulam,

7. e a vós, que sois atribulados, (dar) descanso (eterno) connosco, quando aparecer o Senhor Jesus (descendo) do céu com os anjos (mensageiros) do seu poder,

8. em uma chama de fogo, para tomar vingança daqueles que (por sua culpa) não conhecem a Deus e não obedecem ao Evangelho de Nosso Senhor Jesus.

9. Esses tais serão punidos com a perdição eterna, longe da face do Senhor e da glória do seu poder,

10. quando ele vier naquele dia, para ser glorificado nos seus santos, e para se fazer admirável em todos os que creram, porque vós crestes no testemunho que demos diante de vós.

11. Por isso oramos incessantemente por vós, para que o nosso Deus vos faça dignos da vossa vocação (isto é, do estado a que vos chamou), que realize com o seu poder todo o desejo de fazer bem e a atividade da vossa fé,

12. a fim de que o nome de Nosso Senhor Jesus Cristo seja glorificado em vós, e vós nele, pela graça do nosso Deus e do Senhor Jesus Cristo.





“O bem dura eternamente.” São Padre Pio de Pietrelcina