1. Assim falou o Senhor: Vai comprar uma bilha de barro feita por um oleiro, leva contigo alguns dos anciães do povo e dos anciães dos sacerdotes,

2. e a sai ao vale do filho de Hinnom, que está junto à entrada da porta das olarias, e publicarás ali as palavras que te vou dizer.

3. Dirás: Ouvi a palavra do Senhor, reis de Judá e habitantes de Jerusalém; Assim fala o Senhor dos exércitos, o Deus de Israel: Vou fazer cair tal calamidade sobre este lugar, que, a todo aquele que a ouvir referir, lhe ficarão retinindo os ouvidos.

4. Com efeito, abandonaram-me, profanaram este lugar, e nele ofereceram incenso a deuses estranhos, que não conheceram, nem eles, nem seus pais nem os reis de Judá, e encheram este lugar de sangue de inocentes (sacrificados a Moloch);

5. edificaram altares a Baal, para lhe queimarem seus filhos no fogo em holocausto, coisa que não mandei jamais, nem disse, nem me veio ao pensamento.

6. Por isso aproximam-se os dias, diz o Senhor, em que este lugar não será mais chamado Tofet, nem Vale do filho de Hinnom, mas Vale da Matança.

7. Dissiparei os desígnios (dos habitantes) de Judá e de Jerusalém neste lugar, exterminá-los-ei com a espada, em frente de seus inimigos e pela mão dos que procuram a sua vida, e darei os seus cadáveres como pasto às aves do céu e aos animais da terra.

8. Farei desta cidade um objecto de pasmo e de ludíbrio: todo o que passar por ela, ficará pasmado e se rirá de todos os seus castigos.

9. Dar-lhes-ei a comer a carne de seus filhos e a carne de suas filhas; devorar-se-ão uns aos outros, durante o cerco e o aperto a que serão reduzidos pelos seus inimigos e pelos que querem tirar-lhes a vida.

10. A seguir, quebrarás a bilha de barro aos olhos dos varões, que tiverem ido contigo,

11. e lhes dirás: Assim fala o Senhor dos exércitos: Quebrarei este povo e esta cidade, como se quebra uma bilha de barro, que não pode mais refazer-se; os mortos serão enterrados em Tofet, porque não haverá outro lugar para os enterrar.

12. Isto farei a este lugar e aos seus habitantes, diz o Senhor, tornando esta cidade semelhante a Tofet.

13. As casas de Jerusalém e as casas dos reis de Judá serão imundas, como o lugar de Tofet; todas as casas, em cujos terraços ofereceram incenso a toda a milícia (ou astros) do céu, e ofereceram libações aos deuses estranhos.

14. Quando Jeremias voltou de Tofet, aonde o tinha enviado o Senhor a profetizar, pôs-se em pé no átrio da casa do Senhor e disse a todo o povo:





A firmeza de todo o edifício depende da fundação e do teto! São Padre Pio de Pietrelcina