1. O rei Sedecias, filho de Josias, reinou em lugar de Jeconias, filho de Joaquim, a quem Nabucodonosor Babilônia, estabeleceu rei no país de Judá.

2. Mas nem ele, nem os seus servos, nem o povo da terra, escutaram as palavras que o Senhor tinha dito pela boca do profeta Jeremias.

3. Contudo, o rei Sedecias mandou Jucal, filho de Selemias, e Sofonias, filho de Maasias, sacerdote, dizer ao profeta Jeremias: Pede por nós ao Senhor nosso Deus.

4. Jeremias andava livremente por entre o povo, porque ainda o não tinham metido no cárcere. Entretanto o exército de Faraó saiu do Egito; ouvindo esta nova, os Caldeus, que tinham cercado Jerusalém, retiraram-se de Jerusalém.

5. Então a palavra do Senhor foi dirigida ao profeta Jeremias, nos termos seguintes:

6. Isto diz o Senhor Deus de Israel: Assim respondereis ao rei de Judá que vos enviou a consultar-me: O exército de Faraó, que saiu para vos dar socorro, voltará para a sua terra no Egito,

7. e os Caldeus voltarão e combaterão contra esta cidade, tomá-la-ão e lançar-lhe-ão o fogo.

8. Assim fala o Senhor: Não queirais enganar-vos a vós mesmos, dizendo: De certo se irão os Caldeus e se retirarão de nós, definitivamente. Com efeito eles não se irão embora.

9. Mas, ainda que derrotásseis todo o exército dos Caldeus que pelejam contra vós, e ficassem deles sòmente alguns feridos, eles se levantariam, cada um da sua tenda, e queimariam esta cidade.

10. Tendo-se pois retirado o exército dos Caldeus de Jerusalém, por causa do exército de Faraó,

11. saiu Jeremias de Jerusalém para ir à terra de Benjamim, e repartir ali uma possessão com essa gente.

12. Quando chegou à porta de Benjamim, estava ali um dos que por turno guardavam a porta, chamado Jerias, filho de Selemias, filho de Hananias, que prendeu o profeta Jeremias, dizendo: Tu foges para os Caldeus.

13. Jeremias respondeu: Isso é falso! Eu não fujo para os Caldeus! Porém Jerias não lhe deu ouvidos: prendeu Jeremias e levou-o aos chefes.

14. Estes, irados contra Jeremias, depois de o açoutarem, meteram-no no cárcere da casa de Jonatan, o secretário, porque tinham feito dela uma prisão.

15. E assim entrou Jeremias num subterrâneo abobadado, onde esteve durante muitos dias.

16. Depois o rei Sedecias mandou tirá-lo e interrogou-o em sua casa secretamente, assim: Crês porventura que tens alguma palavra da parte do Senhor? Jeremias respondeu: Sim, tenho. E acrescentou: Serás entregue nas mãos do rei de Babilônia.

17. Jeremias disse mais ao rei Sedecias: Em que tenho eu pecado contra ti, contra os teus servos e contra o teu povo, para me mandardes meter no cárcere?

18. Onde estão os vossos profetas, que vos profetizavam: Não virá o rei de Babilônia sobre vós e sobre esta terra?

19. Agora, pois, ouve, te rogo, ó rei meu senhor. Ouve favoràvelmente a minha súplica, e não me remetas à casa de Jonatan, o secretário, para que não morra lá.

20. Ordenou então, o rei Sedecias que Jeremias fosse posto no vestíbulo da guarda e que se lhe desse uma fatia de pão cada dia, da rua dos Padeiros, até que todo o pão da cidade se consumisse. Assim Jeremias ficou no vestíbulo da guarda.





“Quando Jesus vem a nós na santa comunhão, encontra alegria em Sua criatura. Por nossa parte, procuremos Nele a nossa alegria.” São Padre Pio de Pietrelcina