1. Mostrou-me o Senhor uma visão: vi dois cabazes cheios de figos postos diante do templo do Senhor, depois que Nabucodonosor, rei de Babilônia, deportou Jeconias filho de Joaquim, rei de Judá, assim como os grandes de Judá e os carpinteiros e serralheiros, levando-os de Jerusalém a Babilônia.

2. Um dos cabazes tinha figos excelentes, quais são de ordinário os figos da primeira sazão; o outro tinha figos muito maus, que se não podiam comer, de fracos que eram.

3. O Senhor disse-me: Que vês, Jeremias? Respondi: Figos, uns muito bons, e outros muito maus, que não se podem comer, de tão maus que são.

4. Então foi-me dirigida a palavra do Senhor nos termos seguintes:

5. Isto diz o Senhor Deus de Israel: Como a estes figos bons, assim olharei, com agrado, para seu bem, os desterrados de Judá, que mandei para fora deste lugar, para a terra dos Caldeus;

6. volverei para eles os meus olhos propícios, e reconduzi-los-ei a este país; edificá-los-ei e não mais os destruirei, plantá-los-ei e não mais os arrancarei.

7. Dar-lhes-ei um coração (dócil), para que me conheçam, para que saibam que eu sou o Senhor; serão para mim o meu povo, e eu serei para eles o seu Deus, porque se converterão a mim de todo o seu coração.

8. E assim como se rejeitam os figos muito maus, que se não podem comer, porque são maus, assim eu, diz o Senhor, desprezarei Sedecias, rei de Judá, os seus príncipes e o resto de Jerusalém: tanto os que ficaram nesta cidade, como os que moram na terra do Egito.

9. Entregá-los-ei às vexações e à aflição em todos os reinos da terra; serão um objecto de opróbrio, de fábula, de escárnio e de maldição, em todos os lugares, para onde eu os tiver arrojado.

10. E enviarei contra eles a espada, a fome e a peste, até que sejam exterminados da terra que lhes dei a eles e a seus pais.





“Que o Espírito Santo guie a sua inteligência, faça-o descobrir a verdade escondida na Sagrada Escritura e inflame a sua vontade para praticá-la.” São Padre Pio de Pietrelcina