1. Deus criou o homem da terra, e formou-o à sua imagem. E ele o fez de novo voltar à terra, Revestiu-o de força segundo a sua natureza.

3. Assinalou-lhe determinado tempo e número de dias, e deu-lhe poder sobre tudo o que há na terra.

4. Ele o fez ser temido de toda a carne, e deu-lhe o império sobre os animais e sobre as aves. Deu-lhe uma auxiliar semelhante a ele, da sua própria substância. Dotou-os de discernimento, língua, olhos, ouvidos, coração para pensar, e encheu-os de saber e inteligência.

6. Criou neles a ciência do espírito, encheu de sabedoria o seu coração, e mostrou-lhes os males e os bens. Pôs o seu olhar sobre os seus corações, para lhes fazer ver as maravilhas das suas obras,

8. a fim de que louvassem a santidade do seu nome, glorificando-o pelas suas maravilhas e publicando a magnificência das suas obras.

9. Deu-lhes, além disso, a instrução, e entregou-lhes em herança a lei da vida.

10. Fez com eles uma aliança eterna. e mostrou-lhes a sua justiça e os seus juízos.

11. Com os seus próprios olhos viram as grandezas da sua glória, e os seus ouvidos ouviram a majestade da sua voz. Ele disse-lhes: Guardai-vos de toda a iniquidade.

12. Impôs a cada um deveres para com o próximo.

13. O proceder deles está-lhe sempre presente, não escapa aos seus olhos.

14. A cada nação constituiu quem a governasse,

15. mas Israel foi visivelmente a porção (privilegiada) de Deus.

16. Todas as suas obras estão diante de Deus como o Sol, e os seus olhos estão sempre fixos no seu proceder.

17. As leis divinas não foram obscurecidas pela maldade deles, e todas as suas iniquidades estão diante do Senhor.

18. A esmola do homem é para Deus como um selo, e ele conserva a beneficência do homem como a menina dos olhos.

19. Levantar-se-á depois (para juízo). dará a cada um o que for devido. e fá-los-á voltar às profundezas da terra.

20. Aos penitentes, porém, abre o caminho da justiça; conforta os desfalecidos. e destina-lhes a verdade por herança.

21. Converte-te ao Senhor, deixa os teus pecados;

22. suplica ante a sua face e diminui as tuas ofensas.

23. Volta para o Senhor, afasta-te da tua injustiça, e tem grande horror àquilo que é abominável:

24. reconhece a justiça dos juízos de Deus. e persevera no estado em que te colocou e na invocação do Deus Altíssimo.

25. Acompanha com o povo santo, com aqueles que vivem e que dão glória a Deus.

26. Não te demores no erro dos ímpios, louva (a Deus) antes da morte. O louvor do morto terminou, porque ele é como se não existisse. (ver nota)

27. Louva-o enquanto vives, louva-o enquanto tens vida e saúde, louva a Deus e glorifica-te nas suas misericórdias.

28. Quão grande é a misericórdia do Senhor, e a sua compaixão para com todos os que se convertem a ele!

29. Com efeito, nem tudo se pode encontrar nos homens, visto que os filhos dos homens não são imortais, e se comprazem na frivolidade da malícia. (ver nota)

30. Que coisa há mais luminosa do que o Sol? E contudo ele eclipsa-se. Que coisa há pior do que os pensamentos da carne e do sangue? Ora isto será punido.

31. O Sol contempla o exército (dos astros) das alturas do céu, mas todos os homens não são mais do que terra e cinza.





“Quanto mais se caminha na vida espiritual, mais se sente a paz que se apossa de nós.” São Padre Pio de Pietrelcina