1. Não te fies nas riquezas iníquas e não digas: eu tenho bastante com que viver — porque de nada te aproveitará isto no dia do castigo e da escuridão. Não te abandones, quando te sentires forte, aos maus desejos do teu coração.

3. e não digas: Como sou poderoso! Quem poderá obrigar-me a dar contas das minhas acções? Com efeito Deus exercerá a sua vingança.

4. Não digas; Eu pequei; e que mal me veio dai ? — porque o Altíssimo é lento em punir (os crimes). (ver nota)

5. Não estejas sem temor da ofensa que te foi perdoada, e não ajuntes pecados sobre pecados.

6. Não digas; A misericórdia do Senhor é grande, ele se compadecerá da multidão dos meus pecados.

7. Porque a sua misericórdia e a sua ira estão perto uma da outra, e a sua ira olha para os pecadores.

8. Não tardes em te converter ao Senhor, não o difiras de dia para dia,

9. porque virá de improviso a sua ira, e no dia do castigo te perderá.

10. Não andes inquieto por (amor de) riquezas injustas, porque elas não te aproveitarão no dia do castigo e da escuridão.

11. Não te voltes a todo o vento, e não andes por todos os caminhos. porque é assim que todo o pecador de língua dobre se dá a conhecer. (ver nota)

12. Se firme no caminho do Senhor, na sinceridade dos teus sentimentos e conhecimentos, e que a palavra de paz e de justiça te acompanhe sempre.

13. Sê manso para ouvir a palavra, a fim de que a entendas; então darás com sabedoria uma resposta justa.

14. Se tens inteligência, responde ao teu próximo; se não, põe a tua mão sobre a tua boca, para que te não suceda ser surpreendido numa palavra indiscreta e cair em confusão,

15. A honra e a glória acompanham o falar do homem sensato, mas a língua do imprudente é a sua ruína.

16. Que ninguém te chame intriguista, e que não te venha a tua língua a ser um laço e um motivo de confusão.

17. Porque sobre o ladrão virão a confusão e o arrependimento, e sobre a língua dobre uma nota de infâmia; ao mexeriqueiro (estão reservados) o ódio, a inimizade e a contumélia.

18. Faze igualmente justiça aos pequenos e aos grandes.





“Sejam como pequenas abelhas espirituais, que levam para sua colméia apenas mel e cera. Que, por meio de sua conversa, sua casa seja repleta de docilidade, paz, concórdia, humildade e piedade!” São Padre Pio de Pietrelcina