1. Portanto, se ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são lá de cima, onde Cristo está sentado à dextra de Deus;

2. afeiçoai-vos às coisas que são lá de cima, não às que estão sobre a terra.

3. Com efeito, (pelo batismo) estais mortos (para as coisas terrenas) e a nossa vida está escondida com Cristo em Deus.

4. Quando aparecer Cristo, que é a vossa vida, então também vós aparecereis com ele na glória.

5. Mortificai, pois, os vossos membros terrenos: a fornicação, a impureza, as paixões, os desejos maus e a avareza, que é uma idolatria,

6. pelas quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da incredulidade;

7. entre as quais coisas vós também andastes outrora, quando vivíeis nelas.

8. Mas agora deixai, também vós, tudo isto: a ira, a indignação, a malícia, a maledicência, a palavra torpe da vossa boca.

9. Não mintais uns aos outros, visto que vos despojastes do homem velho com as suas obras

10. e vos revestistes do homem novo, daquele que se renova (continuamente, avançando sempre na perfeição) para o conhecimento mais perfeito (de Deus) segundo a imagem daquele que o criou,

11. onde não há (diferença de) Grego e Judeu, circuncidado e incircuncidado, bárbaro e Scita, servo e livre, não há senão Cristo que é tudo em todos.

12. Vós, pois, como escolhidos de Deus, santos e amados, revesti-vos de sentimentos de misericórdia, de benignidade, de humildade, de mansidão, de paciência,

13. sofrendo-vos uns aos outros e perdoando-vos mutuamente, se algum tem razão de queixa contra o outro. Assim como o Senhor vos perdoou a vós, também vós perdoai (uns aos outros).

14. Sobretudo, porém tende caridade, que é o vínculo da perfeição.

15. Triunfe em vossos corações a paz de Cristo, à qual fostes chamados, para (formar) um só corpo. Sede agradecidos.

16. A palavra de Cristo habite em vós com toda a sua riqueza. Ensinai-vos e admoestai-vos uns aos outros, com toda a sabedoria, cantai a Deus, em vossos corações, salmos, hinos e cânticos espirituais, sob a ação da graça.

17. Tudo o que fizerdes, em palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.

18. Mulheres, estai sujeitas a vossos maridos, como convém, no Senhor.

19. Maridos, amai vossas mulheres e não sejais ásperos para com elas.

20. Filhos, obedecei em tudo a vossos pais, porque isto é agradável ao Senhor.

21. Pais, não provoqueis à indignação os vossos filhos, para que se não tornem pusilânimes.

22. Servos, obedecei em tudo a vossos senhores temporais, não servindo só quando sob as (suas) vistas, como para agradar aos homens, mas com simplicidade de coração, temendo a Deus.

23. Tudo o que fizerdes, fazei-o de boa vontade, como (quem o faz) pelo Senhor e não pelos homens,

24. sabendo que recebereis do Senhor a herança (do céu) como recompensa. Servi a Cristo Senhor,

25. porque aquele que cometer injustiça, receberá segundo o que fez injustamente: não há acepção de pessoas (diante de Deus).





“Pode-se manter a paz de espírito mesmo no meio das tempestades da vida”. São Padre Pio de Pietrelcina