1. Meu filho, se entrares no serviço de Deus, persevera firme na justiça e no temor, e prepara a tua alma para a prova.

2. Humilha o teu coração e tem paciência, inclina o teu ouvido e recebe as palavras da sabedoria, e não te precipites no tempo do infortúnio. (ver nota)

3. Sofre as demoras de Deus; conserva-te unido a Deus, espera pacientemente, para que no fim a tua vida cresça.

4. Aceita (de boamente) tudo o que te suceder, aguenta-te no sofrimento, no tempo da humilhação tem paciência,

5. porque no fogo se prova o ouro e a prata, e os homens amados (de Deus provam-se) no cadinho da humilhação.

6. Confia em Deus, e ele te salvará, dirige bem o teu caminho e espera nele; conserva o seu temor até à velhice.

7. Vós, os que temeis o Senhor, esperai a sua misericórdia e não vos desvieis dele, para não cairdes.

8. Vós, os que temeis o Senhor, tende fé nele, e não se perderá a vossa recompensa.

9. Vós, os que temeis o Senhor, esperai nele: para vossa consolação virá sobre vós a sua misericórdia.

10. Vós, os que temeis o Senhor, amai-o, e os vossos corações serão alumiados.

11. Considerai, filhos, as gerações humanas, e sabei que ninguém, que esperou no Senhor, foi confundido.

12. Quem permaneceu firme nos seus mandamentos, e foi desamparado? Ou quem o invocou, e foi dele desprezado?

13. Porque Deus é bom e misericordioso, e perdoará os pecados no dia da tribulação; ele é o protector de todos os que o buscam em verdade.

14. Ai do coração dobre, dos lábios criminosos, das mãos que fazem o mal, do pecador que anda sobre a terra por dois caminhos!

15. Ai dos fracos de coração, que não confiam em Deus. Coragem: e que, por isso, não serão protegidos por ele!

16. Ai dos que perderam a paciência, que deixaram os caminhos rectos e se extraviaram por veredas malignas!

17. Que farão eles, quando o Senhor começar a examinar (tudo)?

18. Os que temem o Senhor não são incrédulos à sua palavra, e os que o amam continuam no seu caminho.

19. Os que temem o Senhor procuram o que lhe é agradável, e os que o amam saciam-se da sua lei.

20. Os que temem o Senhor preparam os seus corações, e santificam as suas almas na sua presença. (ver nota)

21. Os que temem o Senhor, guardam os seus mandamentos, e têm paciência até que lance os olhos sobre eles, dizendo: Se não fizermos penitência, cairemos nas mãos do Senhor, e não nas mãos dos homens.

22. Porque, na medida em que é elevada a sua grandeza, assim o é a sua misericórdia.





“Dirás tu o mais belo dos credos quando houver noite em redor de ti, na hora do sacrifício, na dor, no supremo esforço duma vontade inquebrantável para o bem. Este credo é como um relâmpago que rasga a escuridão de teu espírito e no seu brilho te eleva a Deus”. São Padre Pio de Pietrelcina