1. Os filhos da sabedoria foram assembleia dos justos, e o povo que constituem e obediência e amor (de Deus).

2. Ouvi, filhos, os preceitos do vosso pai, e procedei assim para que sejais salvos.

3. Porque Deus quis honrar o pai pelos filhos e firmou cuidadosamente sobre eles a autoridade da mãe.

4. O que ama a Deus implorará o perdão dos seus pecados, e se absterá de tornar a cair neles, e será ouvido na sua oração de todos os dias.

5. Como quem acumula tesouros, assim é aquele que honra sua mãe.

6. O que honra seu pai encontrará alegria nos seus filhos, e será atendido no dia da sua oração.

7. O que honra seu pai viverá uma vida larga: e consola sua mãe quem obedece a seu pai.

8. O que teme O Senhor honra seus pais; e servirá, como a senhores, aos que o geraram.

9. Honra teu pai por acções, por palavras e com toda a paciência, (ver nota)

10. para que venha sobre ti a sua bênção, e esta bênção permaneça contigo até ao fim,

11. A bênção do pai torna firmes as casas dos filhos, e a maldição da mãe deita-as abaixo pelos alicerces.

12. Não te glories com aquilo que desonra teu pai porque a sua ignomínia não é glória para ti.

13. Com efeito, a glória do homem provém da honra de seu pai, e um pai sem honra é a vergonha de seu filho.

14. Filho, ampara a velhice de teu pai não o entristeças durante a sua vida.

15. Se o seu espírito se for enfraquecendo, suporta-o não o desprezes por teres mais vigor do que ele pois a caridade exercida com teu pai, não ficará no esquecimento.

16. Serás recompensado por teres suportado os defeitos de tua mãe:

17. a tua casa prosperará na justiça, e no dia da tribulação (Deus) se lembrará de ti; os teus pecados se desfarão como o gelo em pleno sol.

18. Como é infame aquele que desampara o seu pai! E como é amaldiçoado de Deus o que exaspera sua mãe!

19. Filho, leva ao cabo as tuas obras com mansidão, e atrairás não só a estima, mas também o amor dos homens.

20. Quanto maior és, mais te deves humilhar em todas as coisas, e acharás graça diante de Deus;

21. Porque só o poder de Deus é que é grande, e é pelos humildes que ele é honrado. Não procures saber o que excede a tua capacidade, e não especules o que ultrapassa as tuas forças (intelectuais), mas pensa sempre no que Deus te mandou, e não tenhas a curiosidade de conhecer demasiado número das suas obras.

23. Porque não te é necessário ver com os teus olhos o que está escondido. (ver nota)

24. Não te apliques a esquadrinhar com ânsia as coisas inúteis, e não tenhas a curiosidade de conhecer demasiado número das obras de Deus.

25. De facto, muitas coisas te foram reveladas, que excedem o espírito humano.

26. A muitos enganaram as suas opiniões, e o seu sentir reteve-os na vaidade.

27. O coração duro será oprimido de males no fim (da vida); aquele que ama o perigo perecera nele.

28. O coração que anda por dois caminhos, não será bem sucedido, e o depravado de coração achará neles a sua ruína.

29. O coração perverso será oprimido de dores, e o pecador ajuntará pecados sobre pecados.

30. A assembleia dos soberbos é incurável, porque a planta do pecado se arreigará neles, sem que o notem.

31. O coração do sábio manifesta-se pela sabedoria, e o ouvido dos bons escuta a sabedoria com grande avidez.

32. O coração sábio e inteligente abstém-se do pecado, e é bem sucedido nas obras de justiça.

33. A água apaga o fogo ardente, e a esmola resiste aos pecados.

34. Deus contempla aquele que pratica a misericórdia e lembra-se dele para o futuro, e (assim, o misericordioso) no tempo da desgraça encontrará um apoio.





“Se você tem dúvidas sobre a fé é exatamente porque tem fé!” São Padre Pio de Pietrelcina