1. Vieram ter comigo alguns dos anciães de Israel e sentaram-se diante de mim.

2. Então foi-me dirigida a palavra do Senhor, nestes termos:

3. Filho de homem, essas pessoas instalaram os seus ídolos nos seus corações, e põem incessantemente o escândalo da sua iniquidade diante da sua face: acaso deverei permitir que me consultem?

4. Por isso fala-lhes e dize-lhes: Assim fala o Senhor Deus: Se qualquer da casa de Israel, que tiver posto ídolos no seu coração e colocado o escândalo da sua iniquidade diante de seus olhos, for ter com algum profeta (para me interrogar per meio dele), eu mesmo, o Senhor, lhe responderei segundo a multidão dos seus ídolos.

5. a fim de apanhar a casa de Israel pelo seu próprio coração, ela que se retirou de mim por causa de todos os seus ídolos.

6. Por isso dize à casa de Israel: Assim fala o Senhor Deus: Convertei-vos, retirai-vos dos vossos ídolos, afastai o vosso rosto de todas as vossas abominações.

7. Com efeito, se um homem da casa de Israel, ou um estrangeiro estabelecido em Israel, se afastar de mim e puser ídolos no seu coração, e colocar o escândalo da sua iniquidade diante dos seus olhos, e for, depois, ter com algum profeta para me interrogar por melo dele, eu, o Senhor, lhes responderei por mim mesmo (castigando-o);

8. voltarei o meu rosto contra tal homem, farei dele um exemplo e um provérbio, exterminá-lo-ei do meio do meu povo e vós sabereis que eu sou o Senhor. (ver nota)

9. Se o profeta errar e proferir um (falso) oráculo, serei eu, o Senhor, que permitirei que se engane esse profeta; estenderei a minha mão sobre ele e exterminá-lo-ei do meio do meu povo de Israel.

10. (Desta forma) levarão sobre si (o castigo da) sua iniquidade a falta do profeta será como a do consulente

11. a fim de que a casa de Israel se não torne mais a extraviar, para longe de mim, e a fim de que ela se não corrompa por todas as suas prevaricações. Então serão o meu povo, e eu o seu Deus, diz o Senhor Iavé.

12. Foi-me dirigida a palavra do Senhor, nestes termos:

13. Filho de homem, se algum país pecar contra mim, cometendo grandes prevaricações, e eu estender a minha mão sobre ele, quebrando a vara do seu pão, enviando contra ele a fome, para exterminar animais e pessoas, (ver nota)

14. ainda que no meio dele se achem estes três homens, Noé, Daniel e Job, eles salvar-se-ão (apenas a si próprios) pela sua justiça, diz o Senhor Iavé. (ver nota)

15. Se eu enviar a essa terra animais ferozes, para a destruírem, e ela se tornar um deserto, em que ninguém possa passar por causa das feras,

16. ainda que estes três homens estejam nela, (juro) pela minha vida, diz o Senhor Deus, que eles não livrarão nem os seus filhos, nem as suas filhas; só eles serão livres, e a terra, será destruída.

17. Ou se eu fizer vir a espada sobre esta terra, dizendo: Passe a espada pelo meio desta terra e lhe matar os homens e os animais,

18. se estes três homens se acharem no meio dela, (juro) pela minha vida, diz o Senhor Deus, que eles não livrarão nem os seus filhos, nem as suas filhas: só eles serão livres.

19. Ou se eu enviar a peste contra essa terra, e saciar a minha indignação sobre ela no sangue, exterminando os homens e os animais,

20. se Noé, Daniel e Job se acharem no meio dela, (juro) pela minha vida, diz o Senhor Deus, que não livrarão nem os seus filhos, nem as suas filhas; só eles se salvarão pela sua própria justiça.

21. Assim fala o Senhor Deus; Se eu enviar contra Jerusalém os meus quatro terríveis flagelos, a espada e a fome, os animais ferozes e a peste para lhe matar os homens e o gado.

22. ficarão nela todavia alguns que se salvarão, que escaparão, filhos e filhas. Eis que eles virão ter convosco (aqui a Babilônia) e vós vereis o seu (mau) proceder e as suas obras, e consolar-vos-eis do mal que fiz vir sobre Jerusalém, de todas as calamidades que sobre ela descarreguei.

23. Eles vos consolarão, quando virdes o seu (mau) proceder e as suas obras; reconhecereis que não foi sem um justo motivo que eu fiz nela tudo o que fiz oráculo do Senhor Iavé.





“Devo fazer somente a vontade de Deus e, se lhe agrado, o restante não conta.” São Padre Pio de Pietrelcina