1. Aproximavam-se de Jerusalém. Quando chegaram a Betfagé, perto do monte das Oliveiras, Jesus enviou dois de seus discípulos,

1. et cum adpropinquassent Hierosolymis et venissent Bethfage ad montem Oliveti tunc Jesus misit duos discipulos

2. dizendo-lhes: Ide à aldeia que está defronte. Encontrareis logo uma jumenta amarrada e com ela seu jumentinho. Desamarrai-os e trazei-mos.

2. dicens eis ite in castellum quod contra vos est et statim invenietis asinam alligatam et pullum cum ea solvite et adducite mihi

3. Se alguém vos disser qualquer coisa, respondei-lhe que o Senhor necessita deles e que ele sem demora os devolverá.

3. et si quis vobis aliquid dixerit dicite quia Dominus his opus habet et confestim dimittet eos

4. Assim, neste acontecimento, cumpria-se o oráculo do profeta:

4. hoc autem factum est ut impleretur quod dictum est per prophetam dicentem

5. Dizei à filha de Sião: Eis que teu rei vem a ti, cheio de doçura, montado numa jumenta, num jumentinho, filho da que leva o jugo (Zc 9,9).

5. dicite filiæ Sion ecce rex tuus venit tibi mansuetus et sedens super asinam et pullum filium subiugalis

6. Os discípulos foram e executaram a ordem de Jesus.

6. euntes autem discipuli fecerunt sicut præcepit illis Jesus

7. Trouxeram a jumenta e o jumentinho, cobriram-nos com seus mantos e fizeram-no montar.

7. et adduxerunt asinam et pullum et inposuerunt super eis vestimenta sua et eum desuper sedere fecerunt

8. Então a multidão estendia os mantos pelo caminho, cortava ramos de árvores e espalhava-os pela estrada.

8. plurima autem turba straverunt vestimenta sua in via alii autem cædebant ramos de arboribus et sternebant in via

9. E toda aquela multidão, que o precedia e que o seguia, clamava: Hosana ao filho de Davi! Bendito seja aquele que vem em nome do Senhor! Hosana no mais alto dos céus!

9. turbæ autem quæ præcedebant et quæ sequebantur clamabant dicentes osanna Filio David benedictus qui venturus est in nomine Domini osanna in altissimis

10. Quando ele entrou em Jerusalém, alvoroçou-se toda a cidade, perguntando: Quem é este?

10. et cum intrasset Hierosolymam commota est universa civitas dicens quis est hic

11. A multidão respondia: É Jesus, o profeta de Nazaré da Galiléia.

11. populi autem dicebant hic est Jesus propheta a Nazareth Galilææ

12. Jesus entrou no templo e expulsou dali todos aqueles que se entregavam ao comércio. Derrubou as mesas dos cambistas e os bancos dos negociantes de pombas,

12. et intravit Jesus in templum Dei et eiciebat omnes vendentes et ementes in templo et mensas nummulariorum et cathedras vendentium columbas evertit

13. e disse-lhes: Está escrito: Minha casa é uma casa de oração (Is 56,7), mas vós fizestes dela um covil de ladrões (Jr 7,11)!

13. et dicit eis scriptum est domus mea domus orationis vocabitur vos autem fecistis eam speluncam latronum

14. Os cegos e os coxos vieram a ele no templo e ele os curou,

14. et accesserunt ad eum cæci et claudi in templo et sanavit eos

15. com grande indignação dos príncipes dos sacerdotes e dos escribas que assistiam a seus milagres e ouviam os meninos gritar no templo: Hosana ao filho de Davi!

15. videntes autem principes sacerdotum et scribæ mirabilia quæ fecit et pueros clamantes in templo et dicentes osanna Filio David indignati sunt

16. Disseram-lhe eles: Ouves o que dizem eles? Perfeitamente, respondeu-lhes Jesus. Nunca lestes estas palavras: Da boca dos meninos e das crianças de peito tirastes o vosso louvor (Sl 8,3)?

16. et dixerunt ei audis quid isti dicant Jesus autem dicit eis utique numquam legistis quia ex ore infantium et lactantium perfecisti laudem

17. Depois os deixou e saiu da cidade para hospedar-se em Betânia.

17. et relictis illis abiit foras extra civitatem in Bethaniam ibique mansit

18. De manhã, voltando à cidade, teve fome.

18. mane autem revertens in civitatem esuriit

19. Vendo uma figueira à beira do caminho, aproximou-se dela, mas só achou nela folhas; e disse-lhe: Jamais nasça fruto de ti!

19. et videns fici arborem unam secus viam venit ad eam et nihil invenit in ea nisi folia tantum et ait illi numquam ex te fructus nascatur in sempiternum et arefacta est continuo ficulnea

20. E imediatamente a figueira secou. À vista disto, os discípulos ficaram estupefatos e disseram: Como ficou seca num instante a figueira?!

20. et videntes discipuli mirati sunt dicentes quomodo continuo aruit

21. Respondeu-lhes Jesus: Em verdade vos declaro que, se tiverdes fé e não hesitardes, não só fareis o que foi feito a esta figueira, mas ainda se disserdes a esta montanha: Levanta-te daí e atira-te ao mar, isso se fará...

21. respondens autem Jesus ait eis amen dico vobis si habueritis fidem et non hæsitaveritis non solum de ficulnea facietis sed et si monti huic dixeritis tolle et jacta te in mare fiet

22. Tudo o que pedirdes com fé na oração, vós o alcançareis.

22. et omnia quæcumque petieritis in oratione credentes accipietis

23. Dirigiu-se Jesus ao templo. E, enquanto ensinava, os príncipes dos sacerdotes e os anciãos do povo aproximaram-se e perguntaram-lhe: Com que direito fazes isso? Quem te deu esta autoridade?

23. et cum venisset in templum accesserunt ad eum docentem principes sacerdotum et seniores populi dicentes in qua potestate hæc facis et quis tibi dedit hanc potestatem

24. Respondeu-lhes Jesus: Eu vos proporei também uma questão. Se responderdes, eu vos direi com que direito o faço.

24. respondens Jesus dixit illis interrogabo vos et ego unum sermonem quem si dixeritis mihi et ego vobis dicam in qua potestate hæc facio

25. Donde procedia o batismo de João: do céu ou dos homens? Ora, eles raciocinavam entre si: Se respondermos: Do céu, ele nos dirá: Por que não crestes nele?

25. baptismum Johannis unde erat e cælo an ex hominibus at illi cogitabant inter se dicentes si dixerimus e cælo dicet nobis quare ergo non credidistis illi

26. E se dissermos: Dos homens, é de temer-se a multidão, porque todo o mundo considera João como profeta.

26. si autem dixerimus ex hominibus timemus turbam omnes enim habent Johannem sicut prophetam

27. Responderam a Jesus: Não sabemos. Pois eu tampouco vos digo, retorquiu Jesus, com que direito faço estas coisas.

27. et respondentes Jesu dixerunt nescimus ait illis et ipse nec ego dico vobis in qua potestate hæc facio

28. Que vos parece? Um homem tinha dois filhos. Dirigindo-se ao primeiro, disse-lhe: - Meu filho, vai trabalhar hoje na vinha.

28. quid autem vobis videtur homo habebat duos filios et accedens ad primum dixit fili vade hodie operare in vinea mea

29. Respondeu ele: - Não quero. Mas, em seguida, tocado de arrependimento, foi.

29. ille autem respondens ait nolo postea autem pænitentia motus abiit

30. Dirigindo-se depois ao outro, disse-lhe a mesma coisa. O filho respondeu: - Sim, pai! Mas não foi.

30. accedens autem ad alterum dixit similiter at ille respondens ait eo domine et non ivit

31. Qual dos dois fez a vontade do pai? O primeiro, responderam-lhe. E Jesus disse-lhes: Em verdade vos digo: os publicanos e as meretrizes vos precedem no Reino de Deus!

31. quis ex duobus fecit voluntatem patris dicunt novissimus dicit illis Jesus amen dico vobis quia publicani et meretrices præcedunt vos in regno Dei

32. João veio a vós no caminho da justiça e não crestes nele. Os publicanos, porém, e as prostitutas creram nele. E vós, vendo isto, nem fostes tocados de arrependimento para crerdes nele.

32. venit enim ad vos Johannes in via justitiæ et non credidistis ei publicani autem et meretrices crediderunt ei vos autem videntes nec pænitentiam habuistis postea ut crederetis ei

33. Ouvi outra parábola: havia um pai de família que plantou uma vinha. Cercou-a com uma sebe, cavou um lagar e edificou uma torre. E, tendo-a arrendado a lavradores, deixou o país.

33. aliam parabolam audite homo erat pater familias qui plantavit vineam et sepem circumdedit ei et fodit in ea torcular et ædificavit turrem et locavit eam agricolis et peregre profectus est

34. Vindo o tempo da colheita, enviou seus servos aos lavradores para recolher o produto de sua vinha.

34. cum autem tempus fructuum adpropinquasset misit servos suos ad agricolas ut acciperent fructus ejus

35. Mas os lavradores agarraram os servos, feriram um, mataram outro e apedrejaram o terceiro.

35. et agricolæ adprehensis servis ejus alium ceciderunt alium occiderunt alium vero lapidaverunt

36. Enviou outros servos em maior número que os primeiros, e fizeram-lhes o mesmo.

36. iterum misit alios servos plures prioribus et fecerunt illis similiter

37. Enfim, enviou seu próprio filho, dizendo: Hão de respeitar meu filho.

37. novissime autem misit ad eos filium suum dicens verebuntur filium meum

38. Os lavradores, porém, vendo o filho, disseram uns aos outros: Eis o herdeiro! Matemo-lo e teremos a sua herança!

38. agricolæ autem videntes filium dixerunt intra se hic est heres venite occidamus eum et habebimus hereditatem ejus

39. Lançaram-lhe as mãos, conduziram-no para fora da vinha e o assassinaram.

39. et adprehensum eum ejecerunt extra vineam et occiderunt

40. Pois bem: quando voltar o senhor da vinha, que fará ele àqueles lavradores?

40. cum ergo venerit dominus vineæ quid faciet agricolis illis

41. Responderam-lhe: Mandará matar sem piedade aqueles miseráveis e arrendará sua vinha a outros lavradores que lhe pagarão o produto em seu tempo.

41. ajunt illi malos male perdet et vineam locabit aliis agricolis qui reddant ei fructum temporibus suis

42. Jesus acrescentou: Nunca lestes nas Escrituras: A pedra rejeitada pelos construtores tornou-se a pedra angular; isto é obra do Senhor, e é admirável aos nossos olhos (Sl 117,22)?

42. dicit illis Jesus numquam legistis in scripturis lapidem quem reprobaverunt ædificantes hic factus est in caput anguli a Domino factum est istud et est mirabile in oculis nostris

43. Por isso vos digo: ser-vos-á tirado o Reino de Deus, e será dado a um povo que produzirá os frutos dele.

43. ideo dico vobis quia auferetur a vobis regnum Dei et dabitur genti facienti fructus ejus

44. [Aquele que tropeçar nesta pedra, far-se-á em pedaços; e aquele sobre quem ela cair será esmagado.]

44. et qui ceciderit super lapidem istum confringetur super quem vero ceciderit conteret eum

45. Ouvindo isto, os príncipes dos sacerdotes e os fariseus compreenderam que era deles que Jesus falava.

45. et cum audissent principes sacerdotum et Pharisæi parabolas ejus cognoverunt quod de ipsis diceret

46. E procuravam prendê-lo; mas temeram o povo, que o tinha por um profeta.

46. et quærentes eum tenere timuerunt turbas quoniam sicut prophetam eum habebant

Bíblia Ave Maria - Todos os direitos reservados.




Livros sugeridos



“Seria mais fácil a Terra existir sem o sol do que sem a santa Missa!” São Padre Pio de Pietrelcina