1. Naquele dia, saiu Jesus e sentou-se à beira do lago.

1. in illo die exiens Jesus de domo sedebat secus mare

2. Acercou-se dele, porém, uma tal multidão, que precisou entrar numa barca. Nela se assentou, enquanto a multidão ficava à margem.

2. et congregatæ sunt ad eum turbæ multæ ita ut in naviculam ascendens sederet et omnis turba stabat in litore

3. E seus discursos foram uma série de parábolas.

3. et locutus est eis multa in parabolis dicens ecce exiit qui seminat seminare

4. Disse ele: Um semeador saiu a semear. E, semeando, parte da semente caiu ao longo do caminho; os pássaros vieram e a comeram.

4. et dum seminat quædam ceciderunt secus viam et venerunt volucres et comederunt ea

5. Outra parte caiu em solo pedregoso, onde não havia muita terra, e nasceu logo, porque a terra era pouco profunda.

5. alia autem ceciderunt in petrosa ubi non habebat terram multam et continuo exorta sunt quia non habebant altitudinem terræ

6. Logo, porém, que o sol nasceu, queimou-se, por falta de raízes.

6. sole autem orto æstuaverunt et quia non habebant radicem aruerunt

7. Outras sementes caíram entre os espinhos: os espinhos cresceram e as sufocaram.

7. alia autem ceciderunt in spinas et creverunt spinæ et suffocaverunt ea

8. Outras, enfim, caíram em terra boa: deram frutos, cem por um, sessenta por um, trinta por um.

8. alia vero ceciderunt in terram bonam et dabant fructum aliud centesimum aliud sexagesimum aliud tricesimum

9. Aquele que tem ouvidos, ouça.

9. qui habet aures audiendi audiat

10. Os discípulos aproximaram-se dele, então, para dizer-lhe: Por que lhes falas em parábolas?

10. et accedentes discipuli dixerunt ei quare in parabolis loqueris eis

11. Respondeu Jesus: Porque a vós é dado compreender os mistérios do Reino dos céus, mas a eles não.

11. qui respondens ait illis quia vobis datum est nosse mysteria regni cælorum illis autem non est datum

12. Ao que tem, se lhe dará e terá em abundância, mas ao que não tem será tirado até mesmo o que tem.

12. qui enim habet dabitur ei et abundabit qui autem non habet et quod habet auferetur ab eo

13. Eis por que lhes falo em parábolas: para que, vendo, não vejam e, ouvindo, não ouçam nem compreendam.

13. ideo in parabolis loquor eis quia videntes non vident et audientes non audiunt neque intellegunt

14. Assim se cumpre para eles o que foi dito pelo profeta Isaías: Ouvireis com vossos ouvidos e não entendereis, olhareis com vossos olhos e não vereis,

14. et adimpletur eis prophetia Esajæ dicens auditu audietis et non intellegetis et videntes videbitis et non videbitis

15. porque o coração deste povo se endureceu: taparam os seus ouvidos e fecharam os seus olhos, para que seus olhos não vejam e seus ouvidos não ouçam, nem seu coração compreenda; para que não se convertam e eu os sare (Is 6,9s).

15. incrassatum est enim cor populi hujus et auribus graviter audierunt et oculos suos cluserunt nequando oculis videant et auribus audiant et corde intellegant et convertantur et sanem eos

16. Mas, quanto a vós, bem-aventurados os vossos olhos, porque vêem! Ditosos os vossos ouvidos, porque ouvem!

16. vestri autem beati oculi quia vident et aures vestræ quia audiunt

17. Eu vos declaro, em verdade: muitos profetas e justos desejaram ver o que vedes e não o viram, ouvir o que ouvis e não ouviram.

17. amen quippe dico vobis quia multi prophetæ et justi cupierunt videre quæ videtis et non viderunt et audire quæ auditis et non audierunt

18. Ouvi, pois, o sentido da parábola do semeador:

18. vos ergo audite parabolam seminantis

19. quando um homem ouve a palavra do Reino e não a entende, o Maligno vem e arranca o que foi semeado no seu coração. Este é aquele que recebeu a semente à beira do caminho.

19. omnis qui audit verbum regni et non intellegit venit malus et rapit quod seminatum est in corde ejus hic est qui secus viam seminatus est

20. O solo pedregoso em que ela caiu é aquele que acolhe com alegria a palavra ouvida,

20. qui autem supra petrosa seminatus est hic est qui verbum audit et continuo cum gaudio accipit illud

21. mas não tem raízes, é inconstante: sobrevindo uma tribulação ou uma perseguição por causa da palavra, logo encontra uma ocasião de queda.

21. non habet autem in se radicem sed est temporalis facta autem tribulatione et persecutione propter verbum continuo scandalizatur

22. O terreno que recebeu a semente entre os espinhos representa aquele que ouviu bem a palavra, mas nele os cuidados do mundo e a sedução das riquezas a sufocam e a tornam infrutuosa.

22. qui autem est seminatus in spinis hic est qui verbum audit et sollicitudo sæculi istius et fallacia divitiarum suffocat verbum et sine fructu efficitur

23. A terra boa semeada é aquele que ouve a palavra e a compreende, e produz fruto: cem por um, sessenta por um, trinta por um.

23. qui vero in terra bona seminatus est hic est qui audit verbum et intellegit et fructum adfert et facit aliud quidem centum aliud autem sexaginta porro aliud triginta

24. Jesus propôs-lhes outra parábola: O Reino dos céus é semelhante a um homem que tinha semeado boa semente em seu campo.

24. aliam parabolam proposuit illis dicens simile factum est regnum cælorum homini qui seminavit bonum semen in agro suo

25. Na hora, porém, em que os homens repousavam, veio o seu inimigo, semeou joio no meio do trigo e partiu.

25. cum autem dormirent homines venit inimicus ejus et superseminavit zizania in medio tritici et abiit

26. O trigo cresceu e deu fruto, mas apareceu também o joio.

26. cum autem crevisset herba et fructum fecisset tunc apparuerunt et zizania

27. Os servidores do pai de família vieram e disseram-lhe: - Senhor, não semeaste bom trigo em teu campo? Donde vem, pois, o joio?

27. accedentes autem servi patris familias dixerunt ei domine nonne bonum semen seminasti in agro tuo unde ergo habet zizania

28. Disse-lhes ele: - Foi um inimigo que fez isto! Replicaram-lhe: - Queres que vamos e o arranquemos?

28. et ait illis inimicus homo hoc fecit servi autem dixerunt ei vis imus et colligimus ea

29. - Não, disse ele; arrancando o joio, arriscais a tirar também o trigo.

29. et ait non ne forte colligentes zizania eradicetis simul cum eis et triticum

30. Deixai-os crescer juntos até a colheita. No tempo da colheita, direi aos ceifadores: arrancai primeiro o joio e atai-o em feixes para o queimar. Recolhei depois o trigo no meu celeiro.

30. sinite utraque crescere usque ad messem et in tempore messis dicam messoribus colligite primum zizania et alligate ea fasciculos ad conburendum triticum autem congregate in horreum meum

31. Em seguida, propôs-lhes outra parábola: O Reino dos céus é comparado a um grão de mostarda que um homem toma e semeia em seu campo.

31. aliam parabolam proposuit eis dicens simile est regnum cælorum grano sinapis quod accipiens homo seminavit in agro suo

32. É esta a menor de todas as sementes, mas, quando cresce, torna-se um arbusto maior que todas as hortaliças, de sorte que os pássaros vêm aninhar-se em seus ramos.

32. quod minimum quidem est omnibus seminibus cum autem creverit majus est omnibus holeribus et fit arbor ita ut volucres cæli veniant et habitent in ramis ejus

33. Disse-lhes, por fim, esta outra parábola. O Reino dos céus é comparado ao fermento que uma mulher toma e mistura em três medidas de farinha e que faz fermentar toda a massa.

33. aliam parabolam locutus est eis simile est regnum cælorum fermento quod acceptum mulier abscondit in farinæ satis tribus donec fermentatum est totum

34. Tudo isto disse Jesus à multidão em forma de parábola. De outro modo não lhe falava,

34. hæc omnia locutus est Jesus in parabolis ad turbas et sine parabolis non loquebatur eis

35. para que se cumprisse a profecia: Abrirei a boca para ensinar em parábolas; revelarei coisas ocultas desde a criação (Sl 77,2).

35. ut impleretur quod dictum erat per prophetam dicentem aperiam in parabolis os meum eructabo abscondita a constitutione mundi

36. Então despediu a multidão. Em seguida, entrou de novo na casa e seus discípulos agruparam-se ao redor dele para perguntar-lhe: Explica-nos a parábola do joio no campo.

36. tunc dimissis turbis venit in domum et accesserunt ad eum discipuli ejus dicentes dissere nobis parabolam zizaniorum agri

37. Jesus respondeu: O que semeia a boa semente é o Filho do Homem.

37. qui respondens ait qui seminat bonum semen est Filius hominis

38. O campo é o mundo. A boa semente são os filhos do Reino. O joio são os filhos do Maligno.

38. ager autem est mundus bonum vero semen hii sunt filii regni zizania autem filii sunt nequam

39. O inimigo, que o semeia, é o demônio. A colheita é o fim do mundo. Os ceifadores são os anjos.

39. inimicus autem qui seminavit ea est diabolus messis vero consummatio sæculi est messores autem angeli sunt

40. E assim como se recolhe o joio para jogá-lo no fogo, assim será no fim do mundo.

40. sicut ergo colliguntur zizania et igni conburuntur sic erit in consummatione sæculi

41. O Filho do Homem enviará seus anjos, que retirarão de seu Reino todos os escândalos e todos os que fazem o mal

41. mittet Filius hominis angelos suos et colligent de regno ejus omnia scandala et eos qui faciunt iniquitatem

42. e os lançarão na fornalha ardente, onde haverá choro e ranger de dentes.

42. et mittent eos in caminum ignis ibi erit fletus et stridor dentium

43. Então, no Reino de seu Pai, os justos resplandecerão como o sol. Aquele que tem ouvidos, ouça.

43. tunc justi fulgebunt sicut sol in regno Patris eorum qui habet aures audiat

44. O Reino dos céus é também semelhante a um tesouro escondido num campo. Um homem o encontra, mas o esconde de novo. E, cheio de alegria, vai, vende tudo o que tem para comprar aquele campo.

44. simile est regnum cælorum thesauro abscondito in agro quem qui invenit homo abscondit et præ gaudio illius vadit et vendit universa quæ habet et emit agrum illum

45. O Reino dos céus é ainda semelhante a um negociante que procura pérolas preciosas.

45. iterum simile est regnum cælorum homini negotiatori quærenti bonas margaritas

46. Encontrando uma de grande valor, vai, vende tudo o que possui e a compra.

46. inventa autem una pretiosa margarita abiit et vendidit omnia quæ habuit et emit eam

47. O Reino dos céus é semelhante ainda a uma rede que, jogada ao mar, recolhe peixes de toda espécie.

47. iterum simile est regnum cælorum sagenæ missæ in mare et ex omni genere congreganti

48. Quando está repleta, os pescadores puxam-na para a praia, sentam-se e separam nos cestos o que é bom e jogam fora o que não presta.

48. quam cum impleta esset educentes et secus litus sedentes elegerunt bonos in vasa malos autem foras miserunt

49. Assim será no fim do mundo: os anjos virão separar os maus do meio dos justos

49. sic erit in consummatione sæculi exibunt angeli et separabunt malos de medio justorum

50. e os arrojarão na fornalha, onde haverá choro e ranger de dentes.

50. et mittent eos in caminum ignis ibi erit fletus et stridor dentium

51. Compreendestes tudo isto? Sim, Senhor, responderam eles.

51. intellexistis hæc omnia dicunt ei etiam

52. Por isso, todo escriba instruído nas coisas do Reino dos céus é comparado a um pai de família que tira de seu tesouro coisas novas e velhas.

52. ait illis ideo omnis scriba doctus in regno cælorum similis est homini patri familias qui profert de thesauro suo nova et vetera

53. Após ter exposto as parábolas, Jesus partiu.

53. et factum est cum consummasset Jesus parabolas istas transiit inde

54. Foi para a sua cidade e ensinava na sinagoga, de modo que todos diziam admirados: Donde lhe vem esta sabedoria e esta força miraculosa?

54. et veniens in patriam suam docebat eos in synagogis eorum ita ut mirarentur et dicerent unde huic sapientia hæc et virtutes

55. Não é este o filho do carpinteiro? Não é Maria sua mãe? Não são seus irmãos Tiago, José, Simão e Judas?

55. nonne hic est fabri filius nonne mater ejus dicitur Maria et fratres ejus Jacobus et Joseph et Simon et Judas

56. E suas irmãs, não vivem todas entre nós? Donde lhe vem, pois, tudo isso?

56. et sorores ejus nonne omnes apud nos sunt unde ergo huic omnia ista

57. E não sabiam o que dizer dele. Disse-lhes, porém, Jesus: É só em sua pátria e em sua família que um profeta é menosprezado.

57. et scandalizabantur in eo Jesus autem dixit eis non est propheta sine honore nisi in patria sua et in domo sua

58. E, por causa da falta de confiança deles, operou ali poucos milagres.

58. et non fecit ibi virtutes multas propter incredulitatem illorum

Bíblia Ave Maria - Todos os direitos reservados.




Livros sugeridos



“Uma só coisa é necessária: estar perto de Jesus”. São Padre Pio de Pietrelcina