1. Resolveu Salomão edificar uma casa ao nome do Senhor, e um palácio para si.

2. Para este fim, destinou setenta mil homens, que, às costas, acarretassem os materiais, oitenta mil para cortar pedra nos montes, e três mil e seiscentos para seus inspetores.

3. Mandou dizer a Hirão, rei de Tiro: Do mesmo modo que fizeste com Davide, meu pai, a quem enviaste madeira de cedro, a fim de edificar para si o palácio em que ele habitou,

4. faze o mesmo comigo para que eu edifique uma casa ao nome do Senhor meu Deus, e a consagre para queimar o incenso na sua presença, espalhar o fumo dos aromas, ter sempre expostos os pães da proposição, oferecer os holocaustos da manhã e da tarde, nos sábados, neoménias e solenidades do Senhor nosso Deus, perpètuamente, como foi ordenado a Israel.

5. A casa que eu pretendo edificar, deve ser grande, visto que o nosso Deus é grande sobre todos os deuses.

6. Quem poderá ser capaz de Ihe edificar uma casa digna dele, se o céu e os céus dos céus o não podem conter? Quem sou eu que possa edificar-lhe uma casa? Mas (faço-o) sòmente para que se queime incenso na sua presença.

7. Envia-me, pois, um homem hábil, que saiba trabalhar em ouro e em prata, em bronze e em ferro, em obras de púrpura, de escarlate e de jacinto, e que saiba esculpir entalhes (a fim de que trabalhe) com os oficiais que eu tenho junto de mim na Judeia e em Jerusalém, os quais David e meu pai tinha escolhido.

8. Manda-me também madeira de cedro, cipreste e sândalo, porque sei que os teus servos são hábeis em cortar madeiras do Líbano, e os meus servos trabalharão com os teus,

9. para que se aparelhem madeiras em grande quantidade. Com efeito, a casa, que eu desejo edificar, deve ser muito grandiosa e magnífica.

10. Darei para o sustento dos operários teus servos, que hão-de cortar as madeiras, vinte mil coros de trigo e outros tantos de cevada, e vinte mil batos de vinho, e vinte mil batos de azeite.

11. Hirão, rei de Tiro, na carta que enviou a Salomão, disse: Porque o Senhor amou o seu povo, por isso te constituiu a ti rei sobre ele.

12. E acrescentava: Bem-dito seja o Senhor Deus de Israel, que fez o céu e a terra, que deu ao rei Davide um filho sábio, entendido, judicioso e prudente, para edificar um templo ao Senhor, e um palácio para si.

13. Eu te envio, pois, um homem sábio e inteligente, que é mestre Hirão,

14. filho duma mulher das filhas de Dan, cujo pai foi Tírio, que sabe trabalhar em ouro e em prata, em bronze e em ferro, em mármore, em madeira, em púrpura, em jacinto, em linho fino, em escarlate, que sabe lavrar todo o gênero de figuras e inventar engenhosamente tudo o que é necessário para qualquer trabalho; ele trabalhará com os teus artistas e com os artistas do teu pai Davide, meu senhor.

15. Nós mandaremos cortar no Líbano as madeiras de que tiveres necessidade, e faremos pôr jangadas para irem por mar até Jope, donde tu as mandarás transportar a Jerusalém.

16. Salomão, pois, mandou tomar nota de todos os estrangeiros, que havia na terra, de Israel, depois do recenseamento que tinha mandado fazer Davide, seu pai, e achou-se que eram cento e cinquenta e três mil e seiscentos.

17. Destes escolheu setenta mil, que levassem as cargas às costas, oitenta mil que cortassem pedras nos montes, e três mil e seiscentos para inspetores dos trabalhos desta gente.





“Deus é servido apenas quando é servido de acordo com a Sua vontade.” São Padre Pio de Pietrelcina