1. Hirão, rei de Tiro, enviou também os seus embaixadores a Salomão, pois ouviu dizer que ele tinha sido ungido rei em lugar de seu pai. Hirão tinha sido sempre amigo de Davide.

2. Salomão mandou dizer a Hirão:

3. Tu sabes que a Davide, meu pai, lhe foi impossível edificar uma casa ao nome do Senhor seu Deus, por causa das guerras que lhe sobrevinham de todas as partes, enquanto o Senhor lhe não pôs debaixo dos pés os seus inimigos.

4. Porém , agora, o Senhor meu Deus concedeu-me repouso por toda a parte: nem inimigos, nem calamidades.

5. Por isso penso em edificar um templo ao nome do Senhor meu Deus, conforme o que o Senhor ordenou a Davide, meu pai, quando disse: Teu filho, que eu farei sentar em teu lugar sobre o teu trono, este edificará um templo ao meu nome.

6. Dá ordem, pois, a teus servos que me cortem cedros do Líbano. Os meus servos estarão com os teus, e eu darei a teus servos a paga que pedires, porque tu sabes que, entre o meu povo, não há ninguém que saiba cortar madeira como os Sidónios.

7. Hirão, tendo ouvido as palavras de Salomão, alegrou-se em extremo e disse: Bem-dito seja o Senhor Deus, que deu a Davide um filho sapientíssimo para reinar sobre este grande povo.

8. Hirão mandou dizer a Salomão: Ouvi tudo o que me mandaste dizer; eu executarei tudo o que desejas acerca das madeiras de cedro e de faia.

9. Os meus servos as levarão do Líbano até ao mar, e eu as farei conduzir em jangadas até ao lugar que me designares. Aí as desatarão, e tu as mandarás receber. Pela tua parte, dar-me-ás o necessário para sustentação da minha casa.

10. Deu, pois, Hirão a Salomão madeiras de cedro e cipreste, conforme o seu desejo.

11. Salomão dava a Hirão, para sustento da sua casa, vinte mil coros de trigo, e vinte coros de puríssimo azeite. Tudo isto dava Salomão a Hirão anualmente.

12. Deu o Senhor a sabedoria a Salomão, conforme lhe tinha prometido. Havia paz entre Hirão e Salomão, e fizeram ambos aliança entre si.

13. O rei Salomão escolheu trinta mil operários em todo o Israel.

14. Ele os mandava ao Líbano por seu turno, dez mil cada mês; desta sorte, ficavam dois meses em suas casas. Adonirão era o encarregado de dar cumprimento a esta disposição.

15. Salomão tinha setenta mil que acarretavam os materiais, e oitenta mil cabouqueiros no monte,

16. sem contar os que presidiam aos vários trabalhos, em número de três mil e trezentos, os quais davam ordens ao povo e aos que trabalhavam.

17. O rei mandou que tirassem pedras grandes, pedras de valor, para os alicerces do templo, e que as esquadriassem.

18. E levaram-nas os canteiros de Salomão e os canteiros de Hirão, enquanto que os de Gíblios aparelharam as madeiras e as pedras para se edificar a casa.





“Deus nunca me recusou um pedido”. São Padre Pio de Pietrelcina