1. Acaz tinha vinte anos, quando começou a reinar, e reinou dezasseis anos em Jerusalém. Não fez o que era recto na presença do Senhor, como David, seu pai,

2. mas andou pelos caminhos dos reis de Israel, chegando até a mandar fundir estátuas a Baal.

3. Ele foi o que ofereceu incenso, no vale de Benemon, e o que fez passar seus filhos pelo fogo, segundo o rito das nações que o Senhor destruiu á chegada dos filhos de Israel.

4. Sacrificava e queimava perfumes nos lugares altos, nos outeiros e debaixo de todas as árvores frondosas.

5. O Senhor seu Deus entregou-o nas mãos do rei da Síria, que o derrotou e que levou para Damasco um grande número de prisioneiros. Entregou-o também nas mãos do rei de Israel, o qual lhe infligiu uma grande derrota.

6. Faceia, filho de Romelia, matou, num só dia, cento e vinte mil homens de Judá, todos homens guerreiros, porque eles tinham abandonado o Senhor Deus de seus pais.

7. No mesmo tempo Zecri, homem poderoso de Efraim, matou Maasias, filho do rei, e Ezrica, mordomo-mor da sua casa, e Elcana, o segundo depois do rei.

8. Os filhos de Israel fizeram cativos duzentos mil de seus irmãos, mulheres, rapazes e raparigas, e recolheram imensos despojos, que levaram para Samaria.

9. Achava-se então lá um profeta do Senhor, chamado Obed, o qual, saindo ao encontro do exército que ia para Samaria, lhes disse: Vós vedes que o Senhor Deus de vossos pais, irado contra Judá, vo-los entregou nas mãos, e vós os malastes ferozmente, de sorte que a vossa crueldade chegou até ao céu.

10. Além disto, quereis ainda sujeitar os filhos de Judá e de Jerusalém, para serem escravos e escravas. Porventura não tendes, também vós, ofensas contra o Senhor vosso Deus?

11. Ouvi o meu conselho: reconduzi os cativos que trouxestes dentre os vossos irmãos, porque um grande furor do Senhor está iminente sobre vós.

12. Então, alguns dos chefes dos filhos de Efraim, a saber, Azarias, filho de Joanan, Baraquias, filho de Mosolamot, Ezequias, filho de Selum, e Amasa, filho de Adali, puseram-se diante dos que voltavam da batalha.

13. e disseram-lhes: Não introduzais aqui os cativos, não suceda que pequemos contra o Senhor. Por que quereis vós aumentar o número dos nossos pecados e cumular a medida dos antigos delitos? Já somos demasiado culpados, e a ira do furor do Senhor está iminente sobre Israel.

14. Então aqueles homens guerreiros deixaram a presa e tudo o que tinham tomado, diante dos chefes e de toda a multidão.

15. Os homens, de que falámos acima, pararam e, pegando nos cativos, vestiram, com os despojos, todos os que estavam nus, e, depois de os vestirem e calçarem, de os refazerem com comida e bebida, de os ungirem e cuidarem deles, puseram sobre jumentos a todos os que não podiam andar e eram fracos do corpo, e levaram-nos a Jericó, cidade das Palmeiras, a seus irmãos. Depois voltaram para Samaria.

16. Neste tempo o rei Acaz mandou pedir socorro ao rei dos Assírios.

17. Vieram os Idumeus, mataram muitos de Judá e tomaram uma grande presa.

18. Os Filisteus também se espalharam pelas cidades da planície e pela parte meridional de Judá, e tomaram Betsames, Ajalon, Gaderot, Soco, Tamnan, Gamzo, com as suas aldeias, e estabeleceram-se nelas.

19. O Senhor, pois, tinha humilhado Judá, por causa de Acaz, rei de Judá, que tinha trazido a dissolução a Judá e pecado contra o Senhor.

20. Fez o Senhor ir contra ele Teglatfalasar, rei dos Assírios, que também o bateu e destruiu, sem encontrar resistência alguma.

21. Acaz, despojada a casa do Senhor e o palácio dos reis e dos príncipes, presenteou o rei dos Assírios, mas isto não lhe serviu de nada.

22. Além disto, mesmo no tempo da sua maior aflição, continuou a pecar contra o Senhor; ele mesmo, o rei Acaz,

23. imolou vítimas aos deuses de Damasco, que o tinham ferido, e disse: Visto que os deuses dos reis da Síria dão socorro a estes, eu os aplacarei com sacrifícios, e eles me assistirão. Pelo contrário, eles foram a sua ruína e de todo o Israel.

24. Acaz, tendo tomado e feito em pedaços todos os vasos da casa de Deus, fechou as portas do templo de Deus e mandou levantar altares para si em todas as praças de Jerusalém.

25. Levantou também altares em todas as cidades de Judá para queimar incenso e provocou a ira do Senhor Deus de seus pais.

26. O resto de suas ações e de todas as suas obras, desde o princípio até ao fim, está escrito no livro dos reis de Judá e de Israel.

27. Acaz adormeceu com seus pais, e sepultaram-no na cidade de Jerusalém, mas não o puseram nos sepulcros dos reis de Israel. Seu filho Ezequias reinou em seu lugar.





“O meu passado, Senhor, à Tua misericórdia. O meu Presente, ao Teu amor. O meu futuro, à Tua Providência.” São Padre Pio de Pietrelcina