1. Partiu depois Davide para Nobe, para junto do (Sumo) sacerdote Aquimelec. Aquimelec ficou surpreendido com a chegada de Davide e disse-lhe: Como vens tu só, e ninguém vem contigo?

2. Davide respondeu ao (Sumo) sacerdote Aquimelec: O rei deu-me uma ordem e disse: Não saiba ninguém a causa por que te enviei, nem quais as ordens que te dei. Por isso também eu disse aos meus criados que lhe esperassem num certo lugar.

3. E, agora, se tens à mão alguma coisa, ainda que não seja mais que cinco pães, dá-ma, ou o que quer que encontrares.

4. Respondendo o sacerdote a Davide, disse-lhe: Eu não tenho à mão pães vulgares, mas sòmente o pão santo; (todavia eu tos darei) se os teus servos estão limpos, principalmente no que toca a mulheres.

5. Davide, respondendo ao sacerdote, disse-lhe: No tocante a mulheres, certamente temo-nos abstido desde ontem e ante-ontem, depois que partimos, e os vasos dos (meus) criados conservaram-se puros; e, se a nossa missão é profana, pode ser santificada por aquele que a cumpre. (ver nota)

6. O sacerdote deu-lhe, então, do pão santificado, porque não havia ali senão os pães da proposição, que tinham sido tirados da presença do Senhor, para se porem outros quentes.

7. Achava-se ali naquele dia dentro do tabernáculo do Senhor um certo homem dos criados de Saul, chamado Doeg, Idumeu, o mais poderoso dos pastores de Saul.

8. Davide disse a Aquimelec: Tens aqui à mão uma lança ou uma espada? Eu não trouxe comigo a minha espada, nem as minhas armas, porque a ordem do rei urgia.

9. O sacerdote disse: Eis aqui a espada de Golias, Filisteu, que tu mataste no vale do Terebinto; está embrulhada num pano detrás do éfode; se a queres levar, leva-a, porque não há aqui outra senão esta. Davide disse: Não há outra como esta, dá-ma.

10. Levantou-se Davide e fugiu naquele mesmo dia da presença, de Saul, e foi a (refugiar-te em, casa de) Aquis, rei de Get.

11. Os criados de Aquis, tendo visto Davide, disseram ao rei: Porventura não é este aquele Davide (respeitado como) rei do seu país? Não é este aquele a quem cantavam nas danças, dizendo: Saul matou mil, e Davide dez mil?

12. Considerou Davide estas palavras no seu coração, e teve muito medo de Aquis, rei de Get.

13. Então fingiu ter perdido o juízo diante deles. Fez de louco no meio deles, pôs-se a rabiscar nas portas e deixava escorrer a saliva sobre a barba.

14. Aquis disse aos seus criados : Vistes que este homem está louco; por que o trouxestes à minha presença?

15. Porventura faltam-nos loucos, para trazerdes este para fazer loucuras na minha presença? Deve ele entrar em minha casa?





“O verdadeiro servo de Deus é aquele que usa a caridade para com seu próximo, que está decidido a fazer a vontade de Deus a todo custo, que vive em profunda humildade e simplicidade”. São Padre Pio de Pietrelcina