1. O meu coração exulta no Senhor, e a minha força foi exaltada pelo meu Deus; a minha boca abriu-se para responder aos meus inimigos, porque me alegrei na salvação que recebi de ti. (ver nota)

2. Não há quem seja santo como o Senhor, porque não há outro (Deus) fora de ti, não há quem seja forte como o nosso Deus.

3. Não queirais multiplicar palavras altivas, vangloriando-vos; afaste-se da vossa boca a linguagem arrogante, porque o Senhor é o Deus das ciências, e as acções (do homem) não subsistem.

4. O arco dos fortes quebrou-se, e os fracos foram revestidos de força.

5. Os que, antes, estavam cheios de bens, assalariaram-se para terem pão; os famintos foram saciados; até a estéril teve sete filhos, e a que tinha muitos, perdeu a força (de os ter).

6. O Senhor é quem tira a vida e a dá, leva à habitação dos mortos e tira dela.

7. O Senhor é quem empobrece e enriquece, quem humilha e exalta.

8. Levanta o pobre do pó, e do esterco eleva o indigente, para que se sente com os príncipes, e ocupe um trono de glória. Porque do Senhor são as colunas da terra, sobre elas pôs o mundo.

9. Ele guardará os pés dos seus santos, e os impios perecerão nas trevas; porque o homem não vencerá pela sua robustez, (ver nota)

10. Tremerão diante do Senhor os seus inimigos, e ele trovejará sobre eles dos céus; o Senhor julgará as extremidades da terra, e dará o império ao seu rei, e exaltará a cabeça do seu ungido.

11. Depois disto, Elcana retirou-se para sua casa em Rama, e o menino servia na presença do Senhor, sob a direcção do sacerdote Heli.

12. Ora os filhos de Heli eram filhos de Belial (pela sua impiedade), não conheciam o Senhor, (ver nota)

13. nem as obrigações de sacerdotes para com o povo. Quando alguém imolava uma vítima, vinha o servo do sacerdote, enquanto se coziam as carnes, com um garfo de três dentes na mão,

14. e metia-o no caldeirão, ou na caldeira, ou na panela, ou na marmita, e, tudo o que o garfo trazia, tomava-o para o sacerdote; assim faziam a todos os Israelitas que iam a Silo.

15. Mesmo antes que queimassem a gordura, ia o servo do sacerdote e dizia ao que imolava: Dá-me carne, a fim de a cozer para o sacerdote, porque eu não receberei de ti carne cozida, mas crua.

16. O imolante dizia-lhe: Queime-se hoje primeiro a gordura, como é costume, e depois toma para ti quanto quiseres. Ele respondia, dizendo: Não; hás-de dar-ma agora, senão tirar-te-ei à força.

17. Era pois muito grande o pecado destes jovens diante do Senhor, porque retraiam os homens do sacrifício do Senhor.

18. Entretanto o menino Samuel servia diante do Senhor revestido de um éfode de linho.

19. Sua mãe fazia-lhe uma pequena túnica, que lhe levava, de ano a ano, quando ia com seu marido oferecer o sacrifício anual.

20. Heli abençoou Elcana e sua mulher dizendo: O Senhor te dê sucessão desta mulher, em recompensa da prenda que ela ofereceu ao Senhor. E eles voltaram para sua casa.

21. O Senhor visitou Ana, e ela concebeu e deu à luz três filhos e duas filhas. O menino Samuel ia crescendo diante do Senhor.

22. Heli era muito velho, e soube tudo o que seus filhos faziam a todos os de Israel, e que dormiam com as mulheres que vigiavam a porta do tabernáculo.

23. (Em vez de os castigar com severidade) disse-lhes (sòmente): Por que fazeis estas coisas péssimas, que eu ouço de todo o povo?

24. Não procedais assim, meus filhos, porque não é boa a fama, que eu ouço. Estais a fazer pecar o povo do Senhor.

25. Se um homem pecar contra outro, está no meio Deus, que pode aplacar o ofendido; mas, se um homem pecar contra o Senhor quem intercederá por ele? Mas eles não ouviram a voz de seu pai, porque o Senhor queria faze-los morrer. (ver nota)

26. Entretanto o menino Samuel crescia, e era agradável tanto ao Senhor como aos homens.

27. Um homem de Deus foi ter com Heli e disse-lhe: Eis o que disse o Senhor: Porventura não me revelei eu visivelmente à casa de teu pai, quando eles estavam no Egipto na casa de Faraó?

28. Eu o escolhi entre todas de as tribos de Israel para meu sacerdote, para subir ao meu altar, para me queimar incenso, e para trazer o éfode diante de mim. De todos os sacrifícios de combustão dos filhos do Israel dei parte à casa de teu pai.

29. Por que calcastes vós aos pés as minhas vítimas e os meus dons, que eu mandei que fossem oferecidos no templo? Por que honraste tu mais os teus filhos do que a mim, comendo com eles as primícias de todos os sacrifícios de Israel, meu povo?

30. Portanto o Senhor Deus de Israel diz: Eu disse e repeti que a tua casa e a casa de teu pai serviria para sempre (no sumo sacerdócio) diante da minha face. Mas agora o Senhor diz: Longe de mim tal coisa; antes, glorificarei a quem me glorificar, e desprezarei a quem me desprezar.

31. Chegam-se os dias, em que eu cortarei o teu braço e o braço da casa de teu pai, de tal modo que não haja nenhum velho em tua casa.

32. No meio de todas as prosperidades de Israel, verás o teu émulo no templo, e não haverá velho algum em tua casa.

33. Todavia não tirarei de todo do meu altar os teus descendentes, de modo que os teus olhos se escureçam e a tua alma se consuma (de dor na pessoa dos teus descendentes), mas todos os de tua casa morrerão, ao chegarem à idade varonil.

34. Servirá para ti de sinal o que acontecerá aos teus dois filhos, Ofni e Finéias: Ambos morrerão no mesmo dia.

35. Suscitarei para mim um sacerdote fiel, que procederá segundo o meu coração e a minha alma, edificar-lhe-ei uma casa fiel, e ele andará sempre diante do meu ungido.

36. Então acontecerá que todo aquele que restar da tua casa, virá prostrar-se diante dele, para ter uma moeda de prata e uma torta de pão, e dirá: Rogo-te que me admitas a alguma função sacerdotal, a fim de que eu tenha um bocado de pão para comer.





“Que o Espírito Santo guie a sua inteligência, faça-o descobrir a verdade escondida na Sagrada Escritura e inflame a sua vontade para praticá-la.” São Padre Pio de Pietrelcina