aaaaa

1. Guardai-vos de fazer vossas boas obras diante dos homens, para serdes vistos por eles. Do contrário, não tereis recompensa junto de vosso Pai que está no céu.

1. adtendite ne justitiam vestram faciatis coram hominibus ut videamini ab eis alioquin mercedem non habebitis apud Patrem vestrum qui in cælis est

2. Quando, pois, dás esmola, não toques a trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem louvados pelos homens. Em verdade eu vos digo: já receberam sua recompensa.

2. cum ergo facies elemosynam noli tuba canere ante te sicut hypocritæ faciunt in synagogis et in vicis ut honorificentur ab hominibus amen dico vobis receperunt mercedem suam

3. Quando deres esmola, que tua mão esquerda não saiba o que fez a direita.

3. te autem faciente elemosynam nesciat sinistra tua quid faciat dextera tua

4. Assim, a tua esmola se fará em segredo; e teu Pai, que vê o escondido, recompensar-te-á.

4. ut sit elemosyna tua in abscondito et Pater tuus qui videt in abscondito reddet tibi

5. Quando orardes, não façais como os hipócritas, que gostam de orar de pé nas sinagogas e nas esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade eu vos digo: já receberam sua recompensa.

5. et cum oratis non eritis sicut hypocritæ qui amant in synagogis et in angulis platearum stantes orare ut videantur ab hominibus amen dico vobis receperunt mercedem suam

6. Quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta e ora ao teu Pai em segredo; e teu Pai, que vê num lugar oculto, recompensar-te-á.

6. tu autem cum orabis intra in cubiculum tuum et cluso ostio tuo ora Patrem tuum in abscondito et Pater tuus qui videt in abscondito reddet tibi

7. Nas vossas orações, não multipliqueis as palavras, como fazem os pagãos que julgam que serão ouvidos à força de palavras.

7. orantes autem nolite multum loqui sicut ethnici putant enim quia in multiloquio suo exaudiantur

8. Não os imiteis, porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes que vós lho peçais.

8. nolite ergo adsimilari eis scit enim Pater vester quibus opus sit vobis antequam petatis eum

9. Eis como deveis rezar: PAI NOSSO, que estais no céu, santificado seja o vosso nome;

9. sic ergo vos orabitis Pater noster qui in cælis es sanctificetur nomen tuum

10. venha a nós o vosso Reino; seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu.

10. veniat regnum tuum fiat voluntas tua sicut in cælo et in terra

11. O pão nosso de cada dia nos dai hoje;

11. panem nostrum supersubstantialem da nobis hodie

12. perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos aos que nos ofenderam;

12. et dimitte nobis debita nostra sicut et nos dimisimus debitoribus nostris

13. e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal.

13. et ne inducas nos in temptationem sed libera nos a malo

14. Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, vosso Pai celeste também vos perdoará.

14. si enim dimiseritis hominibus peccata eorum dimittet et vobis Pater vester cælestis delicta vestra

15. Mas se não perdoardes aos homens, tampouco vosso Pai vos perdoará.

15. si autem non dimiseritis hominibus nec Pater vester dimittet peccata vestra

16. Quando jejuardes, não tomeis um ar triste como os hipócritas, que mostram um semblante abatido para manifestar aos homens que jejuam. Em verdade eu vos digo: já receberam sua recompensa.

16. cum autem jejunatis nolite fieri sicut hypocritæ tristes demoliuntur enim facies suas ut pareant hominibus jejunantes amen dico vobis quia receperunt mercedem suam

17. Quando jejuares, perfuma a tua cabeça e lava o teu rosto.

17. tu autem cum jejunas ungue caput tuum et faciem tuam lava

18. Assim, não parecerá aos homens que jejuas, mas somente a teu Pai que está presente ao oculto; e teu Pai, que vê num lugar oculto, recompensar-te-á.

18. ne videaris hominibus jejunans sed Patri tuo qui est in abscondito et Pater tuus qui videt in abscondito reddet tibi

19. Não ajunteis para vós tesouros na terra, onde a ferrugem e as traças corroem, onde os ladrões furtam e roubam.

19. nolite thesaurizare vobis thesauros in terra ubi erugo et tinea demolitur ubi fures effodiunt et furantur

20. Ajuntai para vós tesouros no céu, onde não os consomem nem as traças nem a ferrugem, e os ladrões não furtam nem roubam.

20. thesaurizate autem vobis thesauros in cælo ubi neque erugo neque tinea demolitur et ubi fures non effodiunt nec furantur

21. Porque onde está o teu tesouro, lá também está teu coração.

21. ubi enim est thesaurus tuus ibi est et cor tuum

22. O olho é a luz do corpo. Se teu olho é são, todo o teu corpo será iluminado.

22. lucerna corporis est oculus si fuerit oculus tuus simplex totum corpus tuum lucidum erit

23. Se teu olho estiver em mau estado, todo o teu corpo estará nas trevas. Se a luz que está em ti são trevas, quão espessas deverão ser as trevas!

23. si autem oculus tuus nequam fuerit totum corpus tuum tenebrosum erit si ergo lumen quod in te est tenebræ sunt tenebræ quantæ erunt

24. Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou odiará a um e amará o outro, ou dedicar-se-á a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e à riqueza.

24. nemo potest duobus dominis servire aut enim unum odio habebit et alterum diliget aut unum sustinebit et alterum contemnet non potestis Deo servire et mamonæ

25. Portanto, eis que vos digo: não vos preocupeis por vossa vida, pelo que comereis, nem por vosso corpo, pelo que vestireis. A vida não é mais do que o alimento e o corpo não é mais que as vestes?

25. ideo dico vobis ne solliciti sitis animæ vestræ quid manducetis neque corpori vestro quid induamini nonne anima plus est quam esca et corpus plus est quam vestimentum

26. Olhai as aves do céu: não semeiam nem ceifam, nem recolhem nos celeiros e vosso Pai celeste as alimenta. Não valeis vós muito mais que elas?

26. respicite volatilia cæli quoniam non serunt neque metunt neque congregant in horrea et Pater vester cælestis pascit illa nonne vos magis pluris estis illis

27. Qual de vós, por mais que se esforce, pode acrescentar um só côvado à duração de sua vida?

27. quis autem vestrum cogitans potest adicere ad staturam suam cubitum unum

28. E por que vos inquietais com as vestes? Considerai como crescem os lírios do campo; não trabalham nem fiam.

28. et de vestimento quid solliciti estis considerate lilia agri quomodo crescunt non laborant nec nent

29. Entretanto, eu vos digo que o próprio Salomão no auge de sua glória não se vestiu como um deles.

29. dico autem vobis quoniam nec Salomon in omni gloria sua coopertus est sicut unum ex istis

30. Se Deus veste assim a erva dos campos, que hoje cresce e amanhã será lançada ao fogo, quanto mais a vós, homens de pouca fé?

30. si autem fænum agri quod hodie est et cras in clibanum mittitur Deus sic vestit quanto magis vos minimæ fidei

31. Não vos aflijais, nem digais: Que comeremos? Que beberemos? Com que nos vestiremos?

31. nolite ergo solliciti esse dicentes quid manducabimus aut quid bibemus aut quo operiemur

32. São os pagãos que se preocupam com tudo isso. Ora, vosso Pai celeste sabe que necessitais de tudo isso.

32. hæc enim omnia gentes inquirunt scit enim Pater vester quia his omnibus indigetis

33. Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas em acréscimo.

33. quærite autem primum regnum et justitiam ejus et omnia hæc adicientur vobis

34. Não vos preocupeis, pois, com o dia de amanhã: o dia de amanhã terá as suas preocupações próprias. A cada dia basta o seu cuidado.

34. nolite ergo esse solliciti in crastinum crastinus enim dies sollicitus erit sibi ipse sufficit diei malitia sua

Bíblia Ave Maria - Todos os direitos reservados.




“A maior alegria de um pai é que os filhos se amem, formem um só coração e uma só alma. Não fostes vós que me escolhestes, mas o pai celeste que, na minha primeira missa, me fez ver todos os filhos que me confiava”.(P.e Pio) São Padre Pio de Pietrelcina