† Pelo sinal… † Em Nome do Pai…

  • Oferecimento
  • Creio
  • Pai-Nosso
  • 3 Ave-Marias
  • Salve Rainha

Anuncie sucessivamente:

  • Cada um dos 5 Mistérios
  • Pai-Nosso
  • 10 Ave-Marias
  • Glória ao Pai
  • Jaculatória (à sua escolha)
  • Agradecimento
  • Salve Rainha
  • Ladainha

Rosário de Nossa Senhora

  1. † Pelo sinal da Santa Cruz, † livrai-nos, Deus, Nosso Senhor, † dos nossos inimigos. Em nome do Pai e do Filho † e do Espírito Santo. Amém.
  2. Oferecimento: Divino Jesus, que a nós viestes para a nossa salvação, nós vos oferecemos este Rosário [este Terço], durante o qual vamos contemplar os mistérios da nossa Redenção, desde a vossa Infância e divinos Ensinamentos até a vossa Paixão e Glorificação. Pela intercessão de Maria, vossa Mãe Santíssima, concedei-nos a graça de rezá-lo com tal piedade e afeto, que vos agrade e seja de grande proveito para mim e para as intenções de vivos e falecidos, que neste momento vos apresento…

    (Reza-se o Creio)

  3. Creio em Deus Pai, Todo-Poderoso, Criador do céu e da terra. E em Jesus Cristo, seu único Filho, Nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo. Nasceu da Virgem Maria. Padeceu sob Pôncio Pilatos. Foi crucificado, morto e sepultado. Desceu à mansão dos mortos; ressuscitou ao terceiro dia. Subiu aos céus. Está sentado à direita de Deus Pai Todo-Poderoso, donde há de vir julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.

    Após o Creio, reza-se um Pai-nosso, três Ave-Marias e o Glória.

  4. Pai Nosso, que estais nos céus! Santificado seja o vosso nome. Venha a nós o vosso Reino. Seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia dai-nos hoje. Perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos e quem nos tem ofendido. E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
  5. Ave, Maria, cheia de graça! O Senhor é convosco! Bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém.
  6. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo – Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

    No final de cada Mistério, após o Glória, pode-se rezar a Jaculatória abaixo, ou outra à escolha.

  7. Ó meu Jesus, perdoai-nos! Livrai-nos do fogo do inferno! Levai as almas todas para o céu e socorrei principalmente as que mais precisarem  (da vossa misericórdia).
Veja tambem  Aparição de Maria nos Estados Unidos, aprovada para o culto

Mistérios Gozosos (da infância)

Segundas-feiras e sábados
  1. A Anunciação do Arcanjo São Gabriel a Nossa Senhora
    A Virgem Maria foi saudada pelo Arcanjo São Gabriel e lhe foi anunciado que havia de conceber e dar à luz Jesus Cristo, nosso Redentor (cf. Lc 1,26-38).

    Pai-nosso, dez Ave-Marias, Glória ao Pai.

  2. A visita de Nossa Senhora à sua prima Santa Isabel
    A Virgem Maria foi visitar sua prima Santa Isabel. São João Batista, ainda no ventre da mãe, ao ouvir a voz da Mãe de Deus, estremeceu de júbilo (cf. Lc 1,39-56).
  3. O Nascimento de Jesus na gruta de Belém
    A Virgem Maria deu à luz seu Divino Filho, Jesus, em uma gruta nas cercanias de Belém, por não haver lugar para eles na estalagem da cidade (cf. Lc 2,1-21).
  4. A apresentação do Menino Jesus no Templo
    A Virgem Maria apresentou seu Divino Filho no Tempo, onde o velho Simeão profetizou que Ele viera ao mundo para ser um sinal de contradição e que uma espada de dor transpassaria a alma de sua Mãe (cf. Lc 2,22-38).
  5. Encontro de Jesus no Templo entre os doutores da lei
    A Virgem Maria tendo perdido seu Divino Filho, que ficara em Jerusalém, encontrou-o no Tempo, depois de três dias de penosa busca, discutindo com os doutores da Lei (cf. Lc 2,40-50).

    Após o último Mistério, reza-se o Agradecimento, a Salve-Rainha e a Ladainha.

Mistérios Dolorosos (da Dor)

Terças e sextas-feiras
  1. A agonía de Jesus no Horto das Oliveiras
    Nosso Senhor Jesus Cristo, no Horto das Oliveiras, pediu ao Pai: Meu Pai, se é possível, afasta de mim este cálice! Todavia, não se faça o que eu quero, e sim o que tu queres (cf. Lc 22, 39-46).
  2. A prisão e flagelação de Jesus
    Atado a uma coluna, Nosso Senhor Jesus Cristo foi flagelado cruel e brutalmente, por ordem de Pilatos, não obstante haver este reconhecido e proclamado sua completa inocência (cf. Mc 15, 1-15).
  3. A coroação de espinhos
    Soldados do governador romano cuspiram em Jesus, cobriram-lhe o rosto, deram-lhe socos, tapas e bofetadas, coroaram-no de espinhos e de outros modos o humilharam (cf. Mt 27,27-30).
  4. Subida dolorosa ao Calvário
    Jesus Cristo Nosso Senhor, condenado à morte por Pilatos, já extenuado, com imenso esforço e paciência, carregou o lenho da Cruz até o alto do Calvário (cf. Mc 15,20-23; Lc 23,26-32).
  5. A crucifixão e morte de Jesus
    Despido e pregado na Cruz entre dois malfeitores, Nosso Senhor Jesus agonizou durante horas e morreu à vista de sua Mãe Santíssima e de inimigos que não cessavam de insultá-lo (cf. Mt 27,45-50; João 19,18-24).

Mistérios Gloriosos (de Glória)

Quartas-feiras e domingos
  1. A Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo
    Nosso Senhor Jesus Cristo, triunfando da morte e do pecado, ressuscitou ao terceiro dia, imortal e radiante de glória (cf. Mt 28,1-15; Jo 20,1-18).
  2. A Ascensão gloriosa de Jesus Cristo aos Céus
    Nosso Senhor Jesus Cristo, quarenta dias depois de sua Ressurreição, subiu aos Céus, diante de sua Mãe Santíssima e dos apóstolos, tomados de admiração (cf. Mc 16,19-20; Lc 24,50-53).
  3. Descida do Espírito Santo sobre os apóstolos
    Nosso Senhor Jesus Cristo enviou o Espírito Santo sobre Maria Santíssima e os apóstolos, sob a forma de línguas de fogo. Os apóstolos, até então tímidos e pouco capazes de entender, imediatamente se transformaram em ardentes anunciadores de Jesus e de seus ensinamentos (cf. At 2,1-13).
  4. Assunção gloriosa de Nossa Senhora aos Céus
    A Virgem Maria, alguns anos depois da Ressurreição de seu Filho, foi levada aos Céus, em corpo e alma, pelo mesmo Jesus Cristo, acompanhada de coros de anjos.
  5. Gloriosa Coroação de Nossa Senhora no Céu
    A Virgem Maria foi esplendidamente coroada pela Santíssima Trindade, como Rainha dos anjos e dos homens. É Co-Redentora, Medianeira e Advogada nossa no Céu.
Veja tambem  Importância da devoção mariana para as vocações

Mistérios Luminosos (de Luz)

Quintas-feiras
  1. Batismo de Jesus no rio Jordão
    Enquanto Cristo desce à água do rio Jordão para ser batizado, o Céu se abre, o Pai o proclama Filho Bem-amado, e o Espírito Santo lhe confere a missão de Redentor da humanidade (cf. Mt 3,13-17; Mc 1,9-11).
  2. Jesus faz seu primeiro milagre nas Bodas de Caná
    O primeiro “sinal” ou milagre de Jesus acontece em Caná, quando Cristo Jesus, transformando a água em vinho, abre à fé o coração dos discípulos, graças à intervenção de Maria (cf. Jo 2,1-11).
  3. Jesus anuncia o Reino de Deus e convida à conversão
    A intensa pregação e os ensinamentos de Jesus anunciam a chegada do Reino de Deus e o tempo da divina Graça e da Misericórdia, convidando-nos à conversão.
  4. Jesus se tranfigura
    A Transfiguração representa o Mistério de Luz. A Glória da Divindade transparece no rosto de Jesus. Os apóstolos ouvem a voz do Pai: “Eis o meu Filho muito amado. Ouvi-o” (cf. Mt 17,1-13; Mc 1,12).
  5. Jesus institui a Eucaristia
    Na Eucaristia – testemunho emocionante de seu Amor -, Jesus se oferece em sacrifício por nós ao Eterno Pai e se faz nosso alimento, doando-nos o seu Corpo e o seu Sangue (cf. Mc 14,22-25; Lc 22,15-20).

Agradecimento

Infinitas graças vos damos, soberana Rainha, pelos benefícios que todos os dias recebemos de vossas mãos maternais. Dignai-vos, agora e sempre, tomar-nos sob o vosso poderoso amparo. E, para melhor expressarmos o nosso agradecimento, vos saudamos com uma Salve-Rainha…

Salve, Rainha! Mãe de misericórdia, vida, doçura e esperança nossa, salve! A vós bradamos, os degredados filhos de Eva. A vós suspiramos, gemendo e chorando neste vale de lágrimas. Eia, pois, Advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei. E, depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa, ó doce sempre Virgem Maria!

Veja tambem  Sintonizando o Espírito

Rogai por nós, Santa Mãe de Deus, par que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém!




Comentários no Facebook:

comments