† Pelo sinal… † Em Nome do Pai…

  • Oferecimento
  • Creio
  • Pai-Nosso
  • 3 Ave-Marias
  • Salve Rainha

Anuncie sucessivamente:

  • Cada um dos 5 Mistérios
  • Pai-Nosso
  • 10 Ave-Marias
  • Glória ao Pai
  • Jaculatória (à sua escolha)
  • Agradecimento
  • Salve Rainha
  • Ladainha

Rosário de Nossa Senhora

  1. † Pelo sinal da Santa Cruz, † livrai-nos, Deus, Nosso Senhor, † dos nossos inimigos. Em nome do Pai e do Filho † e do Espírito Santo. Amém.
  2. Oferecimento: Divino Jesus, que a nós viestes para a nossa salvação, nós vos oferecemos este Rosário [este Terço], durante o qual vamos contemplar os mistérios da nossa Redenção, desde a vossa Infância e divinos Ensinamentos até a vossa Paixão e Glorificação. Pela intercessão de Maria, vossa Mãe Santíssima, concedei-nos a graça de rezá-lo com tal piedade e afeto, que vos agrade e seja de grande proveito para mim e para as intenções de vivos e falecidos, que neste momento vos apresento…

    (Reza-se o Creio)

  3. Creio em Deus Pai, Todo-Poderoso, Criador do céu e da terra. E em Jesus Cristo, seu único Filho, Nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo. Nasceu da Virgem Maria. Padeceu sob Pôncio Pilatos. Foi crucificado, morto e sepultado. Desceu à mansão dos mortos; ressuscitou ao terceiro dia. Subiu aos céus. Está sentado à direita de Deus Pai Todo-Poderoso, donde há de vir julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.

    Após o Creio, reza-se um Pai-nosso, três Ave-Marias e o Glória.

  4. Pai Nosso, que estais nos céus! Santificado seja o vosso nome. Venha a nós o vosso Reino. Seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia dai-nos hoje. Perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos e quem nos tem ofendido. E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
  5. Ave, Maria, cheia de graça! O Senhor é convosco! Bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém.
  6. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo – Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

    No final de cada Mistério, após o Glória, pode-se rezar a Jaculatória abaixo, ou outra à escolha.

  7. Ó meu Jesus, perdoai-nos! Livrai-nos do fogo do inferno! Levai as almas todas para o céu e socorrei principalmente as que mais precisarem  (da vossa misericórdia).

Mistérios Gozosos (da infância)

Segundas-feiras e sábados
  1. A Anunciação do Arcanjo São Gabriel a Nossa Senhora
    A Virgem Maria foi saudada pelo Arcanjo São Gabriel e lhe foi anunciado que havia de conceber e dar à luz Jesus Cristo, nosso Redentor (cf. Lc 1,26-38).

    Pai-nosso, dez Ave-Marias, Glória ao Pai.

  2. A visita de Nossa Senhora à sua prima Santa Isabel
    A Virgem Maria foi visitar sua prima Santa Isabel. São João Batista, ainda no ventre da mãe, ao ouvir a voz da Mãe de Deus, estremeceu de júbilo (cf. Lc 1,39-56).
  3. O Nascimento de Jesus na gruta de Belém
    A Virgem Maria deu à luz seu Divino Filho, Jesus, em uma gruta nas cercanias de Belém, por não haver lugar para eles na estalagem da cidade (cf. Lc 2,1-21).
  4. A apresentação do Menino Jesus no Templo
    A Virgem Maria apresentou seu Divino Filho no Tempo, onde o velho Simeão profetizou que Ele viera ao mundo para ser um sinal de contradição e que uma espada de dor transpassaria a alma de sua Mãe (cf. Lc 2,22-38).
  5. Encontro de Jesus no Templo entre os doutores da lei
    A Virgem Maria tendo perdido seu Divino Filho, que ficara em Jerusalém, encontrou-o no Tempo, depois de três dias de penosa busca, discutindo com os doutores da Lei (cf. Lc 2,40-50).

    Após o último Mistério, reza-se o Agradecimento, a Salve-Rainha e a Ladainha.

Mistérios Dolorosos (da Dor)

Terças e sextas-feiras
  1. A agonía de Jesus no Horto das Oliveiras
    Nosso Senhor Jesus Cristo, no Horto das Oliveiras, pediu ao Pai: Meu Pai, se é possível, afasta de mim este cálice! Todavia, não se faça o que eu quero, e sim o que tu queres (cf. Lc 22, 39-46).
  2. A prisão e flagelação de Jesus
    Atado a uma coluna, Nosso Senhor Jesus Cristo foi flagelado cruel e brutalmente, por ordem de Pilatos, não obstante haver este reconhecido e proclamado sua completa inocência (cf. Mc 15, 1-15).
  3. A coroação de espinhos
    Soldados do governador romano cuspiram em Jesus, cobriram-lhe o rosto, deram-lhe socos, tapas e bofetadas, coroaram-no de espinhos e de outros modos o humilharam (cf. Mt 27,27-30).
  4. Subida dolorosa ao Calvário
    Jesus Cristo Nosso Senhor, condenado à morte por Pilatos, já extenuado, com imenso esforço e paciência, carregou o lenho da Cruz até o alto do Calvário (cf. Mc 15,20-23; Lc 23,26-32).
  5. A crucifixão e morte de Jesus
    Despido e pregado na Cruz entre dois malfeitores, Nosso Senhor Jesus agonizou durante horas e morreu à vista de sua Mãe Santíssima e de inimigos que não cessavam de insultá-lo (cf. Mt 27,45-50; João 19,18-24).

Mistérios Gloriosos (de Glória)

Quartas-feiras e domingos
  1. A Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo
    Nosso Senhor Jesus Cristo, triunfando da morte e do pecado, ressuscitou ao terceiro dia, imortal e radiante de glória (cf. Mt 28,1-15; Jo 20,1-18).
  2. A Ascensão gloriosa de Jesus Cristo aos Céus
    Nosso Senhor Jesus Cristo, quarenta dias depois de sua Ressurreição, subiu aos Céus, diante de sua Mãe Santíssima e dos apóstolos, tomados de admiração (cf. Mc 16,19-20; Lc 24,50-53).
  3. Descida do Espírito Santo sobre os apóstolos
    Nosso Senhor Jesus Cristo enviou o Espírito Santo sobre Maria Santíssima e os apóstolos, sob a forma de línguas de fogo. Os apóstolos, até então tímidos e pouco capazes de entender, imediatamente se transformaram em ardentes anunciadores de Jesus e de seus ensinamentos (cf. At 2,1-13).
  4. Assunção gloriosa de Nossa Senhora aos Céus
    A Virgem Maria, alguns anos depois da Ressurreição de seu Filho, foi levada aos Céus, em corpo e alma, pelo mesmo Jesus Cristo, acompanhada de coros de anjos.
  5. Gloriosa Coroação de Nossa Senhora no Céu
    A Virgem Maria foi esplendidamente coroada pela Santíssima Trindade, como Rainha dos anjos e dos homens. É Co-Redentora, Medianeira e Advogada nossa no Céu.
Veja tambem  O golpe do Rosário tinha sido o golpe de misericórdia

Mistérios Luminosos (de Luz)

Quintas-feiras
  1. Batismo de Jesus no rio Jordão
    Enquanto Cristo desce à água do rio Jordão para ser batizado, o Céu se abre, o Pai o proclama Filho Bem-amado, e o Espírito Santo lhe confere a missão de Redentor da humanidade (cf. Mt 3,13-17; Mc 1,9-11).
  2. Jesus faz seu primeiro milagre nas Bodas de Caná
    O primeiro “sinal” ou milagre de Jesus acontece em Caná, quando Cristo Jesus, transformando a água em vinho, abre à fé o coração dos discípulos, graças à intervenção de Maria (cf. Jo 2,1-11).
  3. Jesus anuncia o Reino de Deus e convida à conversão
    A intensa pregação e os ensinamentos de Jesus anunciam a chegada do Reino de Deus e o tempo da divina Graça e da Misericórdia, convidando-nos à conversão.
  4. Jesus se tranfigura
    A Transfiguração representa o Mistério de Luz. A Glória da Divindade transparece no rosto de Jesus. Os apóstolos ouvem a voz do Pai: “Eis o meu Filho muito amado. Ouvi-o” (cf. Mt 17,1-13; Mc 1,12).
  5. Jesus institui a Eucaristia
    Na Eucaristia – testemunho emocionante de seu Amor -, Jesus se oferece em sacrifício por nós ao Eterno Pai e se faz nosso alimento, doando-nos o seu Corpo e o seu Sangue (cf. Mc 14,22-25; Lc 22,15-20).

Agradecimento

Infinitas graças vos damos, soberana Rainha, pelos benefícios que todos os dias recebemos de vossas mãos maternais. Dignai-vos, agora e sempre, tomar-nos sob o vosso poderoso amparo. E, para melhor expressarmos o nosso agradecimento, vos saudamos com uma Salve-Rainha…

Salve, Rainha! Mãe de misericórdia, vida, doçura e esperança nossa, salve! A vós bradamos, os degredados filhos de Eva. A vós suspiramos, gemendo e chorando neste vale de lágrimas. Eia, pois, Advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei. E, depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa, ó doce sempre Virgem Maria!

Veja tambem  Vaticanista revela o prólogo do próximo livro do Papa

Rogai por nós, Santa Mãe de Deus, par que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém!


Livros recomendados

Os AnjosSer ou Não Ser Santo… Eis a Questão – Compêndio da Obra: Teologia de la Perfección CristianaO Homem Eterno





Comentários no Facebook:

comments