Categoria: Um minuto com Maria

O que representa o número 153 em relação ao Rosário

Em seu livro “Mistério da história”, Raoul Auclair nos indica o que ele chama de o mistério, o arcano do número 153, como meditava Santo Agostinho. Trata-se do número de peixes cuidadosamente contados por São João em seu relato sobre a segunda pesca milagrosa.… Leia mais

A guerra pode acabar amanhã…

Durante sua aparição a Melanie e a Maximin (videntes de La Salette, na França) a Virgem Santíssima tornou a lembrar a importância da oração: “Fazeis bem vossas orações, meus filhos?” ─ “Não muito, Senhora”, respondem as crianças. ─ “Ah! Meus filhos, é preciso fazê-las bem, à noite e de manhã, dizendo, ao menos um Pai Nosso e uma Ave Maria, quando não puderdes rezar mais.… Leia mais

A fim de obter a proteção da Virgem contra os inimigos da fé católica

O Ângelus é uma devoção em honra ao mistério da Encarnação, que tem raízes na Idade Média e encontra sua origem na tradição franciscana. A composição da oração do Ângelus é atribuída ao beato papa Urbano II (pontífice de 1088 a 1099).… Leia mais

Batizado por um comissário pagão

Passei vários meses em uma prisão comunista sem ser acusado de nada. O chefe de polícia inspecionava a prisão; ele entrou na minha cela e me fez perguntas habituais sobre a minha instrução e evolução comunista. Em seguida, acrescentou:

─ Eu tenho algo a lhe dizer, ouça… Ontem, durante a inspeção que fazia nas famílias do meu bairro, deparei-me com uma mãe em lágrimas, diante de seu bebê de dois anos, que estava morrendo.… Leia mais

Ele foi acusado de ser excessivamente devoto da Virgem Maria…

Thibaud, membro da ilustre família dos Montmorency, muito próximo à família real (França), mostrou, desde tenra idade, grande devoção pela Virgem Maria que costumava homenagear como “sua boa Mãe” e “sua querida Mestra”. Thibaud tinha como profissão as armas, e frequentava a corte.… Leia mais

Sozinha, com o rosário na mão, ela resistiu até o retorno dos missionários

No interior do sepulcro “familiar” dos missionários católicos de Madagascar, encontrava-se uma placa mural indicando a presença da ossada da beata Vitória Rasoamanarivo. Só foi possível reconhecê-la, entre seus pais, protestantes, enterrados no mesmo jazigo, por meio do terço que estava entre as suas mãos, o que permitiu fosse trasladada para Ambohipo (bairro de Antananarivo).… Leia mais

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén