1. Rogo-vos, pois, Irmãos, pela misericórdia de Deus, que ofereçais os vossos corpos como uma hóstia viva, santa, agradável a Deus: tal é o culto que a razão exige de vós.

2. Não vos conformeis com este mundo, mas reformai-vos com o renovamento do vosso espírito, para que reconheçais qual é a vontade de Deus, o que é bom, o que lhe agrada, o que é perfeito.

3. Digo, pois, pela graça que me foi dada, a todos os que estão entre vós, que ninguém tenha de si uma estima maior do que a que deve ter, mas sentimentos modestos, segundo a medida da fé, distribuída por Deus a cada um.

4. Assim como num só corpo temos muitos membros, e nem todos os membros desempenham a mesma função,

5. assim, ainda que muitos, somos um só corpo em Cristo, e todos, membros uns dos outros.

6. Temos dons diferentes, segundo a graça que nos foi dada; quem tem o dom da profecia, use-o segundo a regra da fé;

7. quem tem o ministério, exerça o ministério; quem tem o dom de ensinar, ensine;

8. quem tem o de exortar, exorte; o que reparte, (faça-o) com simplicidade; o que preside, seja solícito; o que faz obras de misericórdia, (faça-as) com alegria.

9. O amor seja sem fingimento. Aborrecei o mal, aderi ao bem.

10. Amai-vos reciprocamente com caridade fraternal, adiantando-vos em honrar uns aos outros.

11. Na solicitude não (sejais) preguiçosos; (sede) fervorosos de espírito, servindo ao Senhor;

12. alegres na esperança ; pacientes na tribulação ; perseverantes na oração;

13. acudi às necessidades dos santos, empenhai-vos em exercer a hospitalidade.

14. Abençoai os que vos perseguem, abençoai-os, e não os amaldiçoeis.

15. Alegrai-vos com os que estão alegres, chorai com os que choram.

16. Tende muita estima uns pelos outros. Não aspireis a coisas altas, mas acomodai-vos às humildes. Não queirais ser sábios aos vossos olhos.

17. Não torneis mal por mal a ninguém, procurai fazer o bem diante de todos os homens.

18. Se é possível, tanto quanto depende de vós, tende paz com todos os homens;

19. não vos vingueis a vós mesmos, ó caríssimos, mas dai lugar à ira divina, porque está escrito: A mim pertence a vingança, eu, retribuirei, diz o Senhor (Dt. 32, 35). (ver nota)

20. Antes, se o teu inimigo tem fome, dá-lhe de comer, se tem sede, dá-lhe de beber; fazendo isto, amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça (Pv. 25, 21-22).

21. Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.





“Desapegue-se daquilo que não é de Deus e não leva a Deus”. São Padre Pio de Pietrelcina