01 – A Resposta Católica: “Por que os casais amasiados não podem comungar?”

Fonte: www.padrepauloricardo.org

Hoje, com a graça de Deus, iniciamos o podcast “Pergunte e Responderemos”, através do qual Pe. Paulo Ricardo, na medida do possível, responderá as perguntas e dúvidas dos nossos alunos e visitantes.

Neste primeiro episódio Pe. Paulo Ricardo nos esclarece a necessidade da instituição do casamento e nos faz mergulhar em sua dimensão divina.

“…Não existe possibilidade de verdadeiramente amar e ao mesmo tempo ter pessoas descartáveis. Todo amor é aliança.”




Comentários no Facebook:

comments

Anteriores

O homossexualismo na visão dos Padres, Santos e Doutores da Igreja

Próximo

02 – A Resposta Católica: “Qual a situação dos casais em segunda união? – Parte I”

  1. Luiza Silva da Costa

    Na minha percepção de cristã católica, o casamento é um sacramento, cuja preparação a Igreja faz com o maior cuidado, de vez que,se trata de uma Aliança em que Deus está presente representado pelo sacerdote.E como se trata de um sério compromisso exige que os pretendentes sejam católicos batizados e confirmados em sua fé, isto é, já possuam vivência e caminhada na Fé.Outro postulado significativo é que o objetivo precípuo do Ato é o comprometimento com a formação de uma família segundo a Moral Cristã calcada no Amor incondicional e, não apenas no desejo e atração física que, sendo também um dos fatores na escolha do cônjugue se vá além pelo bem dos filhos e do próprio casal resguardado das tentações que o cercam.Daí,se presume que para tal passo haja maturidade e firmeza de caráter.A Igreja prepara os casais concientizando-os sobre a responsabilidade desse passo assumido por vontade própria.Logo a ruptura envolverá muitos danos para todos os envolvidos, o que não quer dizer que não seja aprovada diante de fatos graves apresentados a um Tribunal Eclesiástico e submetidos à Diocese que os encaminhará.Como se vê há muita seriedade não se tratando apenas de "um acontecimento social comemorado entre amigos,às vêzes, mais de uma vez.

  2. Evanei Souza

    Gostei muito da resposta do padre sobre casais amasiados não poderem comungar, eu sou casada à 12 anos,mas fui amasiada durante dois anos com a mesma pessoa que hoje é meu esposo,ainda lembro que o sentimento é bem diferete sem compromisso ou aliança,como o padre falou descartável,após o sacramento do matrimônio a união se torna verdadeira e responsável passamos a sentir um amor de verdadeira comunhão. Tenho colegas que vivem amasiadas que dizem viver melhor do que as casadas,não brigam,não teem problemas e nem precisam pedir ou dar explicações,hoje com a resposta aprendi que precisamos das dificuldades para nos fortalecermos na comunhão com Deus e com o outro.

  3. um casal amasiado é um casal sem compromisso um com o outro! alem do mais se o sujeito (a) não quer casar nem no civil nem no religioso, os mesmos perdem os direitos conjugais e as bençãos de Deus! enfim é um ser desconfiado e acomodado! não se amam! vivem apenas de aparência! a igreja está realizando vez por outra casamento comunitário! por isso não existe desculpa! exceto para os que foram casados e se separaram! ai é um caso que a igreja precisa acompanhar e se possível solucionar o mais rápido possível!

Deixe uma resposta

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén