Miss Mundo 2013: Sou pró-vida e as relações sexuais são para o matrimônio

WASHINGTON DC, 17 Out. 13 / 11:05 am (ACI/EWTN Noticias).- A candidata das Filipinas, Megan Lynn Young, de 23 anos que foi coroada como Miss Mundo 2013 em 28 de setembro em Bali (Indonésia), deixou clara durante a sua participação no concurso a sua postura pró-vida e a favor do matrimônio.

Young nasceu nos Estados Unidos, mas aos 10 anos de idade foi morar nas Filipinas, que é um dos poucos países de maioria católica da região do Oriente onde se localiza.

Em uma entrevista com o canal ANC, Megan assegurou que “sou pró-vida, e se isso significa matar alguém que já está aí –disse, assinalando o seu corpo-, estou contra isso, é obvio”.

“Sou contra o aborto“, remarcou.

Megan também foi clara para assinalar que não concorda com as relações sexuais antes do casamento, pois “o sexo é para o matrimônio, é o que acredito”, e também revelou que “sou contra o divórcio”.

Para a jovem Miss Mundo, “se você casa com alguém, essa deve ser a pessoa com a qual estará para sempre, na doença e na saúde, nas coisas boas e ruins”.

A entrevistadora, surpreendida, perguntou-lhe como era possível para uma mulher “tão bela como você” negar-se às relações sexuais pré-matrimoniais, ao que Megan respondeu que simplesmente “diz não”.

“Se tentam pressionar, retira-te, porque essa pessoa não te valoriza, não valoriza tanto a relação”, indicou.

Para a Miss Mundo 2013, antes Miss Filipinas, “se o rapaz estiver disposto a sacrificar isso, significa muito”.




Comentários no Facebook:

comments