Papa Francisco: Deus nos dá a coragem para caminhar contra a corrente

Papa Francisco

VATICANO, 29 Abr. 13 / 04:30 pm (ACI/EWTN Noticias).- Neste Domingo, ao presidir a Missa na Praça de São Pedro, em que conferiu o Sacramento da Crisma a 44 fiéis de todo o mundo, o Papa Francisco assegurou que Deus “nos dá a coragem para caminhar contra a corrente”, o qual, assegurou “fortalece o coração”.

Ante as 70 mil pessoas congregadas na Praça de São Pedro, o Santo Padre assegurou que “Ele nos dá a coragem para caminhar contra corrente.?Sim, jovens; ouvistes bem: ir contra a corrente. Isto fortalece o coração, já que ir contra a corrente requer coragem e Ele nos dá esta coragem”.

O Papa assinalou que na segunda leitura de hoje, do livro do Apocalipse, “ouvimos a estupenda visão de São João: um novo céu e uma nova terra e, em seguida, a Cidade Santa que desce de junto de Deus”.

“Tudo é novo, transformado em bondade, em beleza, em verdade; não há mais lamento, nem luto… Tal é a ação do Espírito Santo: Ele traz-nos a novidade de Deus; vem a nós e faz novas todas as coisas, transforma-nos”.

“A visão de São João”, indicou o Papa, “lembra-nos que todos nós estamos a caminho para a Jerusalém celeste, a novidade definitiva para nós e para toda a realidade, o dia feliz em que poderemos ver o rosto do Senhor – aquele rosto maravilhoso, tão belo do Senhor Jesus –, poderemos estar para sempre com Ele, no seu amor”.

Francisco remarcou que “a novidade de Deus não é como as inovações do mundo, que são todas provisórias, passam e procuram-se outras sem cessar”.

“A novidade que Deus dá à nossa vida é definitiva; e não apenas no futuro quando estivermos com Ele, mas já hoje: Deus está a fazer novas todas as coisas, o Espírito Santo transforma-nos verdadeiramente e, através de nós, quer transformar também o mundo onde vivemos”.

Veja tambem  Pequim prepara nova ordenação episcopal ilícita

“Abramos a porta ao Espírito, façamo-nos guiar por Ele, deixemos que a ação contínua de Deus nos torne homens e mulheres novos, animados pelo amor de Deus, que o Espírito Santo nos dá”.

O Papa também assinalou que “o caminho da Igreja e também o nosso caminho pessoal de cristãos não são sempre fáceis, encontramos dificuldades, tribulações”.

“Seguir o Senhor, deixar que o seu Espírito transforme as nossas zonas sombrias, os nossos comportamentos em desacordo com Deus e lave os nossos pecados, é um caminho que encontra muitos obstáculos fora de nós, no mundo, e dentro de nós, no coração”.

Entretanto, assinalou, “as dificuldades, as tribulações fazem parte da estrada para chegar à glória de Deus, como sucedeu com Jesus que foi glorificado na Cruz; aquelas sempre as encontraremos na vida. Não desanimeis! Para vencer estas tribulações, temos a força do Espírito Santo”.

Ante isto, o Papa convidou os fiéis, tanto os que nesta manhã se crismaram como todos, a que “permanecei firmes no caminho da fé, com segura esperança no Senhor. Aqui está o segredo do nosso caminho”.

O Santo Padre assegurou que “não há dificuldades, tribulações, incompreensões que possam meter-nos medo, se permanecermos unidos a Deus como os ramos estão unidos à videira, se não perdermos a amizade com Ele, se lhe dermos cada vez mais espaço na nossa vida”.

“Isto é verdade mesmo, e sobretudo, quando nos sentimos pobres, fracos, pecadores, porque Deus proporciona força à nossa fraqueza, riqueza à nossa pobreza, conversão e perdão ao nosso pecado”.

O Papa assinalou que “o Senhor é tão misericordioso! Se vamos ter com Ele, sempre nos perdoa”.

“Tenhamos confiança na ação de Deus! Com Ele, podemos fazer coisas grandes; Ele nos fará sentir a alegria de sermos seus discípulos, suas testemunhas”.

Veja tambem  Diálogo e tolerância não implica deixar de afirmar a própria identidade cristã, diz o Papa

“Apostai pelos grandes ideais, pelas coisas grandes. Nós, cristãos, não fomos escolhidos pelo Senhor para coisinhas pequenas, ide sempre mais além, rumo às coisas grandes. Jovens, jogai a vida por grandes ideais!”, exortou.

O Papa pediu aos fiéis abrir “de par em par a porta da nossa vida à novidade de Deus que nos dá o Espírito Santo, para que nos transforme, nos torne fortes nas tribulações, reforce a nossa união com o Senhor, o nosso permanecer firmes n’Ele: aqui está a verdadeira alegria… Assim seja”.





Livros Recomendados

Como Preparar-se Bem para ComungarPassagem de CalabarA Santa Missa Na História e Na Mística

Apoia-se: Seja um apoiador da Bíblia Católica Online.

Comentários no Facebook:

comments

Anteriores

Envergonhar-se dos pecados com humildade para acolher o perdão de Deus, pede o Papa

Próximo

O maior perigo para a Igreja é que seja mundana, diz o Papa

  1. rodrigo

    nosso santo padre o papa francisco enfatiza muito bem o que é verdadeiramente seguir a cristo, pois se queres seguir a cristo teves ter a plena conciencia que voce ira remar contra a mare do mundo, viver com cristo e bom de mais

Deixe uma resposta

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén