O Significado da Missa

Nesta pregação, ao mesmo tempo profunda e didática, D. Fulton Sheen fala sobre os “três atos” que compõem a missa e a função de cada um deles na reencenação ritual da morte de Cristo, e nos ensina, ainda, como participar desse ritual de modo que o nosso encontro com Cristo na Eucaristia seja, de fato, verdadeiro.

Comentários no Facebook:

comments

Veja tambem  A Presença Real de Cristo na Eucaristia - Parte 1

Anteriores

O padre Georges Lemaître viu bem mais que a teoria do Big Bang

Próximo

ONU “matou” 200 mil brasileiras

  1. Edemilson Pereira

    como é bom ter ouvido essas explicações! Graças à Deus!!!

    • Edir

      Não! Não se trata de vinho,mas do Sangue do Senhor conforme dogma de fé, mas em tantas ocasiões é partilhado com todos os irmãos. Pelo elevado numero de fies em tantas Celebrações se distribui o Corpo do Senhor, mas com todo efeito determinado por Jesus Cristo em seu ensinamento (Mt 22,14-19)

    • Luis Gustavo, somente o Padre toma o Preciosíssimo Sangue de Cristo, por uma questão pastoral e para evitar que o Precioso Sangue de Cristo seja profanado. Na missa onde o numero de fiéis é demasiadamente grande, fica inviável administrar a Sagrada Eucarístia sob as duas espécie, sem correr o risco de que o Precioso Sangue caia no chão ao menos uma gota que seja. Devemos ter sempre em mente que em cada particula de pão e em cada gota de vinho, Jesus está inteiramente nela com Seu Corpo, Sangue, Alma e Divindade. Assim ao receber o Cristo somente sob a espécie do pão, estamos recebendo o Cristo inteiro, Corpo, Sangue, Alma e Divindade.

  2. Pedro Paulo

    adorei foi formidável excelente

Deixe uma resposta

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén