1. Tendo Jesus acabado de dar estas instruções aos seus doze discípulos, partiu dali para ir ensinar e pregar nas cidades deles.

2. E como João, estando no cárcere, tivesse ouvido falar das obras de Cristo, enviou dois de seus discípulos,

3. a perguntar-lhe: "És tu aquele que há-de vir, ou devemos esperar outro?" (ver nota)

4. Jesus respondeu-lhes: "Ide e contai a João o que ouvistes e vistes:

5. Os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são limpos, os surdos ouvem, os mortos ressuscitam, os pobres são evangelizados;

6. e bem-aventurado aquele que não encontrar em mim motivo de escândalo."

7. Tendo eles partido, começou Jesus a falar de João às turbas: "Que fostes vós ver ao deserto? Uma cana agitada pelo vento?

8. Mas que fostes ver? Um homem vestido de roupas delicadas? Mas os que vestem roupas delicadas vivem nos palácios dos reis.

9. Mas que fostes ver? Um profeta? Sim, vos digo eu, e ainda mais do que profeta.

10. Porque este é aquele de quem está escrito: Eis que eu envio o meu mensageiro adiante de ti, o qual te preparará o caminho diante de ti.

11. Na verdade vos digo que entre os nascidos das mulheres não veio ao mundo outro maior que João Baptista. Entretanto, o menor no reino dos céus é maior do que ele.

12. Desde os dias de João Baptista até agora, o reino dos céus adquire-se à força, e são os violentos que o arrebatam.

13. Todos os profetas e a lei profetizaram até João.

14. E, se vós quereis compreender, ele mesmo é o Elias que há-de vir.

15. O que tem ouvidos para ouvir, ouça. (ver nota)

16. A quem hei-de eu comparar esta geração? É semelhante aos rapazes que estão sentados na praça, e que gritam aos seus companheiros,

17. dizendo: Tocámos flauta, e não bailastes; entoámos endechas e não chorastes.

18. Veio João, que não comia nem bebia, e dizem : Ele tem demônio.

19. Veio o Filho do homem, que come e bebe, e dizem: Eis um glutão e um bebedor de vinho, um amigo dos publicanos e dos pecadores. Mas a sabedoria (divina) foi justificada por suas obras."

20. Então começou a exprobar às cidades em que tinham sido operados muitos dos seus milagres, o não terem feito penitência.

21. "Ai de ti, Corozain! Ai de ti, Betsaida! porque, se em Tiro e em Sidónia tivessem sido feitos os milagres que se realizaram em vós, há muito tempo que teriam feito penitência em cilísio e em cinza,

22. Por isso vos digo que haverá menor rigor para Tiro e Sidónia no dia do juízo, que para vós.

23. E tu, Cafarnaum, elevar-te-ás porventura até ao céu? Não, hás-de ser abatida até ao inferno (Is. 14,13-15). Se em Sodoma tivessem sido feitos os milagres que se fizeram em ti, ainda hoje existiria.

24. Por isso vos digo que no dia do juízo haverá menos rigor para a terra de Sodoma que para ti."

25. Então Jesus, falando novamente, disse: "Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e aos prudentes, e as revelaste aos pequeninos.

26. Assim é, ó Pai, porque assim foi do teu agrado.

27. Todas as coisas me foram entregues por meu Pai; e ninguém conhece o Filho senão o Pai; nem alguém conhece o Pai senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar.

28. Vinde a mim todos os que estais fatigados e carregados, e eu vos aliviarei.

29. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e achareis descanso para as vossas almas.

30. Porque o meu jugo é suave, e o meu peso leve."





A firmeza de todo o edifício depende da fundação e do teto! São Padre Pio de Pietrelcina