Diante do sacrário, comecei a rezar o Pai-Nosso e senti Jesus me dizendo: “Espere: vamos fazer isso juntos”

Jesus é tão real para mim quanto você que lê estas linhas. É uma presença que não se pode explicar com palavras. Você precisa vivenciar. Ele é maravilhoso, único!

Uma vez o visitei em um sacrário próximo da minha casa e algo especial aconteceu. Você não imagina o entusiasmo que sinto ao visitá-lo. Ele é meu melhor amigo desde que eu era criança. Nunca tive outro amigo como Ele.

Fui vê-lo para acompanhá-lo por um tempo. Tinha muita coisa para contar-lhe. É interessante: ainda que eu tenha certeza de que Ele sabe o que lhe contarei, que conhece meus passos e minha vida, mesmo assim fico feliz em contar-lhe tudo, compartilhar minha vida com Ele.

Gosto de me sentar na frente do sacrário e dizer-lhe: “Jesus, eu te amo, você é tudo para mim”. Gosto de pensar como um amigo certa vez me disse: “No meu coração há um selo, e esse selo diz: ‘Jesus’”.

Naquela vez, eu olhei para Ele e lhe disse: “Por que você não sai desse sacrário e se senta aqui comigo?”. Não havia passado nem um segundo e eu já pude sentir sua presença, ao meu lado. Uma alegria inexplicável inundou minha alma. Naquela capela fechada, uma leve brisa me envolveu. Era como se Jesus me abraçasse.

Fechei os olhos para vê-lo com os olhos da alma e Ele estava ali, sentado ao meu lado, com sua túnica branca, brilhante como o mais puro sol, com um brilho espetacular, belíssimo. Ele me abraçou com força e sorriu. Lembro que eu lhe disse: “Obrigado, Jesus, por ser meu amigo”. E senti que Ele respondia: “Obrigado, Claudio, por ser meu amigo”.

Veja tambem  Leigos são "insubstituíveis" para evangelização, recorda representante vaticano

Ele é o maior acontecimento da minha vida. Adoro que seja meu amigo. É um grande amigo. Ele deu tudo por mim. E por você. Ele se emociona quando você se confessa, quando pensa nele, quando diz que o ama. Sorri com entusiasmo quando você o visita no sacrário.

Eu o imagino como uma criança que espera os convidados da sua festa de aniversário. Passam as horas, ninguém chega, ele se inquieta e se entristece: “Será que virão me ver?”, pergunta-se, olhando pela janela.

E, de repente, a prota se abre… e é você. Ele pula de felicidade. Começa a chamá-lo pelo seu nome, com o coração batendo forte no peito. “Você veio me ver, obrigado! Eu estava tão sozinho aqui, esperando sua visita.”

Faz uma semana que me confessei. O bom padre me deu como penitência rezar um Pai-Nosso. Eu quis acompanhar Jesus e rezar na frente do sacrário. E o que aconteceu foi incrível.

Senti que Jesus se sentava ao meu lado, muito contente, emocionado, e me abraçava, feliz. “Parabéns! Você dá trabalho, Claudio, mas finalmente conseguiu!”. E nós dois sorrimos.

Comecei a rezar o Pai-Nosso e senti que Ele me dizia: “Espere, vamos fazer isso juntos”. E jutos começamos a rezar: “Pai nosso, que estais no céu…”.

Foi um momento especial, eu não esperava por isso. Éramos Jesus e eu, dois grandes amigos, juntos naquela capela, rezando uma oraçãomilenária, a que Ele nos ensinou. Só pude dizer, ao terminar: “Como você é bom, Jesus!”.

Será tudo imaginação minha? Não sei, mas foi maravilhoso. E fico contando os minutos até voltar a vê-lo e estar com Ele naquele oratório, nesse pedacinho de céu onde sou feliz.

Veja tambem  Futuro sacerdote deve ter maturidade psicológica e equilíbrio afetivo

Hoje aconteceu de novo. Senti, de repente, a necessidade de fazer uma parada e rezar. Isso já aconteceu com você? Está distraído e subitamente sente como se algo o levasse à oração.

Você não entende, mas o que você sente é mais forte. É uma voz interior que o chama pelo seu nome e lhe diz: “Venha, é hora de rezar. Há tanta necessidade de oração no mundo!”.

Eu estava pronto para tomar café da manhã. Deixei tudo para fazer algo mais importante. E sentei para rezar. “Meu Deus, como você é bom!”.

Nesse momento, senti seu abraço terno e belo. E fui invadido por uma alegria, uma paz sobrenatural, que ultrapassa meu entendimento.

Quem pode compreender estes mistérios? Eu sabia que era Ele, que estava comigo.

Ele gosta de os surpreender, de nos encher de graças. Ele está presente quando rezamos, quando enfrentamos os problemas, quando nos confessamos, quando caminhamos pelo mundo, quando nos aproximamos dos outros e rezamos juntos. Porque quando dois ou mais se reúnem em nome dele, Ele se faz presente.

Eu acho que Ele também está presente quando você reza, aparentemente sozinho, porque na verdade você não está sozinho. Seu anjo da guarda reza com você, ao seu lado, alegre e feliz por você ter acolhido o chamado de Deus.

Além disso, se você comungou, você carrega Jesus com você aonde quer que você vá. Você é um sacrário vivo. Ilumina o mundo comJesus dentro do seu coração.

Que grande mistério: ser portadores de Deus! Templos do Espírito Santo.

Hoje eu pensei: se eu pudesse escolher um lugar neste momento, um lugar para estar, qual escolheria? Escolheria estar com você, Jesus. Tantas pessoas buscam paz e, aqui, com você, a paz nos inunda.

Veja tambem  Perseguição religiosa une Papa ao Patriarca de Cilícia dos Armênios

Como sou feliz na presença de Deus! Gosto de recordar que sou seu filho amado, assim como você, que é meu irmão.

Fonte: Aleteia




Comentários no Facebook:

comments