Em resposta a discurso pró-vida, manifestantes abortistas gritam “Hail Satan”

Defensores do aborto gritam “Hail Satan” no Capitólio em Austin, Texas

A recente batalha entre pró-vidas e abortistas no estado do Texas, Estados Unidos, em torno de uma lei que pretende restringir o aborto até a 20ª semana de gestação está servindo para desmascarar o movimento dos que se autoproclamam pró-escolha. Na última semana, enquanto uma jovem contrária ao aborto discursava em frente ao Capitólio do Texas, em Austin, um pequeno número de militantes pelo aborto começou a gritar “Hail Satan” (Ave Satanás) em resposta às palavras da moça. As imagens foram capturadas pela câmera de um dos manisfestantes e divulgadas pelo The Blaze.

O Texas vive um dilema quanto à questão do aborto, desde que foi colocada em pauta uma proposta que impede o procedimento depois de cinco meses de gravidez. A medida ainda exige a atualização das instalações das clínicas que oferecem o serviço para se tornarem centros cirúrgicos. Se aprovada, a lei forçará o fechamento de 37 clínicas no estado, segundo os opositores. Na semana passada, a senadora democrata e favorável ao aborto Wendy Davis conseguiu impedir a votação do projeto, após discursar durante 13 horas seguidas. A política chamou a atenção nas redes sociais, sobretudo após o apoio do presidente americano Barack Obama, que publicou no seu twitter: “algo especial está acontecendo em Austin hoje à noite”, usando a hashtag #StandWithWendy (Fique com Wendy).

A causa abortista vem perdendo terreno nos Estados Unidos após a aprovação da famigerada lei Roe vs Wade, que completou 40 anos no último mês de janeiro, quando mais de 600 mil pessoas – na maioria, jovens – marcharam na capital americana pedindo a sua revogação. Foi a maior marcha contra o aborto da história dos Estados Unidos. A Revista Time, na sua edição de 04/01, chegou a publicar uma enorme reportagem admitindo que “em muitas partes do país, atualmente, recorrer a um aborto é mais difícil que em muitos lugares desde a década de 1970”. 12 estados já aprovaram leis mais restritivas ao aborto, incluindo Nebraska, Kansas, Louisiana, Oklahoma, Indiana e Alabama. O mais recente caso foi o de Dakota do Norte que restringiu o aborto para seis semanas de gestação, quando já é possível ouvir os batimentos cardíacos do bebê.

Veja tambem  Bebê com síndrome de Down se salva do aborto graças a usuários do Facebook

O grito “Hail Satan” dos pró-aborto é sintomático e revela o caráter perverso do movimento. Embora não seja correto generalizar, pois muitas pessoas aprovam o aborto sem nem mesmo saber o que ele representa, não é mera coincidência que abortistas caiam nas garras do satanismo. Ou não é o diabo homicida desde o princípio, como afirmam as Sagradas Escrituras (Cf. Jo 8, 44)? Se são eles os filhos do pai da mentira, nada mais natural que em suas artimanhas se encontre a falsidade, a intriga e a trapaça, como veio à tona na farsa Roe vs Wade, um dos maiores golpes já realizados na Suprema Corte dos Estados Unidos. Felizmente, o povo americano está acordado, trazendo à luz aquilo que foi planejado nas trevas. A cultura da morte há de cair para maior glória de Deus e para defesa do direito mais elementar do todo ser humano: a vida!

Fonte: Padre Paulo Ricardo




Comentários no Facebook:

comments