Cardeal André Vingt-Trois.
Cardeal André Vingt-Trois. Foto: Marie-LanNguyen (DC BY 2.5)

PARIS, 13 Jan. 14 / 03:31 pm (ACI/EWTN Noticias).- O Arcebispo de Paris (França), Cardeal André Vingt-Trois, criticou os chamados “defensores da laicidade” que não condenaram o ataque do grupo feminista Femen contra aigreja de La Madeleine no último 20 de dezembro, pois “aquele era o momento de mostrar que a laicidade protege as crenças e as religiões”.

“Onde estão os defensores da laicidade?”, perguntou o Cardeal durante uma entrevista com Radio Notre Dame, mencionando que os “grandes defensores da laicidade” não fizeram declarações públicas depois da profanação de umaigreja católica.

“Era o momento de mostrar que a laicidade protege as crenças e as religiões! Há vozes importantes que permaneceram mudas!”, sentenciou o Cardeal.

Como se recorda, naquela ocasião uma mulher com o peito descoberto simulou um aborto no coro da famosa igreja parisina. Manuel Valls, ministro do Interior, não pronunciou nenhuma declaração,
apesar de que o ataque “tenha ocorrido a poucos metros do Ministério do Interior e não souberam que estava passando em La Madeleine”.

O Cardeal disse que apresentou um processo judicial. Após esta entrevista, a igreja de Saint Odile, no XVII distrito de Paris, também sofreu uma profanação similar, sobre a qual tampouco houve pronunciamentos contundentes de grupos que defendem a laicidade do estado propondo um estado anti-religioso.




Comentários no Facebook:

comments