1. Ao mestre de canto. Dos filhos de Coré. Cântico para voz de soprano.*

2. Deus é nosso refúgio e nossa força; mostrou-se nosso amparo nas tribulações.

3. Por isso, a terra pode tremer, nada tememos: as próprias montanhas podem se afundar nos mares.

4. Ainda que as águas tumultuem e com sua fúria venham abalar os montes, está conosco o Senhor dos exércitos, nosso protetor é o Deus de Jacó.

5. Os braços de um rio alegram a cidade de Deus, o santuário do Altíssimo.*

6. Deus está no seu centro, ela é inabalável; desde o amanhecer, já Deus lhe vem em socorro.

7. Agitaram-se as nações, vacilaram os reinos; apenas ressoou sua voz, tremeu a terra.

8. Está conosco o Senhor dos exércitos, nosso protetor é o Deus de Jacó.

9. Vinde admirar as obras do Senhor, os prodígios que ele fez sobre a terra.

10. Reprimiu as guerras em toda a extensão da terra; partiu os arcos, quebrou as lanças, queimou os escudos.

11. “Parai – disse ele – e reconhecei que sou Deus; que domino sobre as nações e sobre toda a terra.”

12. Está conosco o Senhor dos exércitos, nosso protetor é o Deus de Jacó.

Bíblia Ave Maria - Reservados todos los derechos.

45,1. Canto de triunfo pela libertação de Jerusalém, sem dúvida quando do ataque de Senaquerib. Deus está conosco, Deus está em sua cidade santa; não há motivo para temer, porque ele dará um êxito feliz à guerra.

45,5. Um rio: nenhum curso de água banha a cidade de Jerusalém; deve-se entender no sentido figurado, como rio de bênçãos divinas sobre a cidade santa.




“Os corações fortes e generosos não se lamentam, a não ser por grandes motivos e,ainda assim,não permitem que tais motivos penetrem fundo no seu íntimo.(P.e Pio) São Padre Pio de Pietrelcina