1. Ao mestre de canto. Com a Gitiena. Salmo dos filhos de Coré.*

2. Como são amáveis as vossas moradas, Senhor dos exércitos!

3. Minha alma desfalecida se consome suspirando pelos átrios do Senhor. Meu coração e minha carne exultam pelo Deus vivo.

4. Até o pássaro encontra um abrigo, e a andorinha faz um ninho para pôr seus filhos. Ah, vossos altares, Senhor dos exércitos, meu rei e meu Deus!

5. Felizes os que habitam em vossa casa, Senhor: aí eles vos louvam para sempre.

6. Feliz o homem cujo socorro está em vós, e só pensa em vossa santa peregrinação.

7. Quando atravessam o vale árido, eles o transformam em fontes, e a chuva do outono vem cobri-los de bênçãos.

8. Seu vigor aumenta à medida que avançam, porque logo verão o Deus dos deuses em Sião.

9. Senhor dos exércitos, escutai minha oração, prestai-me ouvidos, ó Deus de Jacó.

10. Ó Deus, nosso escudo, olhai; vede a face daquele que vos é consagrado.*

11. Verdadeiramente, um dia em vossos átrios vale mais que milhares fora deles. Prefiro deter-me no limiar da casa de meu Deus a morar nas tendas dos pecadores.

12. Porque o Senhor Deus é nosso sol e nosso escudo, o Senhor dá a graça e a glória. Ele não recusa os seus bens àqueles que caminham na inocência.

13. Ó Senhor dos exércitos, feliz o homem que em vós confia.

Bíblia Ave Maria - Reservados todos los derechos.

83,1. Os israelitas subiam a Jerusalém nas três solenidades: da Páscoa, de Pentecostes e dos Tabernáculos. Este salmo, composto para essa peregrinação, descreve a felicidade daqueles que habitam sempre no templo, a felicidade dos peregrinos consolados pela providência ao longo do caminho e, enfim, a oração diante de Deus, com os votos pelo rei.

83,10. Daquele que vos é consagrado: o rei Davi, figura do Messias.




“Não nos preocupemos quando Deus põe à prova a nossa fidelidade. Confiemo-nos à Sua vontade; é o que podemos fazer. Deus nos libertará, consolará e enorajará.” São Padre Pio de Pietrelcina