No interior do sepulcro “familiar” dos missionários católicos de Madagascar, encontrava-se uma placa mural indicando a presença da ossada da beata Vitória Rasoamanarivo. Só foi possível reconhecê-la, entre seus pais, protestantes, enterrados no mesmo jazigo, por meio do terço que estava entre as suas mãos, o que permitiu fosse trasladada para Ambohipo (bairro de Antananarivo).… Leia mais