Tag: Central

Famoso exorcista Pe. Fortea: Sacerdotes devem vestir-se como tal

Pe. José Antonio Fortea REDAÇÃO CENTRAL, 12 Jun. 12 / 02:30 pm (ACI/EWTN Noticias)

O famoso sacerdote exorcista espanhol José Antonio Fortea remarcou a importância de que os sacerdotes vistam a batina, como um sinal de consagração a Deus e de serviço aos fiéis.

Numa entrevista concedida ao grupo ACI, durante sua visita ao Peru, onde participou da solenidade de Corpus Christi na cidade de Trujillo, na costa norte do país, o Pe. Fortea indicou que “os clérigos devem vestir-se da mesma forma que os sacerdotes mais exemplares se vestem nessas terras, porque ir identificado é um serviço”.

Depois de destacar que é obrigação da Conferência Episcopal de cada país determinar qual é o melhor sinal sacerdotal, o Pe. Fortea indicou que “a minha recomendação a respeito deste tema é que o sacerdote se identifique como tal”.

Em efeito, o Código de Direito Canônico, no artigo 284 indica que “os clérigos têm que vestir um traje eclesiástico digno, segundo as normas dadas pela Conferência Episcopal e segundo os costumes legítimos do lugar”.

Por outra parte, a Congregação para o Clero, no seu “Diretório para o ministério e a vida dos presbíteros”, expressou “que o clérigo não use o traje eclesiástico pode manifestar um escasso sentido da própria identidade de pastor, inteiramente dedicado ao serviço da Igreja“.

“Numa sociedade secularizada e tendencialmente materialista, onde tendem a desaparecer inclusive os sinais externos das realidades sagradas e sobrenaturais, sente-se particularmente a necessidade de que o presbítero, homem de Deus, dispensador de Seus mistérios, seja reconhecível aos olhos da comunidade, também pela roupa que leva, como sinal inequívoco da sua dedicação e da identidade de quem desempenha um ministério público”, assinala o documento vaticano.

O Pe. Fortea destacou que “não vamos identificados porque gostamos. Pode ser que gostemos ou não. Vamos (identificados) porque é um serviço para os fiéis, é um sinal de consagração, ajuda a nós mesmos”.

O presbítero reconheceu a dificuldade de que a um sacerdote a quem desde o seminário não lhe ensinou sobre o valor do hábito de usar a batina, mude depois, entretanto precisou que nos últimos isto anos “foi mudando para melhor”.

“É fácil mantê-lo (o hábito), é difícil começá-lo. Mas o sacerdote deve ir identificado”, assinalou.

Ao ser consultado se o costume de não usar a batina guarda alguma relação com a Teologia Marxista da Libertação, o Pe. Fortea assinalou que “agora as coisas já mudaram”.

“Foi nos anos 70, 80, onde todos estes sacerdotes se viam a si mesmos mais como pessoas que ajudavam à justiça social. Ali não tinha sentido o hábito sacerdotal, o hábito sacerdotal tem sentido como sinal de consagração”.

Para o famoso exorcista, “agora já passou isso, mas ficou o costume de não vestir-se como tal e claro, é difícil, eu entendo que é difícil. Mas estas coisas estão mudando pouco a pouco”.





Bento XVI recebeu Anuário Pontifício 2012: número de católicos e vocações continuam aumentando

Vaticano, 12 Mar. 12 / 02:53 pm (ACI/EWTN Noticias)

Papa Bento XVI recebeu este fim de semana o Anuário Pontifício 2012, que é um registro compilado que recolhe dados e cifras da situação da Igreja em todo mundo até o ano passado registrando um aumento de número de católicos e de vocações ao sacerdócio.

A apresentação do texto foi realizada pelo Secretário de estado do Vaticano, Cardeal Tarcisio Bertone, acompanhado de Dom Angelo Becciu também da Secretaria de Estado e o diretor do Escritório Central de Estatística da Igreja, Dom Vittorio Formenti, junto a outros colaboradores.

Entre os dados consignados no anuário figura que durante 2011, o Papa erigiu oito Sedes Episcopais, um Ordinariato Pessoal e um Ordinariato Militar.

O documento também registra um aumento de 15 milhões de católicos no mundo, com relação a 2009. A proporção populacional de católicos no mundo se manteve em 17.5%.

O Anuário Pontifício também registra um incremento de 1 643 vocações sacerdotais. Para o Vaticano, esta é uma tendência crescente que se apresenta desde 2000.





Central de Obras do Cristianismo Primitivo

Navegando pela Internet, verificamos, dispersas em várias línguas, a existência de inúmeras obras e textos escritos entre os séculos I e IX depois de Cristo. Todos eles, evidentemente, são de essencial importância para a compreensão da fé cristã, bem como da sociedade daquele tempo. Contudo, além de ser extremamente difícil encontrar em nossa língua tais obras, inexiste também um repositório central, na Internet, dedicado exclusivamente a essa matéria.

O COCP quer então atingir três objetivos:

  1. Centralizar obras e textos eclesiásticos oriundos dos primeiros nove séculos da Era Cristã.
  2. Disponibilizar gratuitamente na Internet, em língua portuguesa, todos esses textos e obras.
  3. Permitir que todos os visitantes do Site conheçam a fé e a prática da Igreja Primitiva, bem como as circunstâncias da vida social daqueles dias.

Considerando que não se acham disponíveis todos esses textos em língua portuguesa, visando a centralização e o incentivo à sua leitura e, quiçá, tradução pelos próprios leitores, TODOS os textos e obras encontrados na Internet serão publicados, na seguinte ordem de preferência:

  1. Português;
  2. Espanhol;
  3. Inglês;
  4. Italiano / Francês / Alemão;
  5. Latim / Grego;
  6. Outras línguas.

Conforme os textos em outras línguas forem sendo traduzidos para o português e remetidos ao COCP ou localizados na Internet, serão disponibilizaremos em substituição aos seus respectivos correspondentes em língua estrangeira. Se você concorda com os objetivos do COCP, tem conhecimento de pelo menos uma dessas línguas e conta com alguma disponibilidade de tempo, que tal colaborar com este grande projeto? Que se unam para trazer à luz todo esse conhecimento ligado à Era de Ouro do Cristianismo!!!

Clque aqui e acesse já!





Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén