A Missa Tridentina

Jesus é Deus

“Eu, eu sou o Senhor (Javé), e fora de mim não há salvador”. O Senhor é o único Salvador. (Isaías 43,11)

“E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos”. (Atos 4,12) [Jesus é o único Salvador.]

“Ela dará á luz um filho e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles”. (Mateus 1,21) [Jesus é o Salvador dos pecados.]

“… na justiça do nosso Deus e Salvador Jesus Cristo”. (2 Pedro 1,1)

“Também sabemos que o Filho de Deus é vindo, e nos tem dado entendimento para reconhecermos o verdadeiro; e estamos no verdadeiro, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna”. (1 João 5,20) [Aqui Jesus Cristo é chamado de verdadeiro Deus e vida eterna.]

“Mas, do Filho, diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos; Cetro de eqüidade é o cetro do teu reino.” (Hebreus 1,8) [Deus apresenta o filho como Deus, para estar no trono]

Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. (Isaías 9,6)

“NO princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.” (João 1.1)

“E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança” (Gênesis 1,26)

“Eu e o Pai somos um.” (João 10,30)

“O Pai está em mim e eu nele.” (João 10,38)

“E quem me vê a mim, vê aquele que me enviou.” (João 12,45)

“Se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai; e já desde agora o conheceis, e o tendes visto.” (João 14,7)

“Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso vos disse que há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar.” (João 16,15)

“Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém.” (Romanos 9,5)

“Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade” (Colossenses 2,9)

Senhor dos Senhores

Pois o SENHOR vosso Deus é o Deus dos deuses, e o Senhor dos senhores, o Deus grande, poderoso e terrível, que não faz acepção de pessoas, nem aceita recompensas. (Deuteronômio 10,17)

Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor. (Lucas 2,10-11 ) [Um anjo anunciou o nascimento de Jesus Cristo como o Senhor]

“Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque eu o sou.” (João 13,13) [Os discípulos reconheciam a Jesus como o Senhor]

E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o SENHOR (Filipenses 2,11) [Toda língua confessará que Jesus Cristo é o Senhor]

E no manto e na sua coxa tem escrito este nome: Rei dos reis, e Senhor dos senhores. (Apocalipse 19,16) [Em Apocalipse Jesus é reconhecido como Senhor dos Senhores]

Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um. (1 João 5,7) [A trindade bíblica – Pai, (Palavra que é Jesus ) e Espírito Santo são um]

Que guardes este mandamento sem mácula e repreensão, até à aparição de nosso Senhor Jesus Cristo; A qual a seu tempo mostrará o bem-aventurado, e único poderoso SENHOR, Rei dos reis e Senhor dos senhores (1 Timoteo 6,14-15)

Louvai ao Senhor dos senhores; porque a sua benignidade dura para sempre. (Salmos 136,3)

E no manto e na sua coxa tem escrito este nome: Rei dos reis, e Senhor dos senhores. (Apocalipse 19,16)

Os demônios testificam que Jesus é Deus

E eis que clamaram, dizendo: Que temos nós contigo, Jesus, Filho de Deus? Vieste aqui atormentar-nos antes do tempo? (Mateus 8,29)

E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde está a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão [atormentados] para todo o sempre. (Apocalipse 20,10)

Dizendo: Ah! que temos contigo, Jesus Nazareno? Vieste destruir-nos? Bem sei quem és: o Santo de Deus. (Marcos 1,24)

Cristo Adorado

Entrando na casa, acharam o menino com Maria, sua mãe. Prostrando-se diante dele, o adoraram. Depois, abrindo seus tesouros, ofereceram-lhe como presentes: ouro, incenso e mirra. (São Mateus 2,11)

“Então Jesus lhe ordenou: Retira-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele darás culto”. (Mateus 4,10) (citação de Deuteronômio 6:13, 14): [Somente Deus deve ser adorado]

E, indo elas a dar as novas aos seus discípulos, eis que Jesus lhes sai ao encontro, dizendo: Eu vos saúdo. E elas, chegando, abraçaram os seus pés, e o adoraram. (Mateus 28,9)

E, adorando-o eles, tornaram com grande júbilo para Jerusalém. (Lucas 24,52)

E outra vez, quando introduz no mundo o primogênito, diz: E todos os anjos de Deus o adorem. (Hebreus 1,6)

E, havendo tomado o livro, os quatro animais e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo todos eles harpas e salvas de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos. (Apocalipse 5,8)

Orações eficazes de 5 segundos

Foi dizendo frases curtas que muitas pessoas foram curadas por Jesus no Evangelho

Eu gosto muito de jaculatórias. São orações breves, que podem ser ditas várias vezes ao dia. Foi dizendo frases curtas que muitas pessoas foram curadas por Jesus, no Evangelho. Citarei algumas de minha devoção. Caso você queira, escolha uma também.

1. Jesus, eu confio em vós. (Jesus à Santa Faustina).

2. Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós. (N. Sra da Medalha Milagrosa – 1830).

3. Senhor, lembra-te de mim quando estiveres no teu reino. (São Dimas, Jo 19).

4. Deus provê, Deus proverá. A sua misericórdia não faltará. (Adaptação das palavras de Abraão a Isaac).

5. Oh meu Jesus, perdoai-nos. Livrai-nos do fogo do Inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente as que mais precisarem. (N. Sra em Fátima)

6. Jesus, Maria, José. Minha família vossa é.

7. Meu Jesus, muito obrigado. Mãezinha do Céu, muito obrigado. (Maria Milza).

8. Meu Jesus Sacramentado, dono do meu coração. Perdoai os meus pecados, bem sabeis quais eles são. Neste mundo dai-me a paz e no outro a salvação.

9. Oh Virgem Santíssima, vós não permitais, que eu viva e nem morra em pecado mortal. Em pecado mortal não hei de morrer porque a Virgem Santíssima há de me valer.

10. Jesus é meu, eu sou de Jesus. Jesus vai comigo e eu vou com Jesus.

11. Senhor, fazei que minha língua se solte como flechas para que eu anuncie as tuas grandes maravilhas. (S. Antônio de Pádua. Rezo antes de iniciar uma pregação).

12. Permita que eu vos louve, ó Virgem Santíssima, e dai-me força contra vossos inimigos. (B. Duns Scottus).

13. São Miguel, defendei-nos no combate!

14. Graças e louvores sejam dados a cada momento, ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento.

15. Meu Bom Jesus, piedade, piedade, piedade! (3x). (N. Sra de Anguera).

16. Que as almas dos legionários e de todos os fiéis defuntos, pela misericórdia de Deus, descansem em paz. Amém. (Catena Legionis).

17. Vinde Espírito Santo, vinde por meio da poderosa intercessão do Imaculado Coração de Maria, vossa amadíssima esposa. (MSM – Padre Stefanno Gobbi).

18. Coração de Jesus que tanto nos amais, fazei que eu vos ame cada vez mais.

19. Creio, Senhor. Mas aumentai a minha fé!

20. Jesus, Maria, eu vos amo. Salvai almas!

(Seminarista Gabriel Vila Verde, via Facebook)

Fonte: Aleteia

Polônia: Os Invencíveis

A história da luta pela liberdade do povo polonês contra as ocupações dos regimes nazista e soviético. O filme de animação gráfica foi produzido pelo Instituto da Memória Nacional da Polônia. Legendado pelo canal: http://stbnobrasil.com

O Pequeno São Francisco

Visite nosso site https://artepiedosa.com.
É com muita alegria que apresentamos o episódio piloto do primeiro projeto de série da Arte Piedosa: O Pequeno São Francisco.

Queremos contar com a sua ajuda. Acreditamos que as vidas dos santos são um oásis em meio ao deserto deste mundo que quer nos prender em meio a tantas ilusões e falsas belezas.

Neste primeiro projeto escolhemos fazer uma série de desenhos animados baseada na vida de São Francisco de Assis, e em cada episódio vamos focar em um ensinamento. Contaremos de maneira bem divertida, que encante crianças e adultos.

Precisamos de sua contribuição porque fazer animação é trabalhoso, demanda muito tempo e não podemos contar com dinheiro público para esse tipo de material. Nossa meta inicial é de 4 episódios de cerca de 5 minutos, o total da arrecadação é de R$ 150.000, R$ 37.500 para cada episódio. A cada soma alcançada, produziremos um episódio. São muitos meses de trabalho. Quanto mais pessoas ajudarem, mais facilmente conseguiremos alcançar o sonho de fazer Nosso Senhor Jesus Cristo ser conhecido e amado através dos desenhos animados dos santos da Igreja.

A equipe de animação tem vasta experiência em desenhos animados, trabalhou em filmes e séries de TV conhecidas, como Show da Luna, SOS Fada Manu, Peixonauta, Escola pra Cachorro, Asterix e os Vikings, O Menino e o Mundo, entre outros. Por isso, seria uma honra e uma grande alegria colocar nossos dons a serviço daquele que tanto nos deu.

Nossa profunda gratidão àqueles que nos ajudarem com qualquer valor e, principalmente, com suas orações, pois este trabalho, mais do que entretenimento, busca ser um estandarte de luta contra a maldade e a falsa arte. Lutamos contra os espíritos malignos espalhado pelos ares.

Faremos um esquema de recompensas para aqueles que nos ajudarem: pôster (digital), wallpapers, agradecimento nas redes sociais, nome nos créditos, download de episódios*, esboços assinados (digital), artbook (digital), livro de colorir (download), trilha sonora (download) e livro do Pequeno São Francisco.

Para mais informações sobre novos episódios e nossa campanha de crowdfunding, acesse o site https://artepiedosa.com.

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

A “devastação da liturgia” em 10 declarações do Cardeal Ratzinger

O então futuro Bento XVI fez corajosas e firmes observações sobre a “criatividade litúrgica empobrecedora” que corrompeu as celebrações em muitas dioceses

1 – Sobre a devastação litúrgica:

“A reforma litúrgica, na sua realização concreta, distanciou-se a si mesma ainda mais da sua origem. O resultado tem sido não uma reanimação, mas uma devastação. Em vez da liturgia, fruto dum desenvolvimento contínuo, puseram uma liturgia fabricada. Esvaziaram um processo vital de crescimento para o substituir por uma fabricação. Não quiseram continuar o desenvolvimento, a maturação orgânica de algo vivo através dos séculos, e substituíram-na, à maneira da produção técnica, por uma fabricação, um produto banal do momento”.

(Revue Theologisches, Vol. 20, Fev. 1990, pgs. 103-104)

2 – Sobre a degeneração da liturgia em mero espetáculo

“Temos uma liturgia que degenerou a ponto de se tornar um espetáculo, que, com sucesso momentâneo para o grupo de fabricantes litúrgicos, se esforça para tornar a religião interessante na sequência das frivolidades da moda e das máximas sedutoras da moral. Consequentemente, a tendência é a cada vez maior diminuição do mercado daqueles que não procuram a liturgia para um espetáculo espiritual, mas para um encontro com o Deus vivo diante do Qual todo o ‘fazer’ se torna insignificante, visto que apenas este encontro é capaz de nos garantir acesso à verdadeira riqueza do ser”.

(Prefácio do então Cardeal Ratzinger à tradução francesa de “Reform of the Roman Liturgy”, de Mons. Klaus Gamber, 1992).

3 – Sobre a desintegração da liturgia

“Estou convencido de que a crise que a Igreja está hoje experimentando se deve, em grande parte, à desintegração da liturgia”.

(Autobiografia)

4 e 5 – Sobre o rito da missa em latim:

“Para promover uma verdadeira consciência em matérias litúrgicas, é também muito importante que a proibição contra a forma da liturgia em uso válido até 1970 (a antiga Missa em Latim) seja levantada. Qualquer pessoa que hoje em dia defenda a existência contínua desta liturgia ou que participe nela é tratada como um leproso; toda a tolerância acaba aqui. Nunca houve nada como isto na história; ao fazer isso, estamos desprezando e proibindo o passado inteiro da Igreja. Como confiar nela no presente se as coisas são assim?”

(Introdução ao Espírito da Liturgia, 2000)

“Sou da opinião, para ser sincero, de que o rito antigo deveria ser concedido muito mais generosamente a todos aqueles que o desejam. É impossível ver o que poderia haver de perigoso ou inaceitável nisso. Uma comunidade coloca em questão o próprio ser quando subitamente declara como estritamente proibido aquilo que era a sua mais santa e elevada posse e quando declara absolutamente indecentes os almejos por ela”.

(Sal da Terra, 1997)

6, 7 e 8 – Sobre a “criatividade litúrgica” empobrecedora

“Também vale a pena observar aqui que a ‘criatividade’ envolvida nas liturgias fabricadas tem um alcance muito restrito. É pobre em comparação com a riqueza da liturgia recebida nas centenas e milhares de anos de história. Infelizmente, os autores das liturgias caseiras são mais lentos para perceber isto do que os seus participantes”.

(The Feast of Faith, págs. 67-68)

“Na realidade o que se passou foi que uma clericalização sem precedentes entrou em cena. Agora, o sacerdote – aquele que ‘preside’, como hoje preferem chamá-lo – se torna o verdadeiro ponto de referência para toda a liturgia. Tudo depende dele. Temos que ver a ele, responder a ele, estar envolvidos naquilo que ele está fazendo. A sua criatividade sustenta tudo”.

(Introdução ao Espírito da Liturgia, Cap. 3)

“Cada vez menos e menos Deus é o centro. Cada vez é mais e mais importante o que é feito pelos seres humanos que se encontram aqui e não gostam de se sujeitar a um padrão pré-determinado”.

(Introdução ao Espírito da Liturgia, Cap. 3)

9 – Sobre o sacerdote voltado ao povo durante a Missa

“O fato de o sacerdote ter-se virado para o povo tornou a comunidade um círculo fechado sobre si próprio. Na sua forma exterior, já não se abre ao que está à frente e acima, e sim se fecha em si mesmo. O voltar-se para o Oriente não era uma celebração virada para a parede; não significava que o sacerdote tinha as costas voltadas ao povo: é que o próprio sacerdote não era visto como tão importante. Porque, tal como a assembleia na sinagoga olhava junta para Jerusalém, também na liturgia cristã a assembleia olhava junta para o Senhor (…) Por outro lado, o voltar-se para o Oriente durante a Oração Eucarística continua a ser essencial. Isto não é uma questão de acidentes, mas de essência. Olhar para o sacerdote não tem importância nenhuma. O que importa é olhar juntos para o Senhor”.

(Introdução ao Espírito da Liturgia, Cap. 3)

10 – Sobre a substituição do Crucifixo pelo sacerdote

“Mover a cruz do centro do altar para o lado do altar, a fim de permitir uma visão do sacerdote sem obstáculos, é algo que vejo como um dos fenômenos mais absurdos das décadas recentes. A cruz é um obstáculo durante a Missa? O sacerdote é mais importante que Nosso Senhor?”

(Introdução ao Espírito da Liturgia, Cap. 3)

____________

A partir de recopilação publicada no blog de Taylor Marshall

 

Poloneses se reúnem na fronteira e por todo o país para rezar o Rosário

“Dai-me um exército que reze o Rosário e eu vencerei o mundo.” – São Pio X

7 de outubro: Dia de Nossa Senhora do Rosário, comemoração da vitória naval católica de Lepanto sobre os muçulmanos turcos e dia em que a Polônia novamente demonstrou de maneira memorável a fé e o valor de seu povo.

Um evento chamado Rosário na Fronteira organizado pelos leigos da Solo Dios Basta (Só Deus Basta) e aprovado pela hierarquia católica polonesa atraiu cerca de um milhão de fiéis em diversas localidades do país no último sábado (7), do Mar Báltico no norte até as montanhas na fronteira com a Eslováquia e a República Tcheca ao sul, formando uma cadeia humana unida com a intenção de Salvar (no sentido pleno) o mundo e a Polônia, contra a crescente secularização e a islamização da Europa. Veja as fotos abaixo, tiradas por todo o território.

As motivações principais para 7 de outubro de 2017 ser o dia escolhido foram as seguintes:

-Foi a festa de Nossa Senhora do Rosário, que comemora a vitória cristã sobre as forças muçulmanas na Batalha de Lepanto;

-Foi o primeiro sábado do mês, e há uma devoção dos Primeiros Sábados revelada pela Santíssima Virgem Maria de Fátima a Ir. Lúcia;

-Este ano é o 140º aniversário da aparição de Nossa Senhora em Gietrzwald, uma aparição famosa na Polônia;

-É também o 100º aniversário da aparição de Nossa Senhora de Fátima.

A oração, iniciada por volta das 14h (horário local) em aeroportos, campos, estradas e 319 igrejas localizadas na fronteira, teve o apoio da primeira-ministra, e um comunicado dos bispos estabeleceu que as famílias poderiam rezar em suas casas, os doentes em hospitais e as comunidades paroquiais em suas igrejas, para que todos, mesmo impossibilitados de chegarem até os limites territoriais do país, pudessem participar. Muitos enfrentaram chuva e o tempo ruim, alguns viajaram centenas de quilômetros para agradecer por intenções particulares realizadas: todos reconhecendo o poder do Rosário e seu indelével significado.

Iniciando com uma Missa na manhã de sábado, o arcebispo Marek Jedraszewski, de Cracóvia, exortou os fiéis a “orarem por outras nações da Europa e do mundo para entender que precisamos voltar às raízes cristãs da cultura europeia se quisermos que a Europa permaneça sendo Europa”.

O padre Paweł Rytel-Andrianik, porta-voz da Conferência dos Bispos poloneses, disse que o evento foi um dos maiores da História na Europa, ficando atrás somente da Jornada Mundial da Juventude de 2016, também na Polônia.

Screen-Shot-2017-10-07-at-10.02.41-PM
O importante apoio da primeira-ministra polonesa através do Twitter, agradecendo os participantes

A mídia já começa, como de praxe, com insinuações sujas, associando o ato ao preconceito, xenofobia, racismo e escarnecendo desta grande demonstração de fé. Tremam, laicistas e progressistas: A Polônia Católica vive!

Fonte: Castelo Histórico

Livros Recomendados:

https://livraria.bibliacatolica.com.br/produto/santo-rosario/

https://livraria.bibliacatolica.com.br/produto/o-rosario-da-santissima-virgem-maria/

https://livraria.bibliacatolica.com.br/produto/o-rosario-a-prece-que-salvou-minha-vida/

Página 1 de 332

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén