1. Estas são também sentenças de Salomão as quais foram recolhidas pelos homens de Ezequias, rei de Judá. A glória de Deus é encobrir as coisas, e a glória dos reis é investigá-las.

3. (Como) o céu na sua altura, e a terra na sua profundidade, assim o coração dos reis é impenetrável. (ver nota)

4. Tira as escórias da prata, e sairá um vaso puríssimo; Tira o iníquo da presença do rei, e o seu trono se firmará na justiça.

6. Não apareças ufano diante do rei, e não te ponhas no lugar dos grandes. É melhor que te digam: "Sobe para cá", do que seres humilhado diante dum grande.

8. O que teus olhos viram, não o descubras com precipitação numa contenda, pois, que farás, no fim, quando o teu próximo te houver confundido?

9. Defende a tua causa contra o teu próximo, mas não descubras o segredo de outrém,

10. não suceda que te envergonhe o que te ouvir, e se não apague a tua ignomínia.

11. Como maçãs de oiro em bandejas de prata, assim as palavras ditas no seu devido tempo.

12. Como uma arrecada de oiro e uma jóia refulgente, assim é a repreensão dada por um sábio a um ouvido dócil.

13. Como a frescura da neve no tempo da ceifa, assim é o embaixador fiel para quem o enviou: ele dá descanso à alma de seu senhor.

14. Como o vento e as nuvens que não trazem chuva, assim é o homem que se vangloria de liberalidade que não praticou.

15. O príncipe deixar-se-á aplacar pela paciência. e a língua doce quebrantará a dureza.

16. Se achaste mel, come só o suficiente, para que não suceda que, depois de farto, o vomites.

17. Põe raramente o teu pé na casa do teu próximo, para que não sucede que ele, enfastiado, te venha a aborrecer.

18. Maça, espada, seta penetrante, isso é o homem que diz um falso testemunho contra o seu próximo.

19. Como um dente podre e um pé que resvala, assim é o apoio do desleal no dia da desventura.

20. Tirar a capa num dia de frio, lançar vinagre sobre uma chaga, isso faz aquele que canta canções a um coração aflito.

21. Se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer, se tiver sede, dá-lhe água para beber, (ver nota)

22. porque assim amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça, e o Senhor te dará a paga.

23. O vento do aquilão traz as chuvas, e a língua detractora, às ocultas, ensombra os semblantes.

24. É melhor habitar a um canto do terraço, do que viver com uma mulher litigiosa em espaçosa casa. Como a água fresca para pessoa que tem sede, assim é uma boa nova que vem dum país remoto.

26. Como uma fonte turbada, como uma nascente de água corrompida, assim é o justo que vacila diante do ímpio.

27. Assim como não faz bem o mel àquele que o come em demasia, assim o que quer sondar a majestade (divina) será oprimido pela sua glória.

28. Como uma cidade desmantelada, sem muros, assim é aquele que, quando fala. não pode conter o seu espírito.





“E’ na dor que o amor se torna mais forte.” São Padre Pio de Pietrelcina