carrado

Católicos pedem a Bispo afastamento de Padre da Diocese de São Miguel Paulista.


É com grande alegria que reproduzimos o post do site Fratres In Unum que cumprindo o seu dever de defesa da fé, publicou o post “Católicos pedem a Bispo afastamento de Padre da Diocese de São Miguel Paulista.” contendo uma carta que recentemente foi entregue ao Bispo Dom Manuel Parrado Carral e que trata do caso de dois padres apóstatas da diocese de São Miguel Paulista que vem a anos vilipendiando a fé dos católicos com inúmeros ataques à Igreja. 

Aproveitamos a oportunidade para parabenizar e agradecer pelo trabalho exercido pelo Fratres in Unum, bem como para cobrar as devidas providências por parte do Bispo Dom Manuel. 

A Igreja de Jesus não pode mais sofrer os ataques promovidos pelos inimigos de Deus.

Abaixo o conteúdo divulgado no post em questão:


Íntegra da carta entregue pessoalmente a Dom Manuel Parrado Carral, bispo diocesano de São Miguel Paulista, SP.

São Paulo, 16 de novembro de 2016

Reverendíssimo Sr.
Dom Manuel Parrado Carral
DD. Bispo da Diocese de São Miguel Paulista

Nós, fiéis católicos, estamos perplexos com as atividades, pronunciamentos e posicionamentos escandalosos que ocorreram na Diocese de São Miguel Paulista, mais precisamente, nas paróquias de Santa Ana que, ao final da Santa Missa (Itaquera), permitiu-se que um Drag Queen subisse ao altar em nome da “comemoração ao dia internacional da Drag Queen”; em Nossa Senhora do Carmo. Tal ato foi promovido e incentivado pelo próprio pároco, o padre Paulo Sérgio Bezerra, no Santuário Nossa Senhora da Paz, e também pelo padre Dimas Martins Carvalho.

carrado

Fiéis se reúnem com bispo de São Miguel Paulista, SP.

A seguir, destacaremos alguns dos fatos promovidos pelos sacerdotes que violam o Magistério da Santa Igreja e a Santa Fé Católica:

1) Ritual pagão-umbandista durante a Santa Missa, promovido pelos padres Paulo Sérgio Bezerra e Dimas Martins Carvalho [1].

2) Promoção do gayzismo e incentivo à militância LGBT aos fiéis da paróquia Nossa Senhora do Carmo. O padre Paulo Sérgio Bezerra permitira que os jovens levassem cartazes “anti-homofóbicos” para a Santa Missa; permitira ainda que um Drag Queen assumido distribua o Corpo de Cristo, e que realize a homilia, tudo ao som de Paula e Bebeto. Chama os defensores da família e os congressistas conservadores de “homofóbicos, retrógrados, velhacos e reacionários”; utiliza os jovens como massa de manobra para a promoção de sua agenda gay; modificou um folheto da Santa Missa com mensagens pró-gayzismo e com ataques diretos aos defensores da Santa Igreja e da Sã Doutrina – apar entemente, o panfleto fora desenvolvido por outro sacerdote da mesma diocese, o jesuíta Luís Lima –, portanto, utilizou a Santa Missa para promover diversas ideologias anti-cristãs, como o comunismo, a ideologia de gênero e a militância gay [2].

3) O referido pároco é adepto da Teologia da Libertação, do comunismo e do PT. Convocara o deputado Chico Alencar (PSOL), Guilherme Boulos (líder do MTST) e a filósofa assumidamente atéia, abortista e petista, Marilena Chauí, para palestrarem durante a Santa Missa, discursou em meio à uma multidão no movimento “Fora Temer” e “Contra o Golpe” em São Paulo [3].

4) Além da própria promoção do “dia internacional da Drag Queen”, os administradores da página oficial da Paróquia Sant’Ana de Itaquera, postaram a seguinte mensagem: “Em comemoração ao Dia Internacional da Drag Queen, nossa Paróquia recebeu nossa grande paroquiana Dindry Buck em celebração do novenário de nossa Padroeira. Foi um momento de muita alegria para nossos paroquianos que amam e respeitam o trabalho que Dindry Buck faz em nossa Paróquia. Dindry falou sobre a importância de lembrar esse dia e a sua missão de levar a alegria para o mundo” [4].

5) O padre Paulo Sérgio Bezerra permitiu que, Marilena Chauí, inimiga assumida da Igreja, da família e da Fé, comungasse com as próprias mãos e recebesse uma homenagem ideológica em plena Missa [5].

6) O padre Paulo Sérgio Bezerra tem conhecimento de suas atitudes, das induções ao erro e da violação à Tradição da Santa Igreja Católica, porém, não teme ser punido pelas autoridades eclesiásticas e nem mesmo, pelo próprio Papa: “Sempre fui assim, mas, com esse papa, sinto mais tranquilidade de que não serei punido” [6].

Não restam dúvidas de que este padre está a serviço da corrosão da Sã Doutrina Católica, da Santa Igreja. Além de induzir seus fiéis ao erro, propagar falsas doutrinas que contradizem a Sã Doutrina Católica e não temer represálias da hierarquia da Igreja Católica Apostólica Romana.

Nós, fiéis católicos, pedimos encarecidamente que Vossa Revendíssima autoridade episcopal, Bispo da Diocese de São Miguel Paulista, Dom Manuel Parrado Carral, que afaste os párocos e lideranças envolvidas nestas profanações da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Gratos pela fidelidade à sua missão como pastor da Igreja, no zelo da sã doutrina católica.

Daniel Guerreiro Cavalcante 

Prof. Hermes Rodrigues Nery

Coordenador do Movimento Legislação e Vida

Adriano Neiva

Fontes:

[1] http://www.bibliacatolica.com.br/blog/umbanda-e-candomble-invadem-a-missa-em-sao-miguel-paulista/#.WCyMY_nR_cc
[2] https://fratresinunum.com/2015/06/25/denuncia-paroquia-de-itaquera-a-servico-da-destruicao-da-igreja/
https://fratresinunum.com/2016/07/25/drag-queen-distribui-a-sagrada-comunhao-em-paroquia-de-itaquera-ao-som-de-paula-e-bebeto/
https://fratresinunum.com/2015/06/26/hereges-de-itaquera-seguros-da-impunidade-sera/
http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,igreja-de-itaquera-faz-oracao-contra-homofobia-de-parlamentares,1712050
https://fratresinunum.com/2015/06/22/folheto-escandaloso-atribuido-a-paroquia-da-diocese-de-sao-miguel-paulista-causa-perplexidade-em-redes-sociais/
[3] https://fratresinunum.com/2013/09/09/a-beata-chaui-da-diocese-de-sao-miguel-paulista-sp/
https://www.youtube.com/watch?v=aGyA4fWtfHU&app=desktop
https://www.youtube.com/watch?v=esi2w-ZuneI&app=desktop
https://www.youtube.com/watch?v=o0B8uHh10kg&app=desktop
https://www.youtube.com/watch?v=4jxbxxkbUjo&app=desktop
https://www.youtube.com/watch?v=lBezJCwA86M&app=desktop
[4] http://dindry.blogspot.com.br/2010/07/salve-santa-ana-avo-de-jesus-cristo.html
http://www.nlucon.com/2016/06/vraaa-drag-queen-dindry-buck-dara.html
https://www.youtube.com/watch?v=ScBGyDEFOoY
http://www.rainhamaria.com.br/Pagina/20119/Padre-da-Paroquia-de-Santa-Ana-SP-homenageia-drag-queens-e-fala-sobre-aceitar-o-outro-como-e-Padre-diz-na-Sagrada-Escritura-O-que-para-os-homens-e-estimavel-e-abominavel-perante-Deus-Lc-16-15-
[5] http://jovempan.uol.com.br/programas/radioatividade/marilena-chaui-afirma-que-quem-defende-familia-e-uma-besta.html
https://www.youtube.com/watch?v=N-uA2tzYFAc
http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/61/entrevistados/marilena_chaui_1999.htm
[6] http://uola.com.br/padre-que-distribuiu-folheto-contra-homofobia-gera-muita-polemica/


Manifeste você também a sua indignação:

Bispo Diocesano
Dom Manuel Parrado Carral
Rua José Dias Miranda, 100 – São Miguel Paulista
08011-020 – São Paulo – SP
Tel.: (11) 2297.8611
Fax: (11) 2297.0539
e-mail: smigueld@terra.com.br

Bispo Emérito
Dom Fernando Legal, SDB
Rua Doutor Alarico de Toledo Piza, 635 – Vila Silva Telles
08110-180 – São Paulo – SP
Tel.: (11) 2156.9447
e-mail: fernando.legal31@hotmail.com

Cúria Diocesana
Travessa Guilherme de Aguiar, 40 – São Miguel Paulista
08011-030 – São Paulo – SP
Tel./fax: (11) 2297.8611
Fax: (11) 2297.3953
e-mail: diocesesaomiguel@terra.com.br
site: www.diocesesaomiguel.org.br

Secretariado de Pastoral
Travessa Guilherme de Aguiar, 40 – São Miguel Paulista
08011-030 – São Paulo – SP
Tel./fax: (11) 2297.6682
e-mail: diocesesdp.pastoral@hotmail.com

Em desagravo ao que vem acontecendo nesta diocese rezemos juntos: 

Oração a São Miguel Arcanjo

São Miguel Arcanjo,
protegei-nos no combate,
defendei-nos com o vosso escudo
contra as armadilhas
e ciladas do demónio.
Deus o submeta,
instantemente o pedimos;
e vós, Príncipe da milícia celeste,
pelo divino poder,
precipitai no inferno a Satanás
e aos outros espíritos malignos
que andam pelo mundo
procurando perder as almas.
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Ámen.

[Nota: O Papa Leão XIII, durante a celebração de uma missa particular, teve uma visão segundo a qual soube que o Demónio pediu permissão para submeter a Igreja a um período de provações. Deus concedeu-lhe permissão para provar a Igreja por um século (este século). Assim que o Demónio se afastou, Deus chamou Nossa Senhora e São Miguel Arcanjo e lhes disse:
“Dou-vos, agora, a incumbência de contrabalançar a obra nefasta do Demónio.”

O Papa a seguir compôs a oração a São Miguel Arcanjo, ordenando depois que fosse rezada de joelhos, no fim de cada Santa Missa.]

gianna-jessen

Gianna Jessen: Nascida durante aborto por envenenamento salino

Gianna Jessen não desistiu. Desistir não é uma opção para ela. Gianna tem o que ela se refere como o “dom” de Paralisia Cerebral.
Ela pesava meros 0,906 gramas ao nascimento e os médicos disseram que ela nunca seria capaz de manter a cabeça erguida, sentar, engatinhar ou andar. Ela começou a andar aos três anos de idade com a ajuda de aparelhos na perna e um andador.

Gianna não acredita que a sua paralisia cerebral tirou sua vida, mas, pelo contrário, enriqueceu-a. . . ela anda com um ligeiro coxear e hoje corre maratonas. Em 30 de abril de 2005, ela completou sua primeira maratona de 42,15 kilômetros depois de correr um pouco mais de sete horas! Em 23 abril de 2006 ela completou a Maratona de Londres também. Ela está agora determinado a correr maratonas em todo o lugar, porque a sentença era que ela nunca andaria!

Gianna compreende a situação dos órfãos, sendo uma deles. Ela foi colocada no sistema de adoção no início de sua vida, acabando sendo adotada por uma uma mulher chamada Penny. Penny foi uma mãe de 56 filhos adotivos em sua vida. Gianna foi adotada mais tarde pela filha de Penny. Segundo Gianna, Penny salvou sua vida.

Gianna é cristã. Sua vida foi dada a ela pela graça de Deus. Ela não deveria estar andando, e o mais miraculoso, ela não deveria nem estar viva. A mãe biológica de Gianna tinha 17 anos quando realizou um aborto por solução salina no seu terceiro trimestre. Depois de ser queimada viva por cerca de 18 horas em meio à solução salina, Gianna foi entregue viva em uma clínica de aborto em Los Angeles. Consta em seus registros médicos “…Nascida durante aborto por solução salina” … isso é o que lhe causou paralisia cerebral.

Gianna faz viagens e suas experiências levaram-na por todo o mundo. Sua vida tem sido mostrada por muitos meios de notícia, incluindo, mais recentemente, BBC news, Sky News e The Good Morning Show, na Inglaterra, atingindo muitas pessoas com uma mensagem de esperança e convicção. Em novembro de 2005, Gianna falou em várias faculdades de todo Brasil e em dezembro do mesmo ano, falou em uma reunião realizada na Câmara dos Comuns, em Londres. Ela voltou para a Inglaterra neste ano, para falar em várias paróquias e colégios públicos. Gianna realiza palestras em: igrejas – cruzadas de jovens da igreja e recuos do ministério de mulheres, várias corporações como palestrante motivacional, organizações de juventude secular e cristã e escolas, bem como várias vezes perante o Congresso e mais recentemente com seu depoimento lido ante a Suprema Corte em v. Carhart Gonzales

decalogo-de-bento-xvi-sobre-o-rosario

O que representa o número 153 em relação ao Rosário

Em seu livro “Mistério da história”, Raoul Auclair nos indica o que ele chama de o mistério, o arcano do número 153, como meditava Santo Agostinho. Trata-se do número de peixes cuidadosamente contados por São João em seu relato sobre a segunda pesca milagrosa.

De fato, 153 é a extensão do número triangular 17, que ocupa o primeiro lugar na sequência de números absolutos que são os números primos. Então, este número aparece como um indicador sagrado, por excelência.

Assim, descobrimos que o número 153 se refere, exatamente, ao número de dias que decorreram entre a primeira aparição da Senhora do Rosário em Fátima e a última, ocorrida em 13 de outubro de 1917. E, mais: cada Ave Maria, na língua latina da Igreja, tem 153 letras, e o próprio Rosário tem 153 Ave-Marias.

Raoul Auclair releva, ainda, alguns outros fatos que destacam o número 153, como uma assinatura da Senhora do Rosário, sobre os acontecimentos de Fátima.

Abade Richard
No jornal L’Homme Nouveau (O Homem novo) – janeiro de 1963

E também em:
mariedenazareth.com

Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco.
Bendita sois Vós entre as mulheres, bendito é o fruto de Vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte.
Amém.

rosary1

Você sabia que é possível ganhar indulgências com o Santo Rosário?

Muitas pessoas escreveram sobre o poder espiritual do Santo Rosário, mas talvez algo pouco conhecido é a graça da indulgência que é possível ganhar com esta devoção mariana que, segundo a tradição, foi dada pela própria Mãe de Deus.

São João Paulo II em sua Carta Apostólica Rosarium Virginis Mariae (Rosário da Virgem Maria, 37) assinalou que “para fomentar esta projeção eclesiástica do Rosário, a Igreja quis enriquecê-lo com santas indulgências para quem o recita com as devidas disposições”.

A respeito, a Concessão 17 da Enchiridion Indulgentiarum (Manual de Indulgências) da Penitenciária Apostólica do Vaticano, indica que “confere-se uma indulgência plenária se o Terço for rezado em uma igreja ou em um oratório público ou em família, em uma comunidade religiosa ou em piedosa associação”.

Do mesmo modo, a indulgência é concedida ao fiel que “se une devotamente à recitação dessa mesma devoção quando é feita pelo Supremo Pontífice e é transmitida através da televisão ou do rádio. Em outras circunstâncias ganha a indulgência parcial”.

Em seguida, explica que, “se a obra, enriquecida com a indulgência plenária, se pode dividir ajustadamente em partes (como o Rosário de Nossa Senhora em dezenas), quem por motivo razoável não terminou a obra por inteiro, pode ganhar a indulgência parcial pela parte que fez”.

Nesse sentido, destaca que no caso da oração vocal “deve acrescentar a devota meditação dos mistérios” e que na oração pública, “os mistérios devem ser meditados conforme o costume aprovado no local; mas na recitação privada, basta que o fiel acrescente à oração vocal a meditação dos mistérios”.

Como se sabe, só é possível ganhar uma indulgência plenária por dia (exceto em perigo de morte). É possível obtê-la se cumprir as devidas disposições que a Igreja pede, ou seja, a confissão sacramental, a comunhão eucarística e as orações pelas intenções do Papa. Se desejar, a indulgência pode-se ganhar a indulgência para um falecido.

Sobre o objeto do Rosário

Por outro lado, o Beato Paulo VI estabeleceu em sua Constituição Apostólica Indulgentiarum Doctrina (Doutrina das indulgências, Norma 17), que “aos fiéis que utilizam religiosamente um objeto de piedade (crucifixo, cruz, terço, escapulário, medalha), validamente abençoado por um padre, concede-se indulgência parcial”.

“Além disso, se o objeto de piedade foi bento pelo Soberano Pontífice ou por um bispo, os fiéis que religiosamente o usam podem também obter a indulgência plenária no dia da festa dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo, ajuntando, porém, a profissão de fé sob uma forma legitima”.

Com relação a este assunto, o Pe. Jhon Phalen, Csc, grande propagador da devoção do Santo Rosário em Família, advertiu que usar com devoção um objeto de piedade significa rezar.

“Eu acredito que carregar uma cruz ou até o Rosário é como uma profissão de fé. Mas o Rosário em si, mais do que o objeto concreto, é a oração. Então deverá rezá-lo”, esclareceu o sacerdote. “De outra forma pode parecer que há muita fé no objeto e não em Deus… o objeto nos ajuda a nos comunicarmos, relacionarmos com Deus”, acrescentou.

Portanto, não basta carregar o Rosário no pescoço, no bolso ou a bolsa para ganhar a indulgência parcial, mas deve ser usado na oração, para nos aproximar mais de Deus na própria vida.

web-padre-pio-jesus-cross-bernard-clairvaux-public-domain-and-robert-lucia-dughetti-via-wikipedia

Padre Pio, Bernardo de Claraval e a ferida no ombro de Cristo

Foram dois grandes santos em espírito de oração e dolorosamente dedicados a uma chaga da Paixão de Cristo

O que o místico medieval São Bernardo de Claraval e o moderno monge São Padre Pio têm em comum?

Bem, ambos são santos e compartilham a recompensa eterna que Deus preparou para eles. Mas, além disso, os dois tiveram uma devoção sincera a uma chaga de Cristo.

SÃO BERNARDO DE CLARAVAL, um abade francês e místico que ajudou a renovar a Ordem de Cister, no século 12, relatou uma conversa que tivera com o Senhor que ficou registrada nas Atas do convento de Claraval. Ele orou, perguntando a Jesus qual tinha sido o seu maior sofrimento não registrado pelos homens; e o Senhor lhe respondeu:

“Eu tinha uma ferida no ombro, em que havia carregado a Cruz, e esta ferida era mais dolorosa que as outras. Os homens não fazem menção dela, porque lhes é desconhecida. Honrai-a, pois, e Eu vos concederei tudo o que me pedirdes por sua virtude. Todos aqueles que a venerarem, obterão a remissão dos seus pecados veniais e graças eficazes para alcançar o perdão dos pecados mortais que tiverem cometido”.

SÃO PIO DE PIETRELCINA, frade Capuchinho, padre e místico, morreu em 1968. Padre Pio era conhecido como um confessor e um homem santo que há mais de 50 anos manifestava as chagas de Cristo (os estigmas) em suas mãos e pés.

Em um livro publicado em língua italiana pelo convento de São Pio, intitulado Il Papa e Il Frate, o autor Stefano Campanella informou que o futuro São Pio tinha tido uma conversa muito interessante com Karol Wojtyla, o futuro Papa São João Paulo II.

De acordo com Campanella, Padre Wojtyla perguntou ao Padre Pio qual de seus ferimentos causou mais dor. Padre Wojtyla esperava que Padre Pio fosse dizer que era sua ferida no peito; mas em vez disso Padre Pio respondeu: “É o meu ferimento no ombro, que ninguém conhece e nunca foi curado ou tratado”.

Em 2008, 40 anos após a morte de Padre Pio, o autor Frank Rega escreveu sobre Padre Pio:

Uma vez em Padra [sic] tinha confiado ao irmão Modestino Fucci, agora o porteiro no convento de Padre Pio em San Giovanni Rotondo, Itália,que suas maiores dores ocorreram quando ele mudou de veste. Irmão Modestino, como Padre Wojtyla, pensou que o Padre Pio estava se referindo às dores do ferimento no peito. Então, no dia 04 de fevereiro de 1971, foi atribuído ao irmão Modestino a tarefa de fazer um inventário de todos os itens do falecido padre na cela do convento, e também os seus pertences nos arquivos. Naquele dia, ele descobriu que em uma das vestes do Padre Pio tinha um círculo de mancha de sangue na área do ombro direito.

Nessa mesma noite, o irmão Modestino pediu em oração ao Padre Pio que esclarecesse sobre o significado da camisa manchada de sangue. Ele pediu ao Padre para dar-lhe um sinal se Cristo realmente teve um ferimento no ombro. Em seguida foi dormir, despertando 1 hora da manhã com uma terrível, angustiante dor em seu ombro, como se tivesse sido cortado com uma faca até o osso do seu ombro. Ele sentiu que iria morrer de dor se continuasse, mas durou apenas um curto período de tempo. Em seguida, a sala se encheu com o aroma de um perfume celestial de flores – o sinal da presença espiritual de Padre Pio – e ele ouviu uma voz dizendo: “Isso é o que eu tinha que sofrer!”

São Bernardo de Claraval, depois de receber a mensagem de Cristo sobre a dor que experimentou em seu ombro, procurou promover devoção ao ferimento no ombro de Cristo, e escreveu esta oração:

Oração à Chaga do ombro de Cristo

Ó bom Jesus, Senhor e Redentor meu, que carregastes a pesada Cruz de todos os pecados do mundo e também os meus, pelos méritos da Chaga e dor que tal Cruz rasgou no vosso Ombro, eu Vos peço, humildemente, o arrependimento e perdão de todas as minhas culpas e a graça de morrer sem pecado. E lembrando o auxílio que Vos deu Simão Cireneu, aliviando o peso da vossa Cruz, peço-Vos ainda, em virtude da Chaga do vosso Ombro, que foi a primeira e a mais escondida do vosso sacrifício redentor, que susciteis no mundo muitas almas vítimas, a continuarem nelas a vossa Paixão e, pela generosidade do seu holocausto, suportado com amor heróico, resgagem muitos peadores, salvem muitos moribundos, e atraiam sobre a Terra uma chuva de Caridade e Pureza. Amém.

Fonte: Aleteia

p031gjc7

Não dê um smartphone ao seu filho

Não conceda aos produtores pornográficos o acesso que eles tanto procuram aos seus filhos.

Por Jonathon van Maren | Depois de passar quatro dias em um encontro de combate à exploração sexual, na cidade de Houston, no Texas, minha mente está exausta. Assistimos a palestras sobre neurociência, tráfico humano, abuso sexual, exploração infantil e muito mais. Também assistimos a muitas, muitas palestras, sobre o veneno que tem se infiltrado em todos os lugares, alimentando o estupro, destruindo relacionamentos, debilitando os homens e obliterando a infância: a pornografia.

Ainda escreverei muito mais sobre o que aprendi, mas, por enquanto, gostaria de fazer aos pais um breve apelo, que praticamente todos os palestrantes fizeram e eu faço questão de repetir: não dê um smartphone ao seu filho.

Parece loucura imaginar que, uma década atrás, smartphones eram incomuns. Muitas pessoas sequer tinham um celular em mãos. Agora, de acordo com a premiada jornalista e escritora Nancy Jo Sales — autora de American Girls: Social Media and the Secret Lives of Teenagers —, praticamente todas as interações sociais (e sexuais) dos adolescentes foram canalizadas para os pequenos e frenéticos aparelhos que eles carregam consigo para onde quer que vão. Isso tem feito crescerem ocyberbullying, o consumo e a produção de pornografia e até mesmo o suicídio e a exploração sexual entre jovens. Adolescentes — e crianças — são puxados para dentro das redes sociais, do Facebook ao Instagram, do Snapchat a outra meia dúzia de aplicativos desconhecidos, onde as interações e os conteúdos são selecionados apenas pelas crianças que os acessam, livres de qualquer supervisão dos pais ou adultos.

Os adolescentes sabem que isso está tornando as suas vidas miseráveis. As meninas com quem conversou a jornalista Nancy Sales também lhe contaram isso. Mas elas também revelaram não ter saída. Como hoje a maior parte da vida das pessoas se passa online, optar por sair é como escolher o isolamento voluntário. As “moedas de troca” geralmente envolvem imagens de nudez, sexo explícito ou “selfies” — e, cada vez mais, também isso deixou de ser opcional.

Os pais são incapazes de controlar esse novo mundo dos adolescentes. Em muitos casos, eles sequer conseguem penetrar o seu interior. É por isso que um pai ficou tão perplexo quando sua filha se enforcou depois de um adolescente cruelmente publicar um vídeo seu tomando banho no Snapchat — aquela tinha sido, na verdade, a primeira vez em que o pai, desolado, ouviu falar de “Snapchat”. Para os pais que desejam resgatar os seus filhos da “selva da Internet” ou poupá-los do sofrimento que está devastando milhões de pessoas, há algumas alternativas. Diálogo honesto e conversas francas. Fiscalização atenta do uso das redes sociais. Programas especiais e filtros de Internet em todos os aparelhos de tecnologia.

Mas, por hoje, eu gostaria de indicar apenas uma coisa: não dê um smartphone ao seu filho.

Esse conselho tem me tornado bastante impopular em alguns ambientes. Um dia desses, durante apresentação em uma escola, um adolescente me cumprimentou com sarcasmo: “Então você é aquele que disse aos meus pais que eu não deveria ter um celular”. Mas isso é essencial. As crianças e a maior parte dos adolescentes não precisam de um celular com acesso à Internet. Eles não precisam de acesso ininterrupto aos sites de mídia social que os submetem mais à influência de seus colegas que à de seus pais. Eles não precisam da pressão social que inevitavelmente —inevitavelmente — advém da entrada em um mundo com novos padrões e novas “moedas de troca”. E, acima de tudo, eles não devem ter acesso a toda a pornografia que a web pode oferecer, a todo esse material sujo criando novos e destrutivos modelos de comportamento — modelos com os quais toda a juventude, para além dos Estados Unidos, está começando a se conformar, seja por pressão, por violência ou por escolha própria.

Escutei dezenas de histórias nesse fim de semana, de pais que se surpreenderam encontrando os seus filhos assistindo a pornografia pesada em seus smartphones. Crianças com idade menor que a média de primeira exposição a pornografia, que costumava ser 11 anos. Agora são 9. Essas crianças, em alguns breves momentos de espanto e terror, têm roubada a sua inocência. Seus mundos mudam por completo naquele momento. Elas não podem “desver” o que viram. Elas sequer deveriam ter acesso a isso, para começo de história.

Por isso, não coloque um smartphone na mão do seu filho.

Eu entendo que os adolescentes tendem mais a precisar realmente de um celular. Meus pais me compraram um telefone celular quando eu tirei a carteira de habilitação — não para que eu interagisse com meus amigos e entrasse na Internet, mas para que eles entrassem em contato comigo e eu tivesse um meio de me comunicar quando estivesse fora, essas coisas. Meus primeiros celulares não tinham acesso à Internet, e eu não perdi nada com isso. Confesso que às vezes gostaria que meu telefone atual também não tivesse Internet, porque eu sou culpado, juntamente com esta geração, de desperdiçar tempo no meu telefone quando poderia estar fazendo alguma coisa (qualquer coisa, na verdade) mais produtiva. Mas, quando adolescentes precisam de um telefone, mesmo assim eles não precisam de um telefone com acesso à Internet. Um telefone que lhes permita fazer ligações e mandar mensagens é bom o suficiente. Eles não precisam estar constantemente conectados às redes sociais, não precisam de Snapchat (um aplicativo que pode arruinar vidas em questão de segundos) e eles definitivamente não devem ter acesso à pornografia selvagem com a qual quase inevitavelmente irão se deparar.

Não dê aos produtores pornográficos o acesso que eles tanto procuram aos seus filhos. Eles sabem que crianças e adolescentes são mais propensos a encontrar pornografia em seus celulares, e é por isso que eles fizeram um esforço gigantesco nos últimos anos para criar material pornô que pudesse ser visto e transmitido via aparelhos móveis. Eles sabem como chegar aos seus filhos: por meio de um smartphone.

Não dê um ao seu filho.

Fonte: LifeSiteNews.com | Tradução: Equipe Christo Nihil Praeponere

la-salete

A guerra pode acabar amanhã…

Durante sua aparição a Melanie e a Maximin (videntes de La Salette, na França) a Virgem Santíssima tornou a lembrar a importância da oração: “Fazeis bem vossas orações, meus filhos?” ─ “Não muito, Senhora”, respondem as crianças. ─ “Ah! Meus filhos, é preciso fazê-las bem, à noite e de manhã, dizendo, ao menos um Pai Nosso e uma Ave Maria, quando não puderdes rezar mais. Quando puderdes rezar mais, dizei mais”.

Durante a Primeira Guerra Mundial, o Tenente Darreberg compreendeu essa necessidade da oração e escreveu em seu diário: “14 de outubro de 1941: Eu conheci o capelão católico… Ele me disse que a vitória não estava perdida. E eu contestei, dizendo: ‘A Guerra pode terminar amanhã; basta, apenas, uma coisa a fazer’. ─ ‘O que é que devemos fazer? ’ ─ perguntou. ‘Submeter-se à ordem de Deus e rezar!’.

E acrescentou:

“Hoje, eu compreendo melhor a oração do terço para suavizar a alma. Antes, esta oração parecia-me coisa de devoto, um tanto ronronante, repetida, sem valor nenhum. Tolice! Esta é uma oração maravilhosa. Dizer cinquenta vezes seguidas a ‘Ave Maria…’ faz com que baixemos nossa cabeça, respeitosamente, de forma adequada… Quando dizemos cinquenta vezes ‘Rogai por nós, pobres pecadores’, acabamos acreditando, que não valemos quase nada…”

H. Perrin
Em Le Capitaine Darreberg (O Capitão Darreberg) (Piloto de caça convertido pela Virgem Maria)
38970 Corps. 6ª edição, 1973.

E também em:
mariedenazareth.com

Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco.
Bendita sois Vós entre as mulheres, bendito é o fruto de Vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte.
Amém.

Página 1 de 331

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén