1. Ao mestre de canto. Com instrumentos de corda. Em oitava. Salmo de Davi.*

2. Senhor, em vossa cólera não me repreendais, em vosso furor não me castigueis.

3. Tende piedade de mim, Senhor, porque desfaleço; sarai-me, pois sinto abalados os meus ossos.

4. Minha alma está muito perturbada; vós, porém, Senhor, até quando?...

5. Voltai, Senhor, livrai minha alma; salvai-me, pela vossa bondade.

6. Porque no seio da morte não há quem de vós se lembre; quem vos glorificará na habitação dos mortos?*

7. Eu me esgoto gemendo; todas as noites banho de pranto minha cama, com lágrimas inundo o meu leito.

8. De amargura meus olhos se turvam, esmorecem por causa dos que me oprimem.

9. Apartai-vos de mim, vós todos que praticais o mal, porque o Senhor atendeu às minhas lágrimas.

10. O Senhor escutou a minha oração, o Senhor acolheu a minha súplica.

11. Que todos os meus inimigos sejam envergonhados e aterrados; recuem imediatamente, cobertos de confusão!

Bíblia Ave Maria - Todos os direitos reservados.

6,1. É o primeiro dos sete salmos penitenciais (os outros são: 31; 37; 50; 101; 129; 142). Na aflição, o salmista implora a misericórdia divina; pede para ser libertado da morte, exprime toda a sua miséria e repele os inimigos.

6,6. Habitação dos mortos: expressão frequente que traduz o vocábulo hebraico cheol. Os antigos hebreus não tinham, da vida futura, uma ideia tão clara como nós. Para eles a alma separada do corpo permanecia num lugar obscuro, de tristeza e esquecimento, em que o destino dos bons era confundido com o dos maus. Daí a necessidade de uma retribuição terrestre para os atos humanos.




Livraria Católica

Conheça esses e outros livros em nossa livraria.



“Pense em Jesus flagelado por amor a você, e ofereça com generosidade um sacrifício a Ele”. São Padre Pio de Pietrelcina