1. Agora junta as tropas, ó filha de guerreiros! Sitiar-nos-ão, ferirão com a vara a face do juiz (ou rei) de Israel.

2. Mas tu, Belém (chamada) Efrata, (apesar de seres) a mais pequenina entre os milhares de Judá, de ti é que me há-de sair (o Messias) aquele que há-de reinar em Israel, cujas origens remontam aos tempos antigos, aos dias do longínquo passado.

3. Por isso Deus os abandonará, até ao tempo em que der à luz, aquela que há-de dar à luz (o Dominador), e em que as relíquias dos seus irmãos se juntarão aos filhos de Israel.

4. Ele permanecerá firme e apascentará o seu rebanho com a fortaleza do Senhor, com a majestade do nome do Senhor seu Deus; haverá segurança porque agora será exaltado até às extremidades da terra.

5. Assim será a paz: quando o Assírio vier à nossa terra e calcar os nossos palácios suscitaremos contra ele sete pastores e oito (ou muitos) príncipes.

6. Apascentarão com a espada a terra de Assur, e com as suas lanças a terra de Nemrod; ele nos livrará de Assur, quando (Assur) vier A nossa terra e puser os pés sobre o nosso território.

7. Então os restos de Jacob estarão no meio de muitos povos, como um orvalho que vem do Senhor, como gotas de água que caem sobre as ervas, que nada têm a esperar do homem e que não contam com nada dos filhos dos homens.

8. Os restos de Jacob estarão entre as nações, no melo de muitos povos, como um leão no meio dos outros animais dos bosques, como um cachorro de leão entre os rebanhos de ovelhas, o qual, quando passa, pisa aos pés e despedaça (a sua presa) sem haver quem lha tire (das garras).

9. A tua mão se levantará sobre os teus inimigos, e todos os teus inimigos perecerão.

10. Naquele dia, diz o Senhor, tirarei os teus cavalos do meio de ti e destroçarei os teus carros de guerra.

11. Arruinarei as cidades da tua terra, destruirei todas as tuas fortificações, arrancar-te-ei das mãos os teus sortilégios, e não haverá mais adivinhos em ti;

12. exterminarei do meio de ti os teus ídolos e as tuas estelas, e nunca mais adorarás as obras das tuas mãos.

13. Arrancarei os teus ascherás do meio de ti e reduzirei a pó as tuas cidades.

14. Tomarei, com furor e indignação, vingança de todas as nações que (me) não ouviram.





“O homem sem Deus é um ser mutilado”. São Padre Pio de Pietrelcina