1. Acontecerá que, nos últimos tempos, o monte da casa do Senhor será estabelecido A cabeça dos (outros) montes e se elevará sobre os outeiros. Os povos concorrerão a ele,

2. muitas nações ali afluirão, dizendo; vinde, subamos ao monte do Senhor, à casa do Deus de Jacob, e ele nos ensinará os seus caminhos, e nós andaremos pelas suas veredas. Porque a doutrina sairá de Sião, e a palavra do Senhor de Jerusalém.

3. (O Senhor) será árbitro de numerosos povos e julgará poderosas nações, até aos lugares mais remotos; eles converterão as suas espadas em relhas de arados, e as suas lanças em fouces; um povo não tirará mais da espada contra outro, e não se aprenderá mais a pelejar.

4. Cada um repousará debaixo da sua parreira e debaixo da sua figueira, sem que ninguém o intimide, porque assim o disse, pela sua boca, o Senhor dos exércitos.

5. Ao passo que todos os povos andam, cada um em nome do seu deus, nós andamos em nome do Senhor nosso Deus, por todos os séculos dos séculos.

6. Naquele dia, diz o Senhor, congregarei as (ovelhas) que coxeiam (no meu serviço), recolherei as dispersas e as que eu tinha afligido;

7. salvarei os restos das que, coxeiam e formarei um povo possante das que estão longe. O Senhor reinará sobre eles no monte de Sião, desde então e para sempre.

8. E tu, torre do rebanho, monte da filha de Sião, virá até junto de ti o império de outrora, a realeza da filha de Jerusalém.

9. Por que soltas gritos, agora? Porventura não tens rei, ou pereceu o teu conselheiro, para que se haja apoderado de ti a dor, como da que está de parto?

10. Aflige-te e atormenta-te, filha de Sião, como uma mulher que está de parto, porque agora sairás da tua cidade e habitarás nos descampados; irás até Babilônia, (mas) lá serás livre; lá te resgatará o Senhor da mão dos teus inimigos.

11. Agora se congregaram contra ti muitos povos, os quais dizem: Seja profanada, e os nossos olhos vejam (a ruína de) Sião.

12. Porém eles não conhecem os pensamentos do Senhor, não entendem o seu desígnio, que é de os ajuntar como feixes na eira.

13. Levanta-te, filha de Sião Calca a palha, porque eu te darei uma haste (ou força) de ferro e cascos de bronze; esmagarás muitos povos, oferecerás ao Senhor o que eles roubaram e consagrarás ao Senhor de toda a terra as suas riquezas.





“Nossa Senhora recebeu pela inefável bondade de Jesus a força de suportar até o fim as provações do seu amor. Que você também possa encontrar a força de perseverar com o Senhor até o Calvário!” São Padre Pio de Pietrelcina