1. Ai dos que planeiam a iniquidade, dos que maquinam o mal em seus leitos e o executam logo que amanhece, porque têm o poder em sua mão.

2. Cobiçam as terras (dos seus vizinhos) e roubam-nas, as casas, e apoderam-se delas; lançam a mão ao homem e à sua casa, aos donos e aos seus bens.

3. Portanto isto diz o Senhor: Eis que faço tenção de enviar sobre este povo uma calamidade, de que não livrareis o vosso pescoço; não andareis mais com um passo soberbo, porque o tempo será calamitoso.

4. Naquele dia será composta sobre vós uma sátira e cantar-se-á uma elegia: Estamos inteiramente devastados; a parte do meu povo passa a outros! Como ma arrebatam? Os nossos campos foram repartidos entre os infiéis.

5. Por isso dão terás (ó Israel) quem meça com cordel as porções na assembleia do Senhor.

6. Não profetizeis, dizem eles, não se profetize mais assim; isto não afastará o opróbrio porque não receberão, nem lhes causarão confusão alguma.

7. A casa de Jacob diz: Acaso o Senhor é pronto para a cólera? E esta a sua forma de agir? Não são as minhas palavras (responde o Senhor) cheias de bondade para com aquele que caminha com rectidão?

8. O meu povo, pelo contrário, levanta-se como inimigo; com a túnica (ó Israelitas) tirais a capa, e tratais como inimigos aqueles que passam (ou viviam) em paz. (ver nota)

9. Lançais fora dos seus amados lares as mulheres do meu povo; tirais para sempre a minha glória aos seus filhinhos.

10. Levantai-vos e parti (para o exílio), porque não tereis aqui descanso. Por causa da vossa imundície, ser-vos-á infligido um cruel tormento.

11. Se houvesse um homem que lançasse palavras ao vento e dissesse mentiras (assim): Vou profetizar-te vinho e cerveja— tal homem seria o profeta deste povo.

12. (Porém, por fim) eu te congregarei, ó Jacob, todo inteiro; reunirei as relíquias de Israel Porei tudo junto como ovelhas no aprisco, como rebanho no seu redil: será uma ruidosa multidão de homens.

13. Aquele (bom Pastor) que lhes há-de abrir o caminho Irá adiante deles; forçarão e passarão em turmas a porta e sairão por ela; o seu rei passará diante deles, e o Senhor estará à sua frente.





“A mulher forte é a que tem temor de Deus, a que mesmo à custa de sacrifício faz a vontade de Deus.” São Padre Pio de Pietrelcina