1. O Senhor falou a Moisés, dizendo:

2. No primeiro dia do primeiro mês, levantarás o tabernáculo da reunião

3. e porás nele a arca, e estenderás o véu diante dela;

4. trazida para dentro a mesa, porás sobre ela o que foi legitimamente mandado. Estará (no tabernáculo) o candeeiro com as suas lâmpadas,

5. e o altar de ouro, sobre o qual se queime o incenso, diante da arca do testemunho. Estenderás um véu à entrada do tabernáculo,

6. e diante dele (colocarás) o altar dos holocaustos.

7. (Colocarás) a bacia, que encherás de água, entre o altar e o tabernáculo.

8. Cercarás de cortinas o átrio e a sua entrada.

9. Tomado o óleo da unção, ungirás o tabernáculo com seus utensílios, para ficarem santificados;

10. ungirás o altar dos holocaustos e todos os seus utensílios; consagrarás o altar e ele será santíssimo:

11. ungirás a bacia com a sua base e consagrá-la-ás.

12. Farás chegar Aarão e seus filhos à entrada do tabernáculo da reunião, e depois de lavados em água,

13. os revestirás das vestes sagradas, para que me sirvam, e a sua unção conferirá, a ele e aos seus descendentes, um sacerdócio perpétuo.

14. Moisés fez tudo o que o Senhor lhe mandara.

15. No primeiro mês do segundo ano, no primeiro dia do mês, foi levantado o tabernáculo.

16. Moisés erigiu-o, pôs (nos seus lugares) as tábuas, as bases e os barrotes, levantou as colunas,

17. e estendeu o tecto sobre o tabernáculo, pondo por cima dele a coberta, como o Senhor tinha mandado.

18. Pôs também o testemunho na arca, metidos por baixo os varais, (ficando) em cima o oráculo. (ver nota)

19. Tendo introduzido a arca no tabernáculo, suspendeu diante dela o véu, para cumprir o mandado do Senhor.

20. Pôs também a mesa no tabernáculo da reunião, da parte setentrional, fora do véu,

21. dispostos por ordem diante (do Senhor) os pães da proposição, como o Senhor tinha mandado a Moisés.

22. Pôs também o candeeiro no tabernáculo da reunião na parte austral, defronte da mesa,

23. e colocou nos seus lugares as lâmpadas, conforme o mandado do Senhor.

24. Pôs também o altar de ouro no tabernáculo da reunião, defronte do véu,

25. e queimou sobre ele o incenso dos aromas, como o Senhor tinha ordenado a Moisés.

26. Pôs também a cortina à entrada do tabernáculo da reunião,

27. e o altar dos holocaustos no vestíbulo do tabernáculo, oferecendo nele holocaustos e sacrifícios como o Senhor tinha mandado.

28. Pôs, além disso, a bacia entre o tabernáculo da reunião e o altar, enchendo-a de água.

29. Moisés, Aarão e seus filhos lavaram as suas mãos e pés,

30. quando estavam para entrar no tabernáculo da reunião e para se aproximar do altar, como o Senhor tinha ordenado a Moisés.

31. Erigiu também o átrio ao redor do tabernáculo e do altar, lançando a cortina à sua entrada. Depois de acabadas todas estas coisas,

32. a nuvem cobriu o tabernáculo da reunião, e a glória do Senhor o encheu.

33. Moisés não podia entrar no tabernáculo da reunião visto que a nuvem cobria tudo, e a majestade do Senhor resplandecia, tendo a nuvem coberto todas as coisas.

34. Quando a nuvem deixava o tabernáculo, os filhos de Israel partiam divididos pelas suas turmas:

35. se ficava suspensa em cima, permaneciam no mesmo lugar,

36. pois a nuvem do Senhor, de dia, repousava sobre o tabernáculo, e de noite aparecia nela uma chama, à vista de todo o povo de Israel, em todo o tempo que durou a sua caminhada.





“Jesus vê, conhece e pesa todas as suas ações.” São Padre Pio de Pietrelcina